Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correr na Cidade

Ultra Trail Douro e Paiva 2014 - A prova revelação?

Depois da Bo Irik ter ido correr a Meia Maratona do Douro Vinhateiro, eis que chega a altura de vos dar a conhecer um próximos desafios que a crew do CnC vai enfrentar, o muito aguardado Ultra Trail do Douro e Paiva.

 

As expetativas estão bastante elevadas, dado que o cenário é paradisiaco e naturalmente pontenciador de grandes provas. Com isto fomos entrevistar o grande mentor desta prova, o André Oliveira.

 

 

Hoje existe uma grande oferta de provas de trail. Como vê o crescimento do trail running em Portugal? É uma moda ou veio para ficar?

 

Atualmente é uma moda em Portugal, mas ao mesmo tempo, considero ser uma alternativa para muitas pessoas que até agora só conheciam o que era correr no asfalto. Este ano surgiram repentinamente muitas provas, e as que vão solidificar no calendário nacional, são as que apresentam uma grande organização e que transmitem confiança aos atletas. Como organizador da 1.ª edição do UTDP, a maior preocupação que temos é em assegurar a segurança dos atletas!

 

 

O que diferencia o UTDP de todas as provas actualmente no circuito?

Temos 2 diferenciadores. O primeiro, é a prova iniciar na ponte de Mosteirô, é inédito em Portugal! O segundo,  é que tentamos conjugar corrida com altimetria elevada. Elaboramos um percurso que permitirá aos atletas correr na maior parte do percurso! Trail Running para nós, significa correr no meio natural existente e não alterar drásticamente os percursos, para tornar a prova muito dura.

 

 

O que quiseram, com esta prova, trazer de novo ao Trail Running em Portugal?

Esta prova, pode demonstrar que podemos correr em locais, sem ter que "inventar" percursos por forma a tornar a prova dura. A Serra de Montemuro dá-nos os trilhos que a natureza e os nossos antepassados nos deixaram. 

 

Que local de passagem destaca?

Certamente o Vale da Bestança! É um local rico, repleto de trilhos espectaculares, cascatas deslumbrantes e prados imensos! Posso dizer que tive cerca de 3 meses a explorar este local, e mesmo assim foi uma escolha árdua decidir os trilhos, dado que a beleza deslumbrante da paisagem espreitava em cada canto.

Nos primeiros 10 km do vale, vamos ter trilhos bastante técnicos. Estamos cuidadosamente a preparar esta parte do percurso, onde estamos a ter um trabalho bastante difícil, dado que se tratade uma zona de floresta densa. Os atletas percorrerão quase sempre pela margem do Rio Bestança, podendo observar as suas lagoas límpidas. Trata-se de um dos Rios mais límpidos da Europa!


Quantas pessoas já estão inscritas na vossa prova? quais são as vossas expectativas? 
 

Neste momento tempos cerca de 400 atletas inscritos. No entanto após a obtenção dos 2 pontos para o UTMB, temos sido contactados por vários países, nomeadamente a França, a Alemanha e com grande destaque para a Espanha. Em tempos de grande oferta de corridas de trail, contamos em receber cerca de 600 atletas.

 

O que podem os corredores esperar deste percurso?

Acho que vão ficar supreendidos com a diversidade de trilhos e caminhos. É uma prova que quase livre de asfalto ou calçada. É puro trail! 

 

 

Que recomendações faria aos atletas?

Principalmente no trilho do Ultra e Trail Longo, os runners, nos primeiros 20 km, terão que ter grande concentração no percurso. Percorrerão trilhos romanos, com algumas pedras deslocadas e bastantes singles tracks. Também recomendo que se mantenham bem hidratados durante o percurso.  

 

 

Que infraestruturas para estadia podem os corredores encontrar?

Os corredores poderão pernoitar no pavilhão da Escola EB2/3 de Cinfães. No entanto, temos algumas descontos em alguns alojamentos, que podem consultar as condições na nossa página do Facebook.

 

 

Como estão organizadas as marcações, abastecimentos e  a segurança da prova?

 

As marcações dos trilhos estarão assinaladas com fitas de sinalização amarela. Teremos placas com indicações de zonas de perigo, bem como indicações para que sentido é que devem seguir os atletas das diversas provas. 

 

Os abastecimentos estão colocados em locais estratégicos, tendo sempre em consideração a exigência física do percurso, e serão auxiliados por 2 grupos de escuteiros do concelho de Cinfães. O Ultra tem previsto ter 7 abastecimentos. Contudo vamos estar atentos ao boletim meteorológico, caso a temperatura seja elevada, aí criaremos mais abastecimentos.

 

A segurança da prova está a cargo de duas Corporações de Bombeiros, onde estarão cerca de 3 a 5 ambulâncias distribuidas pelos percursos, estarão também alguns jipes dos BV e outros jipes do voluntariado. Os bombeiros acompanharão sempre a evolução da prova.

 

Será também criado um plano de emergência juntamente com as Corporações dos Bombeiros. Também é de referir, que nesta altura há muitas ocorrências de incêndios, o que pode afetar alguns meios dos BV.

 

Uma frase de incentivo aos Atletas 

Venham essencialmente desfrutar e divertir com os seus amigos e família, nesta montanha mágica!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D