Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correr na Cidade

Preview: New Balance 890 v6

New Balance Correr na Cidade 4.jpg

Há algum tempo que não ouvem de mim aqui no blog. O verão lixa-me sempre os treinos. E a vontade de correr. E a minha condição física. A culpa é sempre a mesma, ano após ano: o meu trabalho, onde a pressão aumenta muito no verão, e os churrascos e festivais. Não tem mal. É assim. No entanto, o que tem mal, desta vez, é o difícil regresso aos treinos.

 

Review: Saucony Triumph ISO 4 - Uns ténis para uma maratona... Mas não para mim!

É chegada a altura da review do Saucony Triumph ISO 4.  Para quem não viu a preview, voltamos aos detalhes básicos:

  • Modelo: Saucony Triumph ISO 4  - Navi/Denim/Cooper
  • Testado por: Bruno Tibério
  • Características pessoais: Passada neutra/ligeiramente pronadora, peso 73kg, arco médio.
  • Condições de teste: vários treinos curtos (até 10km) e um longo (~20km), totalizando cerca de 70km.

Características Técnicas:

  • Peso: 342g no número 43
  • Drop: 8mm
  • PVP: neste momento consegue-se online cerca de 150€

Posto isto passo a explicar os pontos que gostei, detestei e assim perceberem também o porquê de a review estar um pouco atrasada em relação às nossas práticas. 

 

DESIGN & CONSTRUÇÃO

Em relação às cores e os padrão denim, nada a apontar. Adorei os apontamentos metálicos em tons cobre. A marca apostou nestes tons em vários dos seus modelos e para mim foi uma aposta ganha. Para quem gosta de correr durante durante a noite, na parte frontal tem dois pequenos refletores e um na parte traseira. A sapatilha é também composta em grande parte por malha, que os torna flexíveis e respiráveis. Os acabamentos estão devidamente acondicionados com a excepção de uma ( pelo menos para mim) e que é o que me leva a dizer que estes ténis não são para mim mais à frente.

saucony_sola.jpg

 

Em relação à durabilidade, com os 70kms, não é visível nenhum desgaste evidente da sola.

 

Estabilidade e aderência

Penso ter sido a primeira vez que usei umas sapatilhas de estrada indicadas para longa distância. Daí que a minha primeira impressão foi achar que eram bem pesadas (para valores que estava mais habituado a equipamento de trail)  mas está dentro dos valores típicos para a gama de longa distância. 

A borracha da sola não tem nada a apontar assim como a estabilidade e apoio do pé lateralmente. Nas nossas Happy Mondays, recheadas de calçada, caminhos inclinados e por vezes irregulares, portaram-se perfeitamente. Não houve um grande teste em chuva intensa, mas em zonas mais húmidas nos dias mais frios não se notou grande perda aderência. 

Algo que adorei em relação ao meu pé foi o apoio proporcionado na zona do arco do mesmo. Tal como descrito pela marca, o modelo é indicado para quem tem o arco algo acentuado acabando por proporcionar mais apoio.

 

Amortecimento e conforto

Já o tinha frisado anteriormente que a zona do calcanhar estava extremamente acolchoada o que me parece garantir uma boa proteção, bem como evitar fricção e permitir a expansão do pé com o decorrer dos quilómetros. E quanto à sola, eu sou apologista de que se não ouvimos a nossa passada ou um bater demasiado "seco" isso é bom sinal. Significa que o impacto está a ser absorvido pela composição intermédia da sola. E isso acontece nestes ténis. Quem tiver um pouco de peso a mais creio que irá beneficiar do bom amortecimento oferecido por este modelo. A língua também é fortemente acolchoada protegendo o peito do pé.

 

Ok, mas então porque não são para mim?

saucony.jpg

Nem tudo são rosas. Pois bem o problema é que eu, e volto a frisar, eu, ao correr faço uma flexão plantar demasiado pronunciada. Simplificando, dobro muito os dedos, de tal forma que em geral as minhas sapatilhas quando gastas por uso, acabam quase sempre por romper na zona da dobra dos dedos do pé. Acontece que neste modelo, as presilhas, são cobertas por uma espécie de resina tornando-as extremamente duras, com excepção da que contém a parte do material refletor (ver imagem). Acontece que essa última, assinalada a vermelho na imagem, tem uma costura pronunciada que fica exactamente por cima da zona onde dobro os dedos. Essa costura é protegida pela língua mas com o movimento por vezes acaba por ficar exposta e é trilhada contra o pé na zona da dobra pela que lhe antecede coberta com resina. Se no treino curto até passa despercebido, no treino mais longo, com o continuar da pressão acabei até por fazer um pequena pisadura. Para mim esse problema seria bem resolvido pela marca, recuando um pouco a zona da presilha em direção à parte traseira do ténis, semelhante a outros modelos da marca (ex: Ride ou Guide) ou então estendendo mais a língua de forma a garantir maior cobertura da costura mesmo durante a flexão acentuada.

Por eu achar estranho este facto acabei por ir chatear o Nuno Malcata que calça o mesmo que eu para ele dar a opinião dele. Já ele, não notou exposição da mesma costura que lhe relatei durante os testes que fez. Daí esta review final também ter demorado mais que o nosso habitual pois queremos ser justos com a marca.

 

Conclusão

É sem duvida uma boa opção quer para adeptos de corridas longas ou para quem procura um bom amortecimento em todo o tipo de treino. 

O factor mais dissuasor será provavelmente o preço, que penso ser um bocado elevado, mas online, este modelo já se vai encontrando a preços mais em conta. Quanto ao problema que eu encontrei, cada um deverá testar para si, para garantir que a sapatilha lhe fica confortável. Se na vossa passada não fletirem muito o pé, verão que serão umas sapatilhas 5 estrelas.

E a minha opinião final é:

 

Design/Construção 18/20

Estabilidade e Aderência 17/20

Conforto 15/20

Amortecimento 20/20

Preço 16/20

Total 86/100

 

E seguindo o lema da marca, Run Your World.

Boas corridas!

 

Preview: Saucony Triumph ISO 4

saucony triumph ISO 4

Chega a hora de mais uma preview! Voltamos a ser brindados com a presença de uns Saucony Triumph ISO, desta feita na sua versão 4! Para mim as cores usadas neste modelo, Navi/Denim/Cooper, conferem um excelente aspecto visual.

 

Na primeira vez que as calcei, fiquei surpreendido pelo facto de existir bastante volume/acolchoamento na parte traseira da protecção do calcanhar. De igual modo a sua palmilha também é bastante acolchoada que deverá permitir um bom acomodamento do pé com o inevitalvel inchar no decorrer dos quilómetros. 

 

Outro aspecto positivo que destaco é o facto de a sua forma não ser afunilada para quem gosta mais de ter espaço na parte frontal do pé e mexer bem os dedos.

 

Quanto aos detalhes mais técnicos, a sapatilha é descrita como sendo indicada para uma passada neutra e para quem tenha um arco do pé de normal a mais acentuado. Volta a fazer uso da sua tecnologia ISOFIT redesenhada nesta versão para incluir mais elasticidade. Em relação ao seu anterior modelo, a sua sola intermédia desta vez acompanha toda a extensão da sapatilha, com a sua tecnologia EVERUN, ao passo que a versão anterior era apenas na zona de ataque ao solo. 

Na zona do calcanhar tem uma altura de 28mm e no antepé 20mm resultando num drop de 8mm. No entanto o peso, tendo em conta o que uso habitualmente, já é algo consideravel, 342g no número 43. Não deixa de estar na mesma gama de valores das suas concorrentes para a mesma gamma de quilómetros a que se destinam.

 

Fim de conversas chatas! Estas meninas vão andar comigo nos próximos "Happy Mondays" e outras rotinas minhas. Deixo-vos mais imagens e marcamos novo encontro daqui as mais uns KM para a review final!

Saucony Triumph ISO 4

 

IMG_20180128_165210.jpg

 

IMG_1828.JPG

IMG_1830.JPG

IMG_1832.JPG

Review: ASICS Roadhawk FF

IMG_20171105_095148.jpg 

  • Modelo: ASICS Roadhawk FF
  • Testado por: Bo Irik
  • Características pessoais: Passada neutra, peso médio
  • Condições de teste: Mais de 100km percorridos em estrada em vários treinos de 10-15 km

 

Principais característica técnicas:

  • Peso: 245gr
  • Drop: 8mm
  • PVPR: 120€
  • Modelo disponível para homem e mulher em várias cores.

 

Geralmente gosto de calçado mais minimalista e testei uns ASICS! Sim! Surgiu a oportunidade e é claro que foi impossível dizer “não” a estas belas Roadhawk da ASICS. ASICS é uma marca mais conhecida pela sua aposta no amortecimento e conforto e não pelo minimalismo, mas estas sapatilhas surpreenderam-me pela positiva.

 

DESIGN & CONSTRUÇÃO

Na preview já vos disse que acho estas sapatilhas lindas! Para mim, são as mais giras da ASICS. A ASICS sugere este modelo para todos aqueles que procuram sentir-se “mais rápidos, com uma sapatilha que oferece velocidade e peso reduzido com o máximo amortecimento possível”. Parece bem não é?  Se são leves? São! As novas sapatilhas de running ASICS Roadhawk, pesam apenas 245gr. E com este peso reduzido conseguem combinar amortecimento superior e uma sensação de leveza com uma estética moderna.

Em termos de tamanho, tenham cuidado. Normalmente calço o tamanho 25cm para ténis de corrida mas aqui tive que optar por 25,5cm.

IMG_20171105_095107.jpg 

ESTABILIDADE & ADERÊNCIA

Nada a apontar nesta seção, é uma sapatilha estável e com uma boa aderência. No entanto, em calçada molhada, estas sapatilhas não me deixam tão confiante.

 

CONFORTO

A primeira impressão foi que têm um ajuste perfeito ao meu pé. Este ajuste e a existência dos furos adicionais evita que o pé escorregue na sapatilha. São confortáveis e nunca causaram bolhas ou desconforto.  

 

AMORTECIMENTO

A minha opinião no que toca ao amortecimento destas sapatilhas vai ao encontro das opiniões que se encontram na internet: o amortecimento é incrível tendo em conta a sua leveza.

As sapatilhas ASICS RoadHawk incorporam em toda a sua media sola FlyteFoam, o novo material desenvolvido pela ASICS que representa uma redução de peso de 55% em relação às espumas existentes no mercado, sendo ainda 33% mais leve no Solyte da média sola que a marca incorpora noutros modelos. FlyteFoam tem qualidades únicas no que diz respeito à recuperação da forma, oferecendo ao corredor o mesmo amortecimento.

IMG_20171105_095053.jpg

PREÇO

Este modelo tem um PVP recomendado de 120€. Considero este valor justo pela qualidade do sapato.

 

AVALIAÇÃO FINAL

Recomendo estas sapatilhas a quem procura leveza e amortecimento em um. São sapatos com uma linha muito elegante que até se pode usar no dia-a-dia.

 

Design/Construção 18/20

Estabilidade e Aderência 17/20

Conforto 18/20

Amortecimento 18/20

Preço 17/20

Total 88/100

 

Preview: ASICS Roadhawk

ASICS Roadhawk (4).jpg

Eu que gosto de calçado mais minimalista vou testar uns ASICS! Sim! Surgiu a oportunidade e é claro que foi impossível dizer “não” a estas belas Roadhawk da ASICS. Para mim, talvez as ASICS mais lindas que já vi! Lucky me!

 

A ASICS sugere este modelo para todos aqueles que procuram sentir-se “mais rápidos, com uma sapatilha que oferece velocidade e peso reduzido com o máximo amortecimento possível”. Parece bem não é?  Se são leves? São! As novas sapatilhas de running ASICS Roadhawk, pesam apenas 245gr. E com este peso reduzido conseguem combinar amortecimento superior e uma sensação de leveza com uma estética moderna.

ASICS Roadhawk (6).jpg

As sapatilhas ASICS RoadHawk incorporam em toda a sua media sola FlyteFoam, o novo material desenvolvido pela ASICS que representa uma redução de peso de 55% em relação às espumas existentes no mercado, sendo ainda 33% mais leve no Solyte da média sola que a marca incorpora noutros modelos. FlyteFoam tem qualidades únicas no que diz respeito à recuperação da forma, oferecendo ao corredor o mesmo amortecimento.

 

Principais característica técnicas:

Peso: 245gr

Drop: 8mm

PVPR: 120€

Modelo disponível para homem e mulher em várias cores.

 

A primeira impressão foi que têm um ajuste perfeito ao meu pé, são confortáveis e fornecem um bom amortecimento. Agora no verão tenho corrido menos. Ainda só os levei a correr duas vezes. Vou fazer mais uns quilómetros e testes em vários pisos e ver se faço uma prova para vos dar a minha opinião final em breve.

 

Boas corridas! 

ASICS Roadhawk (1).jpg

ASICS Roadhawk (2).jpg

ASICS Roadhawk (3).jpg

ASICS Roadhawk (5).jpg

Review: Skechers Gorun 5

17545422_10158461670370453_8718284337918940515_o.j

Quando cheguei da Tailândia, onde tive a oportunidade de gastar os meus queridos Skechers Gorun Ride 4 até não dar mais, estava a precisar de uns ténis novos de estrada. Foi então que fiquei muito feliz com o lançamento destes Skechers Gorun 5 como podem ler na Preview.

 

Esta review vem super atrasada mas é por um bom motivo. As sapatilhas eram tão boas que nem tive tempo para escrever sobre elas ahaha. Na verdade não é essa a “desculpa”, é o facto de profissionalmente estar numa altura de muita carga.


Desde que voltei da Tailândia, há 5 meses, não me recordo de correr em estrada com outras sapatilhas que estas maravilhosas Skechers Gorun 5. Na verdade já vão com uns bons 500km! Penso que maior elogio seria impossível.
O Luís Moura fez uma review por vídeo e a minha opinião sobre estas “pantufas” segue por escrito.

 

Vídeo do Luís: 

 

Review da Bo:


DESIGN & CONSTRUÇÃO

Os sapatos mais lindos e confortáveis que já tive. É preciso dizer mais? ;)

 

ESTABILIDADE & ADERÊNCIA

Nada a apontar nesta seção, é uma sapatilha estável e com uma boa aderência. Na minha opinião, a Skechers é das melhores marcas no mercado em termos de aderência. Mesmo em calçada molhada e até em trilhos, estas sapatilhas deixam-me muito confiante. De facto, segundo a marca, “a sola Parametric Web, de grande leveza, durabilidade e flexibilidade, proporciona tração em diversas superfícies”.



CONFORTO

Tal como os outros modelos da Skechers, considero este modelo uma sapatilha que tem boa qualidade de materiais e isso releva-se no conforto. São ténis super confortáveis, desde o primeiro treino aos de hoje, uns 500km depois. Nada de bolhas, nada de fricções. É daí que chamo estes ténis de “pantufas” :)


Segundo a marca, “o upper GOknit, visualmente sem costuras, proporciona grande apoio, conforto e transpirabilidade, enquanto as tiras de suporte interno dão estabilidade e ajuste. A língua Air-Mesh contribue ainda para uma maior respirabilidade e comodidade do pé.”


Esta sapatilha diferencia-se pelo “Quick Fit” na traseira da sapatilha o que torna o ato de calçar e descalçar mais rápido e fácil.

IMG_20170424_131351.jpg


AMORTECIMENTO

Para mim os Skechers Gorun 5 são o equilíbrio perfeito entre amortecimento e minimalismo. São super levesm, com apenas cerca de 212 gramas, para um modelo de referência masculino, tamanho 42,5. Os Skechers Gorun 5 têm um drop de apenas 4 mm.


A entresola com 5Gen fornece o amortecimento adequado. Também a tecnologia Mid-foot Strike promove uma passada mais eficiente e menos prejudicial para as articulações.



PREÇO

Este modelo está disponível a partir de cerca de 100€ (vejam aqui na Deporr ou nas lojas Skechers) o que considero um excelente preço. Na verdade, até pondero comprar mais um par para mim :)



AVALIAÇÃO FINAL:

Concordo com o tag da Skechers em relação a este modelo: “LEVEZA, FLEXIBILIDADE E REATIVIDADE NUMA SÓ SAPATILHA”. Foram os melhores ténis de estrada que já tive e também os mais giros! O que mais posso pedir!?


Design/Construção 19/20

Estabilidade e Aderência 18/20

Conforto 20/20

Amortecimento 17/20

Preço 17/20

Total 90/100

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D