Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correr na Cidade

Crónica V: A Guerra dos Gémeos

Por Tiago Portugal:

 

Segunda-Feira - 1 de Setembro de 2014 – 10h00 - Faltam 11 dias, já não conto as horas…

 

Quem acompanha o blogue sabe que ando a preparar-me, desde Junho, para a minha estreia em provas mais longas, e internacionais, de trail, neste caso o 1º Ultra da Serra Nevada. Tenho, todas as semanas, publicado a crónica da minha preparação, que já vai longa, bem como tudo o que me vai acontecendo. No entanto, a semana passada por motivo de doença não consegui acabar de escrever o relato e resolvi incluir duas semanas na mesma crónica.

 

No domingo,24 de Agosto, após o meu último treino longo fiquei aliviado. Foram quase três meses de treinos intensos e ia, finalmente, começar a tirar alguma carga ao meu treino. Infelizmente na semana que se seguiu tive que a retirar quase toda, mas já aí chegarei.

 

Não consigo ter uma noção exacta do que alcancei nestes três meses e se efectivamente melhorei. É difícil sermos juízes em causa própria e sendo muito autocrítico não consigo ter a real percepção do quanto estou hoje melhor. Sinto-me isso sim, muito mais bem preparado e com mais conhecimentos do que devo fazer em termos de alimentação, hidratação, técnica e gestão de corrida. 

 

O fato de ter traçado um objectivo específico e ter um treino planeado e organizado, por um profissional, permitiu que a minha preparação fosse mais equilibrada e sustentada. Sem esta ajuda preciosa dada pelo José Carlos Santos não estaria hoje com metade da preparação que tenho.

 

Segunda-feira 18 de Agosto: Mantendo a rotina das últimas semanas e porque cada vez gosto mais deste treino fiz um treino de cross-fit. 

Treino realizado: 0km, 1h de Cross-Fit

 

Terça-feira, 19 de Agosto: Os treinos longos deixam mossa e ao fim de três meses intensos os músculos começam a queixar-se e a reivindicar por tratamento. Até à data não era presença assídua nas massagens desportivas mas reconheço hoje a sua importância na preparação para provas e na manutenção dos músculos. Este dia foi por isso de visita ao massagista. Ao fim de 1hora, de muito sofrimento e alguns insultos, saí com o diagnóstico feito: dus contraturas grandes nos gémeos, uma em cada lado, com a perna direita a suscitar algumas preocupações.
Tratamento: descanso, massagem e calor para evitar que as contraturas evoluíssem para algo pior. Tinha planeado ir a um treino pelas ruas de Cascais que tive de adiar.

Treino realizado: 0km

 

Quarta-feira, 20 de Agosto: Com os músculos completamente doridos da véspera, dei uma volta de 40m, alternando entre a corrida ligeira e a caminhada. Nem levei GPS para contar os Km.

Treino realizado: 40m ligeiros

 

Quinta-feira, 21 de Agosto: Dia de Treino aberto "Happy Days" do Correr na Cidade em Belém. Foi na companhia de mais de 25 pessoas que demos início ao treino. Objectivo: 10km. Correr acompanhado é muito mais fácil e torna os quilómetros mais curtos. Fui juntamente com mais três corredores a um ritmo tranquilo, sempre na conversa, pelo menos eu, e num ápice já o objectivo traçado tinha sido cumprido. Os gémeos não cederam e no fim do treino senti-me bem. Realizada a habitual sessão de alongamentos fui para casa mais descansado. Ainda acreditei por breves momentos que as contraturas eram história do passado.

Nota: O dia não podia ter corrido melhor, 10km sem dores à tarde e de manhã ida à Adidas para ir buscar os meus novos Riot 6.

Treino realizado: 10km, 1hora, 0 D+

 

Sexta-feira, 22 de Agosto: Dia de regressar à marquesa. Fui com a confiança em alta, afinal as dores já tinham diminuído drasticamente e o treino no dia anterior tinha corrido bem. Mais uma sessão de dor, gemidos e alguns gritos. Afinal pura ilusão. Estava tudo na mesma. Fui aconselhado a gerir bem estas mazelas senão as pernas não iam aguentar a Serra Nevada.

Treino realizado: 0km

 

Sábado, 23 de Agosto: Treino de 12km por Monsanto na companhia do amigo Nuno Malcata. Serviu de 1º teste aos Adidas Riot 6, podem ver aqui a 1ª impressão.  Testei igualmente uns calções que a Adidas me deu e que seguramente também me vão acompanhar por terras espanholas. Os primeiros 3 km custaram-me muito, sentia-me doente e com pouca energia, mas nada que um bom treino não ajude a recuperar. Com o treino concluído fui para casa alongar.

Treino realizado: 12km, 1h25m d+ de 220m

 

 

Domingo, 24 de agosto: Último treino longo da minha preparação.
Objetivo: 2 voltas do percurso Sintra Trail Extreme, STE, totalizando 42km e 2.450 D+ no máximo em 6 horas.

Tinha à minha espera um treino de elevada dificuldade, sempre a subir ou a descer com partes muito técnicas, o ideal para terminar o 3º mesociclo de treinos. Com muita dificuldade a 1ª volta ao STE foi concluída em pouco menos de 3 horas. Na segunda volta, sensivelmente ao km 30, depois da subida ao Monge esperavam-nos 4 segmentos de descida técnica. No último segmento estiquei demasiado a perna para não cair e fiquei estendido no chão, com 2 cãibras, em simultâneo nos 2 gémeos, nunca me tinha acontecido. Ainda tentei rolar mais uns km’s mas a cada passada tornava-se cada vez mais penoso correr. Resolvi dar por concluído o treino e regressar ao carro. Ainda corri uns infindáveis 4 km. Mesmo assim foram 5h15 de esforço muito intenso, 35km com 1750d+ e 1780 de d-, total  de 3530 de desnível. 

Nota: Muito, mas mesmo muito duro este percurso. Ideal para treinos mais intensos. O trail, ao contrário da corrida em estrada, é um desposto que exige concentração constante nomeadamente nas descidas. Um deslize pode significar o fim de uma prova. 

Treino realizado: 5h15, 35km com 1750 D+ e 1780 D-, total de 3530 de desnível

 

Resumo da Semana: 57km com 2000 D+

 

Segunda-feira, dia 25, passei o dia relativamente satisfeito. Com o último treino longo realizado ia gradualmente começar a retirar carga e intensidade aos treinos. Não prescindi de ir ao treino de Cross-Fit nesse dia.

 

 

Terça-feira fui a um dos muitos treinos do nosso amigo João Campos, podem ler o relato do Nuno Malcata aqui, Subidinhas&Escadinhas. No final do treino tive a certeza que os meus gémeos não estavam nas melhores condições, além de doerem tremiam por todo o lado, nada normal.

 

Resolvi na quarta-feira ir experimentar uma sessão de eletroacupuntura a ver se aliviava os gémeos, resultados inconclusivos, ficar doente não ajudou a perceber a eficácia deste tratamento. Ao início da tarde comecei a ficar nauseado e cansado. Fui para casa a sentir-me algo débil. Não sei ainda o que me aconteceu, provavelmente um vírus, mas durante quatro dias só me apetecia dormir. Sentia-me esgotado, qualquer esforço que fazia deitava-me abaixo e nem comer me apetecia. Ao fim de quatro dias de hibernação, dormi o equivalente a duas semanas, comecei aos poucos a sentir-me commais força. Sábado até arrisquei uma corridinha de 8km, que serviu para comprovar que apesar de melhor ainda estou longe de estar a 100%.

 

O que supostamente seria uma semana de alívio transformou-se numa espécie de retiro em que tirando terça-feira e sábado não consegui fazer nada.

 

Só espero que esta semana não prejudique a minha preparação e gradualmente recupere, é que dia 13 está quase. Foram três meses de luta, não quero morrer na praia!!!

 

Nota: Os Adidas Riot 6 são os meus novos tênis de eleição para provas de trail, comportamento fantástico. A nível de hidratação e alimentação testei o suficiente para saber o que comer e beber durante a prova.  

 

Boas corridas a todos…


--

Leia a Crónica IV

Leia a Crónica III

Leia a Crónica II

Leia a Crónica I

Hoje é dia de treinar nos trilhos

 

Hoje, dia 3 de setembro, vamos regressar aos trilhos de Monsanto e fazer um treino "Into The Wild". Marca o regresso dos treinos da crew do Correr na Cidade à serra de Lisboa e marca, também, a estreia do Luís Moura como guia destes treinos. O Luís esteve, nestes últimos dias a preparar o circuito que hoje vamos fazer. Estes são os seus conselhos:

 

"O treino é para iniciar às 19 h para termos tempo de fazer o percurso completo antes que fique escuro por completo. A parte final do treino tem iluminação de estrada suficiente, por isso o frontal não é obrigatório, mas quem tiver e quiser usar, pode trazer, nem que seja para treinar um pouco com ele  Esta segunda e na passada sexta-feira sai de Monsanto às 20:45 e já está bastante escuro.

 

Hoje o dia vai estar mais fresco que hoje, mas ainda um pouco abafado. Recomendo beberem ao longo do dia pelo menos 1L ou 1L e meio de agua e convém levarem agua com vocês. 33 ou 50cl chega. Vamos passar por pelo menos dois pontos de agua, aos 4,5km e aos 9km.

O percurso vai ter cerca de 10,5km, com uma parte inicial de aquecimento plana e depois a descida do cozido.


Primeira subida é perto do km5,5 e a segunda pouco depois do km8. Tem muitas zonas planas para recuperação de fôlego e está previsto vários pontos de reagrupamento, por isso dá para todos os ritmos e como é normal na crew, ninguém fica para trás!

 

O tempo previsível do percurso é de 1:15 a 1:25h conforme o ritmo que o grupo determinar.

 

Tem aqui o track do percurso para quem tiver gps com capacidade de seguir percursos, também na optica de quem estiver a treinar para provas, sejam elas de 20 ou 50km, com uso da mesma capacidade.

http://www.gpsies.com/map.do?fileId=qlsudfunnykfcvhc

 

É recomendado levares sapatilhas de trail  e roupa de cor viva, como branco, amarelo, verde claro, etc, devido à hora do treino e irmos fazer uma parte final já com pouco sol.

 

Lets have fun!"

 

O desafio está lançado, encontramo-nos logo, às 19h?

Os novos Nimbus 16 e Cumulus 16

 

A Asics acaba de apresentar os renovados Nimbus 16 e Cumulus 16, apropriados para corredores neutros. De acordo com o comunicado de imprensa que a marca nipónica nos fez chegar, as principais novidades são:

 

 

GEL-NIMBUS 16

"O principal modelo para aqueles que procuram excelente amortecimento chega ao mercado com três versões distintas de cores e com três grandes novidades. Na área dos atacadores incorpora a tecnologia FluidFit, proporcionando uma maior elasticidade na área e um melhor ajuste ao pé. Além disso, algumas ranhuras na sola são maiores levando assim à terceira novidade, uma redução de 5gr do seu peso em relação ao modelo anterior.Disponível em três cores para homem - azul, vermelho e preto, já o modelo feminino está disponível em rosa e roxo".

PVPR: 169 €

 

 

 

 

 

GEL-CUMULUS 16

"A sapatilha escolhida por aqueles corredores que procuram amortecimento mas que querem sentir mais contacto com o solo. O GEL-CUMULUS 16 volta a destacar a sua relação qualidade-preço e chega com duas novidades: incorpora a tecnologia FluidRide na sola e altera a estrutura das ranhuras na sola que fazem com que este modelo fique mais leve 10gr que o seu antecessor. O novo GEL-Cumulus 16 para homens está disponível em duas cores - laranja e cinza/ cal, o modelo feminino também em duas cores - rosa/ alumínio e azul".

Preço: 135€

 

 

 

 

 

François e Rory. Conheça os vencedores do UTMB 2014

 

Por Filipe Gil:
A edição deste ano dos 168km do Ultra Trail do Mont Blanc (UTMB), a prova rainha mundial do ultra trail (ou trail running ou mountain running – cada vez fico mais confuso com estas diferentes designações da corrida off road) teve dois vencedores que são ultra runners muito interessantes e têm tido uma carreira em ascensão que merece ser notada e seguida de mais perto.

 

No sector masculino o vencedor foi o produtor de vinhos franceses, atleta da equipa Salomon, François D’Haene em 20:11:44. Por sua vez, no sector feminino, a vencedora foi a “descontraída” (ler entrevista ao The Guardian) Rory Bosio, californiana da equipa The North Face que já havia vencido  UTMB no ano passado e que este ano fez os 168km.  

 

Ainda uma nota para a participação dos portugueses. Foram cerca de 100 lusos a correrem pelos Alpes. Não querendo destacar nenhum, há que sublinhar as excelentes provas de Carlos Sá (8ºlugar nos homens em 22:50:07) e Ester Alves (8º lugar nas senhoras em 28:39:01). Mas parabéns a todos. São um grande orgulho!

 

E, voltando aos vencedores da prova, colocamos aqui dois vídeos destes tremendos vencedores do UTMB 2014 para os conhecerem um pouco melhor. 

 

Vídeo de Rory Bosio:

 

Vídeo de François D'Haene:

 

E vocês, têm o sonho de correr no Mont Blanc?

Calendário de treinos para Setembro

Novo mês, novos desafios, novos treinos, novos percursos, novas ideias. Deixamos aqui o calendário de treinos do Correr na Cidade para o mês que hoje começa.

 

Já esta quarta-feira vamos voltar a Monsanto, para um novo INTO THE WILD, será o primeiro treino de trail orientado pelo Luís Moura – que recentemente se juntou à crew do Correr na Cidade. Ele já preparou o percurso (10K) e aconselha a que estejam um pouco antes das 19h no Parque de Estacionamento da Estrada do Penedo. Já anoitece mais cedo e para acabarmos antes de estar totalmente escuro é necessário começar a horas. Quem quiser, pode levar frontal.

 

Mas este é apenas o primeiro treino de Setembro, conheçam o restante calendário e aceitem o desafio de vir correr connosco.

 

Nota prévia: Como sabem os treinos do Correr na Cidade são treinos guiados mas em autonomia total. Cada participante é responsável pela sua integridade física. Não existem seguros de saúde mas existe o bem senso de cada um para não colocar a sua integridade física em risco. 

 

CALENDÁRIO DE TREINOS SETEMBRO 2014:

 

 

INTO THE WILD V - Twilight Session in Monsanto

Data: 03 de Setembro (4ª feira)

Hora do encontro: 18h45

Hora da partida: 19h00

Percurso: Trilhos por Monsanto ao anoitecer

Ponto de Encontro:Parque de Estacionamento da Estrada do Penedo, Monsanto

Distância: 10Km

Guias Correr na Cidade: Luís Moura e Filipe Gil

Tipologia de treino: Trail

Ritmo: Médio "suado". Mas ninguém fica para trás.

Observações: levem hidratação, porque está muito calor, e quem quiser, pode levar frontal.

Evento no facebook aqui.

--

Soft Session for Hard Runners

Data: 09 de setembro (3ª feira)

Hora do encontro: 18h45

Hora da partida: 19h00

Percurso: Surpresa. Pelas ruas de Lisboa

Ponto de Encontro: Porta principal da Estação da CP do Cais do Sodré

Distância: 10Km

Guias Correr na Cidade: Tiago Portugal e João Figueiredo

Tipologia de treino: correr na cidade

Ritmo: Ligeiro. 

Observações: levem hidratação e roupas coloridas para serem vistos pelo trânsito

--

 Out of Our Confort Zone 

Data: 15 de Setembro (2ª feira)

Hora do encontro: 19h00

Hora da partida: 19h15

Percurso: Pelas ruas de Lisboa, entre a Alameda e o Campo Grande. 

Ponto de Encontro: Fonte Luminosa, Alameda

Distância: 10-12Km

Guias Correr na Cidade: Bo Irik e Liliana Moreira

Tipologia de treino: Correr na Cidade guiado pelas meninas da crew, numa zona onde não costumamos treinar (em grupo). Atenção é um treino misto. 

Ritmo: Mas ninguém fica para trás!!

Observações: levem hidratação e roupas coloridas para serem vistos pelo trânsito à noite. É um excelente treino para quem se quiser preparar para o Meo Urban Trail de Lisboa. 

Nota: Já que o nosso amigo João Campos preparou um treino para o Meo Urban Trail, com um percurso parecido ao mesmo, decidimos alterar os moldes deste treino. O treino do João é dia 17 e pode ser consultado aqui.

--

We always have Belém

 Data: 25 de Setembro (5ª feira)

Hora do encontro: 18h45

Hora da partida: 19h00

Percurso: Plano pela zona ribeirinha do Tejo  

Ponto de Encontro: Porta principal da Estação Fluvial de Belém

Distância: 8/9 Km

Guias Correr na Cidade: Joana e Nuno Malcata

Tipologia de treino: correr na cidade plana

Ritmo: Ligeiro com a Joana e ritmo mais rápido com o Nuno. Acessível a todos. 

 

 

Venham daí. Basta aparecerem. 

Os novos membros do Correr na Cidade

Temos o gosto de vos apresentar os três novos membros da Crew do Correr na Cidade: o João, a Liliana e o Luís.

 

Quem nos conhece melhor sabe que somos uma crew fechada mas de espírito e emoções muito abertas. Como colectivo que somos, decidimos, por unanimidade, convidar estas três pessoas para se tornarem os novos elementos da  "família" Correr na Cidade. No fundo, e basicamente, eles é que nos conquistaram.

 

Já correm connosco há alguns meses, identificam-se connosco, e nós identificamo-nos com eles. Fazemos treinos juntos, vamos a provas juntas, apoiamo-nos mutuamente e falamos com muita regularidade, e desde há meses que nos conhecemos melhor. É assim uma honra poder contar com eles. Por isso nos próximos treinos do Correr na Cidade poderão ver quaisquer destes três elementos a ministrar os treinos. A crew agora são eles também

 

A Crew Correr na Cidade é agora composta 17 elementos (podem conhecer-nos aqui), mas mais do que isso somos 17 amigos que correm em conjunto, que por vezes treinam em conjunto, que estão em contacto permanente, por causa das corridas e não só, e que, todos, pretendem "influenciar" a sociedade em que nos inserimos com um estilo de vida saudável, através do desporto da boa nutrição e de bons valores cívivos e de solidariedade e onde a corrida não é um hobby mas sim parte integrante da nossa vida.

 

O núcleo do Correr na Cidade não pretende crescer muito mais - somos acérrimos defensores dos nossos valores - mas isso não quer dizer que aqueles que nos conhecem mais de perto e que se identificam com a nossa filosofia, não possam, no futuro, ser convidados. É uma questão de empatia. Para já, conheçam melhor o João, a Liliana e o Luís. 

 

João Filipe Figueiredo

Idade: 38
Profissão: Engenheiro Civil
Outros Desportos: Futebol

Modelo de Sapatilhas Atual:Five Fingers Seeya (estrada); Merrel AllOut Rush (trail)

Melhores Marcas: 10km: 44:05 – Corrida APAV 2014

Meia-Maratona: 1:45:06 –Meia Maratona dos Descobrimentos, 2013
Corrida Mais longa: 21.1k –Meia Maratona dos Descobrimentos, 2013

Próximos objetivos: (tempo ≤ 43:50) numa Corrida de 10k até ao fim de 2014; (terminar) 55k –II Trail Transfronteiriço de Barrancos 2014

Lema: “A sorte dá muito trabalho”

--

 

Liliana Moreira

Idade: 29

Profissão: Analista de Business Intelligence

Outros Desportos: Jogar à Bisca e ao Peixinho, mas em tempos dediquei-me ao Krav Maga e Equitação (vertente Ensino/Dressage), também alinho em tudo o que é desporto aventura (canyoning, coasteering, escalada, etc…)

Modelos de Sapatilhas Atual: Asics Gel Noosa Tri 9 (Estrada) e Berg Jaguar (Trail)

 Melhores Marcas:10km: 1h08 durante a Corrida das Fogueiras '14 (15km)Meia-Maratona: 2h48m na minha estreia na Meia Maratona de Lisboa EDP (Ponte 25 de Abril em Março 2014) mas a trabalhar para melhorar o tempo na próxima Vodafone Meia Maratona RTP Rock'n'Roll (Ponte Vasco da Gama Outubro 2014)

Corrida Mais longa: 6h07m no Trail Monte da Lua'14 em Sintra (25km), mais longa em tempo e em quilometragem

Lema: Resiliência. "No pressure, no diamonds!"

--

Luís Moura

Idade: 40
Profissão: Técnico Logística na PT
Outros Desportos: Passear e conhecer historia dos sítios por onde passo

Modelo de Sapatilhas Atual: Saucony Guide 7 para estrada e Salomon XT Wings 3 para Trail
Melhores Marcas (5km, 10km, Meia, Maratona): 5km - 19:29 no GP Fim da Europa em Sintra Janeiro 2014, 10 km – 42:153min BES RUN Maio; 21km - 1:33h Meia Ponte 25 Abril Março 2014, 42km - 04:06h Madrid 2012. 
Corrida Mais longa: 64Km
Próximos objetivos: 10km em 41min e Maratona abaixo das 3:15h em 2015. No Trail “atacar” em força as provas dos 100km que 2014 é para as "curtas" de 50km.

Lema: Correr enquanto tiver prazer, como tudo na vida

--

Pág. 6/6