Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

Um ano a correr



Por Ana Guerra:

 

Estava cansada do ambiente fechado do ginásio, chegava atrasada às aulas que mais gostava, andava triste porque não estava a alcançar os meus objetivos. Como estava a pensar em mudar de casa, cancelei o meu contrato do ginásio e decidi ir correr. Nunca gostei de correr, mas também nunca tinha experimentado correr a sério, com o material adequado e ir a competições oficiais.

 

Confesso que, no início, só de pensar que ia correr ficava logo cansada. Mas lá fui eu correr para a zona de Belém para fugir ao trânsito da Ponte 25 de Abril quando vinha trabalhar para Lisboa. Em Abril do ano passado, o máximo que eu conseguia correr eram 2K e ia para casa de rastos e cheia de dores nos pés.

 

Um dia escrevo no Facebook que estou a correr e coloco a imagem da Torre de Belém e a Natália Costa comenta a foto dizendo que também costuma correr naquela zona, praticamente à mesma hora que eu, e que gostava de ter companhia. E lá começámos a correr juntas.

 

As minhas dores nos pés e o aparecimento de algumas bolhas alertavam-me para a necessidade em arranjar uns ténis adequados, pois sabia que tinha os pés chatos.

Aconselharam-me a fazer um teste para saber qual o meu tipo de passada e fiquei a saber que tinha uma passada pronadora. Decidi comprar os Nike LunarGlide+4 e fiquei bastante satisfeita. As dores pararam e os pés lá andavam direitos.

 

A minha primeira corrida oficial foi a Corrida da Linha Destak 2013 – 10K. Apesar da partida atrasada, do calor infernal e do receio de não ser capaz de a terminar, a chegada à meta foi fantástica! E percebi o porque é que as corridas se tornam viciantes. Eu queria mais daquilo.

 

Com o primeiro evento Just Girls conheci a Joana Malcata que começou a ser a minha companheira de corrida em quase todos os treinos. Sempre com boa disposição e vontade de correr mais um pouco. Mais tarde surge o convite para ingressar na Running Crew.

Na altura lembro-me de ter ficado surpresa com o convite, pois ainda estava muito fresca nesta história das corridas e sabia que, ao assumir este compromisso, teria de passar a um nível superior. Claro que aceitei, tinha tudo a ver comigo: amizade, disciplina, companheirismo, boa disposição, oportunidade de fazer mais e melhor. 

Os treinos lá continuam 2 a 3 vezes por semana, intercalados com algumas competições oficiais e outros eventos.

 

A aventura da Meia Maratona de Lisboa foi fantástica (como podem ler aqui) e a vontade de melhorar o meu tempo de corrida é mais que muita. Há pouco tempo, decidi comprar uns ténis de Trail, experimentar um treino de trail running ligeiro e gostei. A minha estreia oficial será lá para Junho na Serra da Lousã.

 

Como nota final gostaria de agradecer à precursora disto tudo, a Natália, que tem sido a minha voz de comando nos treinos e o meu apoio e a toda a restante Crew que tem esperado por mim em todas as corridas, que me tem dado imenso apoio, conhecimento e boas gargalhadas.Obrigada a todos!

 

Vamos correr?

 

 

2 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D