Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correr na Cidade

Review: Saucony Peregrine ISO - We who Run!

FDB577YofZPLgX525C.gif

Durante o ultimo mês tenho andado a lavrar algum mato sempre que tenho oportunidade. E as Saucony Peregrine tem sido as minhas companheiras. E como elas tem sido maltratadas... por exemplo enquanto alguns de nós andavam no Piodão a levar com neve, eu estive aos "pontapés" ao granizo, enquanto me tentava abrigar de alguma forma nas copas das árvores.

apresentação.jpg

Aventuras há parte, vamos lá ao que interessa. Começamos com as especificações de referência:

  • Passada: Neutra
  • Drop: 4mm
  • altura calcanhar: 22.5mm
  • altura frente: 18.5mm
  • Suporte do arco plantar: Normal (Médio)
  • Peso:298 g (Tam 43 masc)
  • Finalidade: Trail, distâncias curtas a médias, onde haja exigência de mais mobilidade/técnica
  • PVP: € 120 aproximadamente

 

Condições do teste: Cerca de 80km entre trail em piso seco, trail em piso húmido, trail à chuva. Ainda deu para fazer duas ou três perninhas em paralelos/calçada, numa vertente mais urban trail nos nossos treinos habituais do Happy Mondays :)

 

O modelo continua a tirar partido da habitual camada EVERUN para proporcionar amortecimento ao utilizador na parte superior da sola e conta ainda com mais duas camadas, a intermédia com PWRFOAM para uma transição mais adaptativa e por fim a camada mais baixa, PWRTRAC, para conferir durabilidade, resistência ao desgaste e um bom contacto com o solo, onde a marca afirma que o coeficiente de atrito é 3 vezes superior ao da borracha sintética (carbon rubber) normalmente presente nos pneus. Tal como os outros modelos ISO, a sua parte superior continua com o sistema ISOfit caracterizado pelo ajuste ao pé e os seus movimentos durante a corrida.

Em cima podem ver alguns detalhes das sapatilhas. Um dos pontos que pretendi destacar é exactamente a parte superior onde se vê perfeitamente a liberdade língua formando uma espécide de cano. Os entalhes laterais, onde encaixam os atacadores, é que conferem toda a fixação ao pé e são revestidos de uma especie de borracha, garantindo maior resistência ao rasgo no meio dum treino ou prova, danificando o mesmo.

 

As primeiras vezes que os usei, achei que o cano era mais baixo que o que normalmente estou habituado. Isto expõe mais o tornozelo mas em contrapartida ganhamos mais mobilidade que considero que é util quando tentamos fazer movimentos técnicos em velocidade. Obviamente isto dependerá muito do estilo de corrida de cada um, mas para mim que gosto de libertar-me um pouco, considero-os bastantes libertadores.

 Quanto à aderência da sola, os seus entalhes, confiriam firmeza em pisos mais soltos em algumas descidas. Em zonas com alguma lama não senti grandes deslizamentos. Posto isto, não tive qualquer razão de queixa e cumpre o que é exigido numa sapatilha desta gama, tendo-me transmitido confiança e segurança nas mesma.

 

Quanto a conforto, o problema que referi noutro modelo da mesma marca, não se verificou nesta versão. Desta vez a união da língua com o resto da sapatilha está localizada mais sobre a parte superior do pé e mais recuada. O espaço na parte da frente continua a ser suficiente para acomodar correctamente o pé mesmo após alguns quilómetros. Apesar de a distância mais longa que fiz com os mesmos ter sido de aproximadamente 20km, dado que não senti qualquer desconforto com os mesmos, estou em crer que estes se aguentarão bem para valores até 30Km ou quiçá mais do que isso.

Veredito final: 

É sem duvida uma boa aposta para quem procura algo para curtas distâncias ou técnicidade e o seu estilo de corrida procura mais a mobilidade de movimentos do que propriamente o amortecimento. Completamente aprovado! É mesmo "Run Any Where" como descreve a marca onde remata com um "Fear no trail. Go explore". Boas corridas!

Design/Construção 19/20

Estabilidade e Aderência 19/20

Conforto 18/20

Amortecimento 18/20

Preço 17/20

Total 90/100

final_2.jpg