Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

De Sedentário a Jogador de Pokémon Go

25.07.16 | João Gonçalves

Antes de começar o titulo não é a gozar com o José Guimarães, é só porque achei que ficava bem.

 

Adoro tecnologia, gadgets novos, aplicação novas e uso e abuso delas, aliás a minha formação base é nessa área, ou seja, tinha tudo para ser um geek daqueles fortes. Depois tenho um outro lado, um lado que gosta de se sentir vivo, de sentir o vento, o sol e chuva na cara, por isso gosto tanto de actividades ao ar livre e de correr no meio natureza.

 

pokemon.jpg

 

Será que isso faz de mim um desportista? Óbvio que não, faz de mim humano apenas.

 

E foi isso que a Nintendo devolveu às pessoas especialmente a muitos gamers que até agora estavam enfiados nos seus quartos horas a fio onde tudo era virtual, devolveu esse sentimento de serem humanos de novo e é por isto que o Pokémon Go tem tanto sucesso, porque as pessoas no geral gostam de sair à rua, faz parte do nosso ADN sermos livres, gostamos de nos encontrar com outras pessoas, de comunicar na realidade e conhecer pessoas e sítios novos.

 

Nos últimos dias, a comunicação social tem feito buzz danado com isto e tenho visto pessoas a afirmarem que à pala do raio do jogo já fizeram mais quilómetros a andar pé num dia, do que geralmente fazem numa semana e isto para mim fantástico. Tiro o meu chapéu ao tipo que teve a ideia de criar o Pokémon Go e aos senhores da Nintendo que aprovaram o projecto, eles não só descobriram o que já estava descoberto, que as pessoas gostam de viver fora de quatro paredes e também descobriram que não vale a pena gastar milhões de euros em gráficos a criar cenários de cidades em 3D se temos o realidade de borla frente dos nossos olhos.

 

Acredito e quero acreditar que este jogo seja o início de uma mudança de paradigma, acredito que se a moda pegou, muitos mais seguirão esta linha e acredito que as pessoas se vão voltar a encontrar e a reencontrar a elas proprias e aos outros mais no mundo real do que no virtual, pois quando saíram de casa para caçar Ratatás e Pikachus e se sentiram mais livres pensaram... Olha isto de sair à rua afinal é cool...

 

Certo ainda vêm o mundo por um ecrã de quatro polegadas e meia, mas é começo para começarem a ver mundo a 360 graus, para ganharem o gosto de caminhar, sentir o mundo e a natureza e talvez de começarem a fazer algum outro tipo de activistas ou desporto - Sabem que a correr conseguem ir de um Pokestop a outro muito mais rápido. Deixo só a dica.

 

Antes de acabar, não vou criticar o jogo, se faz com que as pessoas caminhem mais, e comuniquem mais é certamente bom, apenas o conselho para que tenham atenção ao caminharem pois existem perigos na via pública e não queremos que ninguém se aleije. À menina que me chamou otário outro dia e disse que não entendia esta gentinha que corre, por eu ir a correr na rua e ela vir com telemóvel em riste certamente a caçar algum bicho amarelo e esbarrou em mim... E ao qual lhe respondi com um sorriso: Tu é andas na rua a caçar bichos que não existem na rua e eu é que sou otário!! Fica a saber, que mentalmente também te mandei caçar Pokémons para um sítio fantástico. :-D

 

Boas caçadas

1 comentário

Comentar post