Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correr na Cidade

Segurança na corrida - Ficha Médica no Telemóvel

Ficha Médica Android.jpg

Infelizmente acontece. Tal como em qualquer modalidade desportiva, ou mesmo simplesmente no quotidiano, pode haver acidentes com situações de inconsciência. E em estado inconsciente, como nos podem prestar assistência médica, sem saber o nosso grupo sanguíneo, alergias e contactos de emergência?

 

Já ouviram falar da Ficha Médica no Telemóvel? Sim, a maior parte dos telemóveis tem uma Ficha Médica que é acessível sem se desbloquear o telemóvel, no ecrã das chamadas de emergência. Ao preencher esta ficha, andamos sempre com a nossa informação médica e em caso de acidente, quem nos presta assistência tem a informação que precisa.

 

Do que estão à espera? Configura já a tua ficha médica! Em iPhone, basta seguir estes passos e em Android, são estes. É uma questão de minutos e pode salvar a vossa vida ;)

 

Para quem não gosta de levar o telemóvel nas corridas, existem as pulseiras iDee, por exemplo. Estas pulseiras, tal como as fichas, permitem identificar o seu utilizador, assim como possibilita ainda a inscrição de alguns elementos importantes no caso de necessidade de auxílio, ou mesmo de emergência médica como o grupo sanguíneo e contatos de pessoas próximas.

 

Boas corridas!

Objetivos e treinos para 2019

Correr na Cidade.jpeg

É engraçado olhar para trás e refletir sobre o nosso percurso de corrida. Houve anos em que corria muito e queria correr mais e mais. Ultras e ultras. Também é engraçado observar que existem padrões na minha rotina de running. No verão tendo a correr muito menos do que no inverno. Isto é fácil de explicar, pois trabalho no setor de turismo, onde no verão a pressão aumenta muito e por isso, tendo a correr menos. Enfim, há muitos fatores que influenciam a nossa rotina de running.

 

2018 foi claramente o ano em que fiz menos quilómetros desde que comecei a correr em 2013. Acredito que foi porque mudei de casa. Foi uma mudança estrutural no meu dia-a-dia. Mudei da minha vida de solteira para uma vida de casal. Fui viver com o meu namorado. Penso que foi esta mudança que me fez perder a minha rotina de corrida e de treinos. Demorei algum tempo a habituar-me e a voltar a treinar como de antes. É curioso porque o Francisco também corre e pratica desporto, mas mesmo assim passei a treinar menos.

 

Agora finalmente sinto que voltei à minha rotina de treinos e estou super contente! É claro que também ajuda ter objetivos desafiantes. Dependendo do nível de corrida, um objetivo pode ser conseguir correr determinada prova de 10K em menos de 60 min. No meu caso, tenho 3 objetivos concretos:

 

Running Bo.jpeg

  1. Meia Maratona de Milão dia 24/3 em menos de 2 horas;
  2. Maratona de Amsterdão dia 20/10 em menos de 4 horas;
  3. Divertir-me muito nalgumas outras provas (de trail e SwimRun) pelo meio: Proença-a-Nova, Piódão…

 

Para atingir esses objetivos vou ter que treinar muito, pois encontro-me em baixo de forma. Tendo em conta os treinos que fiz para as duas maratonas que já fiz, Sevilla em 2015 e Barcelona em 2016, sei muito bem o que funciona bem para mim. Preciso de um treino variado e complementar. Vou fazer, por semana:

 

  1. 3 treinos de corrida: um de subidas, um plano e um livre (pode ser uma prova, por exemplo). E é claro, que mais perto da Maratona irei começar os longões, até os 30-24km uma vez por semana;
  2. Pelo menos uma aula de yoga;
  3. Pelo menos uma aula de RPM ou Spinning;
  4. Pelo menos 40 min de natação;
  5. Reforço muscular com treinos de alta intensidade com a Move HIIT.

 

São 7 treinos, mas posso fazer alguns no mesmo dia, ficando com 5 dias ativos e 2 de recuperação por semana. Penso que esta receita funciona bem comigo. A natação faz-me super bem mas nem sempre tenho disponibilidade. A boa notícia é que o Francisco me acompanha em quase todos os treinos (exceto o yoga e RPM).

 

Acho que é bom estabelecer objetivos de treino concretos e partilhá-los com os nossos amigos dos treinos para criar mais compromisso e motivação e quem sabe, inspiração!

 

E vocês, quais os vossos grandes objetivos para este ano? E como complementam os vossos treinos de corrida?

Preview: Saucony Kinvara 10

lateral_saucony_Kinvara_10_correr_na_cidade.jpg

 

No seu décimo aniversário chegam os novos Saucony Kinvara 10.

 

Já com 40kms de corridas, decidi partilhar o Preview destes Saucony.

 

Posso dizer que estou a gostar bastante. São super confortáveis e a preocupação com as costuras e apoios interiores fazem justificar o seu investimento. A sua simplicidade tem realmente uma ótima qualidade e dá-nos vontade de correr cada vez mais com eles.

 

O primeiro teste à sério foi na minha primeira participação no Fim da Europa em Sintra, tinha-os apenas há um dia mas decidi arriscar. E foi uma aposta vencedora. Fiz um ótimo tempo, senti-me confiante e sempre confortável. Principalmente nas descidas onde consegui estar a rolar a 4/km sem preocupações.

 

A sola dos Kinvara 10 tem uma quantidade de borracha menor do que os modelos anteriores, dando prioridade à espuma. Assim, os Kinvara 10 ficaram mais macios e confortáveis de usar, No entanto, penso que muito possivelmente devem durar menos kms. Há que saber aproveitar cada Km :)

 

Fiquem atentos para o Review final em breve.

 

Passada: Neutra
Drop: 4mm
Peso: 221 g (Tam 41 masc)/190 g (Tam 38 Fem)
Finalidade: Treinos diários, treinos de velocidade e provas de curtas e longas distâncias

PVP: € 120

 

fim_da_europa_saucony_Kinvara_10_correr_na_cidade.

correr_saucony_Kinvara_10_correr_na_cidade.jpg

 

Review: Berg Armada

slider_berg_armada_correr_na_cidade.jpg

Depois de ter testado os Berg Armada em diversas condições e distâncias, posso finalmente chegar a uma conclusão: são uns ténis bastante bons principalmente pelo preço e qualidade do material.

 

Curiosamente, a primeira vez que corri em neve. Foi também a primeira corrida com eles, 10 km em neve, e surpreendeu-me logo a excelente aderência da sola Vibram. A sola utiliza um componente “Megagrip” exclusivamente desenhada para a Berg. Esta sola tem canais de drenagem de auto limpeza para assegurar que pedras, lama, água e sujidade não perturbam a sua passada, e grampos multidirecionais de alto-relevo para garantir uma tração de alto nível em terrenos difíceis. O drop de 5 mm e a sola intermédia high-rebound reduz o impacto no solo e aumenta a impulsão.

 

Quando os calcei, reparei na língua que se adapta ao pé puxando uma fivela na parte superior que lhe dá imediatamente mais conforto e confiança.

 

Um ponto negativo são os atacadores que parecem não ter fim e muito finos e achatados. Temos de ter um pouco de paciência e extra-atenção para apertar bem estes ténis senão parecem um pouco soltos na parte do calcanhar.

 

Realmente, com tanto trabalho e ideias boas foram falhar em algo que é tão básico, mas pelo menos é fácil de corrigir.

francisco_melo_run_berg_armada_correr_na_cidade.jpDe volta a Portugal, tive a oportunidade de ir correr com eles com terreno seco nos trilhos de Monsanto, e cada vez mais me sinto confortável neles. Realmente têm um conforto e aderência bastante bons para um ‘design’ tão simples como podemos ver nesta foto da sola.

sola_berg_armada_correr_na_cidade_2.jpgFui investigar de onde vinha este conforto e reparei que também têm uma palmilha especial. A palmilha da Ortholite é dividida em três componentes, um mais flexível na parte superior, um mais confortável para dar mais amortecimento na parte inferior juntamente com o rebordo para dar aquele conforto extra ao calcanhar.

sola_berg_armada_correr_na_cidade.jpg

lados_berg_armada_correr_na_cidade.jpg

Como podemos observar nas fotos, o design dos Armada é simples e bastante apelativo. Os acabamentos têm ótima qualidade com uma ligeira camada de borracha a contornar o pé que depois segue para os atacadores e onde se encontra a tecnologia da lingueta Gusseted escondida.

 

No último treino consegui dar uma volta com eles em piso mais escorregadio e continuaram a surpreender, habitualmente faço trilhos com ténis bastante mais completos na sola e estava um pouco reticente em relação à sua aderência. Posso sem dúvida sugerir estes ténis para quem gosta de trilhos e sapatos mais minimais a um preço acessível.

 

PVP recomendado: 59.97€ promoção até 22 Fevereiro 2019, sem promoção 99.95€

splash_berg_armada_correr_na_cidade.jpg

Venham Correr na Cidade!

Correr na Cidade.jpg

Já devem ter reparado que o anúncio dos treinos passou a ser apenas no Facebook. Sim, continuamos a Correr na Cidade e continuamos a dar treinos. Para saber quando, onde e que tipologia, por favor, consultem os nossos eventos no Facebook.

 

Temos treinos à beira rio para quem se quer iniciar na corrida ou ganhar velocidade, a começar no Cais do Sodré ou em Algés, por exemplo. Temos corridas pelas colinas de Lisboa, onde vamos à procura de becos que ainda não conhecemos e fazemos um D+ considerável (os nossos "Happy Mondays"). E também gostamos de vos levar aos trilhos mais bonitos de Monsanto ou de Sintra no fim-de-semana. 

Sintra Running Correr na Cidade.jpg

Estejam atentos ao Facebook ou contactem-nos caso tenham alguma dúvida ou sugestão ;)

 

Relembramos que os nossos treinos são guiados e não organizados, ou seja, sem seguro colectivo, pelo que cada participante é responsável por si próprio. São treinos grátis em que a boa disposição e a vontade de correr são os únicos pré-requisitos que exigimos!

 

Vemo-nos em breve? Vejam os próximos treinos aqui!