Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

Dom ou treino?

28.11.14 | Tiago Portugal

 

image.png

Por Tiago Portugal

 

A semana passada num treino a que fui cruzei-me e troquei umas palavras com um recém-chegado ao mundo da corrida, pelo que me disse tinha começado a correr há relativamente pouco tempo, uns 6 meses.

Fomos à conversa até que, talvez farto do meu ritmo tranquilo, descolou à procura de companhias mais rápidas. Corria bem e depressa, nenhuma das subidas o incomodou, feitas todas a correr, algumas não eram fáceis nem a andar.       

 

Fiquei a pensar na facilidade com que algumas pessoas começam a correr e na naturalidade com que o fazem. Em contrapartida, para alguns o início é difícil e desencorajador, incluo-me neste lote, a evolução é lenta e gradual, 1km de cada vez, o que muitas vezes dá vontade de simplesmente desistir e partir para outra.

 

Mas o que será que separa uns dos outros?

 

Consigo apontar várias aspetos que podem efetivamente influenciar a evolução de cada um:

  1. Ponto de partida, é diferente começar com um índice de massa corporal elevado e um estilo de vida sedentário do que ser praticante de futebol ou BTT e de repente começar a correr;
  2. Historial desportivo, quem foi em jovem um atleta mais rapidamente recupera a forma e tem mais facilidade;
  3. Intensidade do treino, tipologia do treino e complementaridade da corrida com outros exercícios;
  4. Características pessoais, psicológicas e físicas;
  5. Não sei se será a forma mais correta mas alguns podem simplesmente ter o “dom” para a corrida.

É no ponto 4 e 5 que reflito com mais frequência. Claramente não me incluo no último, todas as pequenas vitórias que alcanço são conquistadas à base de muito treino, esforço e sacrifício.

Acredito que com muita dedicação, suor e um treino bem planeado podemos progredir muito, fazer bons feitos e conseguir resultados satisfatórios nas provas. Será que chega para algum dia ganhar uma prova, isso já não sei.

 

Mas às vezes encontramos alguém que começou a correr recentemente ou está a fazer a 1ª prova e, desculpem a expressão, já nos está a dar um bigode, isso, pelo menos para mim, torna-se frustrante. Isto de começar a correr e fazer logo os 10km em menos de 45minutos como se fosse a coisa mais fácil do mundo faz-me confusão.  

 

Não ambiciono ser nenhum Carlos Sá ou Armando Teixeira mas se o objetivo no início era simplesmente terminar as provas, naturalmente com o treino e a evolução comecei a ambicionar mais.

Dificilmente algum dia ganharei uma prova, pelo menos neste escalão, mas trabalho para terminar as provas dentro do quarto superior e acima de tudo para superar-me cada vez mais.

 

Será que de fato algumas pessoas são naturalmente mais propícias para a corrida? A fisionomia e a anatomia do corpo influenciam assim tanto os resultados? O fator mental também distingue quem corre mais ou menos?

Com treino e dedicação podemos todos ambicionar algo mais, ou aqueles que tem o “dom” para a corrida estarão sempre um passo à frente dos outros.

7 comentários

Comentar post