Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correr na Cidade

Inscrições abertas para a 11ª edição Corrida Solidária ISCPSI/APAV

1520668_735445423133923_1100306217_nJá estão abertas as inscrições para a 11ª edição da Corrida de Solidariedade ISCPSI/APAV que se realiza a 23 de março, em Lisboa. Esta é uma iniciativa solidária promovida pelo Instituto Superior de Ciências Policiais e Segurança Interna (ISCPSI) e pela Associação Portuguesa de Apoio à Vítima.A Corrida da Solidariedade ISCPSI/APAV tem um percurso de 10 quilómetros, para além de uma marcha das famílias, com 3,5 quilómetros, sem cariz competitivo.  O preço de inscrição é de 8€(tanto para a corrida como para a marcha) que revertem na totalidade para a APAV.O tiro de partida será dado às 10:30 junto ao edifício do ISCPSI (Rua 1º de Maio, Alcântara), estando a meta situada junto ao Mosteiro dos Jerónimos, em Belém. Para mais informações, visitar o site da corrida, aqui.

Under Armour Spine Vice- 1ª impressão

uarmour_hugoO Hugo Oliveira é um aficionado das bicicletas mas recentemente começou a completar a sua paixão com a corrida e já participou numa série de provas, como a Night Run ou os 10K da Meia Maratona dos Descobrimentos.Por isso mesmo, e por ainda ter uma boa margem de progressão como corredor, decidi dar-lhe a missão de experimentar os novos Under Armour Spine Vice, para corredores neutros.O Hugo, que não conhecia esta marca norte-americana, não tinha vícios que os corredores um pouco mais experientes têm na questão de gostaram mais ou menos de uma marca e da forma como estas desenvolvem os sapatos de corrida.Depois de um primeiro treino de 6K o Hugo explicou-me que ficou, de alguma forma, surpreendido com o conforto, a leveza e  qualidade deste modelo da Under Armour. Indicou-me serem bem melhores do que os seus ténis habituais - que por várias razões aqui não vamos indicar a marca.O Hugo irá continuar a correr com eles para daqui a umas semanas termos a review final deste novo modelo da Under Armour, fiquem atentos.uarmour_hugo2

Review – Skechers GoBionic Trail: Estes ténis não são para rookies!

gobionic 8Por Filipe GilO minimalismo chegou ao trail! Já todos sabemos, lemos e vimos que a máxima minimalista da corrida de estrada está agora também nas corridas de Trail. Só que, na minha opinião, o minimalismo no trail é muito mais complexo do que na estrada. Para começar há que dizer que sou um defensor de ténis minimalistas para correr no alcatrão. Quando falo de minimalistas falo de tamanho de drop entre 4 a 8 mm, nem mais nem menos. Mas no trail há que ter cuidado com os minimalismos sobretudo quando nos iniciamos nesta vertente da corrida que requer mais técnica e a utilização de diferentes músculos que a corrida de estrada.Juntar a estreia em trail com ténis minimalistas, quando mal sabemos descer ou subir tecnicamente, é arriscado. Eu arrisquei e não me dei bem, mas como sabemos, cada corredor é um caso. Apesar disso consigo fazer uma review não “sentimental” e avaliar este novo modelo da Skechers. Mas começo com a minha opinião: estes ténis requerem uns pés experientes no trail. A curiosos (como eu) aconselho a passarem antes por uns ténis “normais” e só depois abraçarem o minimalismo no trail .Façam primeiro umas três provas de trail (com distâncias superiores a 20K) antes de optarem pelos modelos minimalistas inspirados em corredores leves e experimentes como Anton Kupricka ou Kilian Jonet.gobionic7Experimentei os Skechers GoBionic Trail durante mais de 50K antes de escrever estas linhas. Vários treinos (de 10K, 12K e 15K) e um trail oficial (Trilhos de Casaínhos de 15K). Notei que a sola, apesar de ser rija, permite sentir as pedras que pisamos. É uma questão de gosto. Eu não gosto. Para um iniciado, como eu, acho que há aqui um problema, não basta estarmos de olhos no chão para ver onde pisamos melhor, como temos de ter cuidado com o tipo de pedras que escolhemos pisar.Fiz os três primeiros treinos na Mata do Jamor, em Oeiras, e quem conhece sabe que é um local de pouca a dificuldade de trilhos. Uma poça aqui ou ali, sem grande subidas ou descidas técnicas. E neste tipo de situação  os ténis portam-se na perfeição. Aliás, fiquei maravilhado nos primeiros treinos. Mas os problemas começaram nos treinos mais “puxados”... na prova dos V Trilhos de Casainhos (ver aqui) aconteceu que nas descidas mais técnicas sentia o chão em demasia – escorreguei algumas vezes, mas acho que isso é normal com qualquer ténis de trail onde se junte borracha, água e pedras. Notei também que o fato de terem 4 mm de drop me cansou muito nas subidas. A partir do KM 12 os músculos das pernas tremiam com o esforço de correr com as pontas dos pés, e as subidas, Meu Deus! Que suplício.  Sentia que, naquela altura, estava a "merecer"  um pouco mais de conforto nos pés para me poder concentrar na corrida e não somente no calçado e no comportamento destes. Ou seja, aprendi a lição para futuros trilhos com mais de 15K.GoBionic3Uma semana mais tarde voltei a correr com eles em Monsanto, nuns trilhos que descobri com a minha running Crew. E apesar de não termos feitos grandes descidas senti que nas subidas mais técnicas e mais íngremes lá estavam os minimalistas a massacrar-me não só a parte da frente dos pés como os músculos das pernas, principalmente os gémeos.A esta altura os leitores já estão, certamente, a pensar: “devias era ter melhor preparação física para tal”. E têm razão! Estou a fazer por isso! Acontece que neste treino de Monsanto, mais perto do fim, troquei de ténis com um amigo e usei uns com mais apoio. E a história foi um pouco diferente. Senti os ténis a corrigirem-me o que tinham de corrigir enquanto os Skechers GoBionic não o fizeram por serem minimalistas. Acho o minimalismo fantástico em asfalto mas que percebi que não sou grande apreciador no trail. É como se não fizesse sentido, para mim, usar ténis de pronador suave (que sou) quando corro na estrada, mas já no trail parece que tenho de os usar. Aliás, os próximos ténis que comprar para os trilhos terão que ter isso em conta.gobionic4No entanto, diria que estes GoBionic Trail são ténis excelentes para quem quer ir correr no campo, com terra batida, em cima de relva ou mesmo para passar por cima de poças (já que têm um material fantástico que seca rapidamente) ou montes menos pronunciados e, vá lá, fazer uma pequena descida ou subida. Mais do que isso "requer" um corredor mais experiente, muito leve com muitos quilómetros de trilhos nas pernas.Tenho pena, são os Skechers mais bonitos que algumas vez usei e terei que evitá-los nos trilhos mais difíceis e limitar-me a usá-los em terrenos mais estáveis quando correr fora do alcatrão. Quando for mais experimentado nisto dos trilhos certamente que vou voltar a usá-los e a provocar a saudável inveja de quem me vê com eles calçados.Avaliação:O positivo:- O design é irrepreensível. As cores são fantásticas e de todos os modelos da Skechers (estrada e trail) são os mais bonitos- Leveza. Extremamente leves.- Rápida secagem. Uma vez molhados, secam rapidamente através da tecnologia do mesh respirável que utilizamO negativo:- Pouco apoio para prosadores e pronadores suaves.- Sola podia ser mais dura por causa dos impactos com as rochas- Pouca proteção na parte lateral do pé para as vezes que estes bate inadvertidamente com pedras do caminhoAvaliação Final :Modelo: GoBionic Trail Marca: Skechers Preço: 79€ Avaliação: (1 a 5): 3,5gobionic6

A Caminho da Maratona – 16º semana de preparação: a última crónica

banner-maratona-rectPor Nuno Ferreira:Agora que faltam menos de 24 horas para o grande momento, confesso que já começo a sentir um certo nervosismo. Foram quatro meses de treinos intensivos sob condições muito difíceis, muito calor, muito sacrifício familiar, muito esforço físico, mas o plano de treinos está finalmente concluído. Bem, na realidade, cumpri apenas dois terços do que estava estipulado no plano, mas os treinos que fiz foram de qualidade. Sinto-me preparado e estou consciente de que se não conseguir completar os 42.195 km nas 3h30 estipuladas, vou aproveitar a experiência ao máximo e aprender com os erros. Não é todos os dias que se corre uma Maratona pela primeira vez!

Processed with VSCOcam with s3 presetTudo pronto para domingo!

A minha principal preocupação é se o joelho direito decide dar sinal durante a prova e deitar tudo por terra. Até ao momento, tem-se portado muito bem, mas o verdadeiro teste será no domingo. Fiquei preocupado quando vi durante o treino de quarta-feira, um colega meu que irá correr a Meia Maratona, desistir com dores no seu joelho direito, exatamente no mesmo local onde me lesionei no ano passado.Outra preocupação é a ingestão do gel. Por mais que tente, não consigo ingerir o gel em movimento e tenho de parar, perdendo assim alguns segundos. Mas logo se vê como irei  lidar com essa situação.Não posso deixar de agradecer a todos aqueles que fizeram com que esta viagem inesquecível fosse possível. Um obrigado muito especial a todos aqueles que treinaram comigo, aos meus amigos que se preocuparam, que estiveram presentes com palavras de apoio, que me motivaram quando estive quase a desistir e a todos aqueles que me deram força. Obrigado também a todos os que leram as minhas crónicas e que deixaram palavras de incentivo. Espero ter motivado muitas pessoas para correr.E é claro que tenho de agradecer de forma ainda mais especial a quem acompanhou de perto esta caminhada. Obrigado Filipe Gil por todo o apoio, interesse e por teres aceite a minha ideia louca de escrever as crónicas e de as colocares no Correr na Cidade. Espero que esta não seja a última vez que contribuo para o teu blog e que partilhamos experiências. Obrigado ao meu amigo e campeão Luís Mota pelo acompanhamento, inspiração, pelas dicas e por me ter feito um excelente plano de treino. Obrigado à minha família por ter compreendido que eu precisava de passar por esta experiência e de me levar ao limite para crescer ainda mais como ser humano. Obrigado ao amor da minha vida por estar sempre ao meu lado, pela força que me tem dado ao longo dos anos e por ter tanta paciência para me aturar. Amo-te! E não podia faltar a minha filhota que com os seus quatro anos (quase cinco), sabe que correr é muito importante para o pai e que tenta competir comigo sempre que ela anda de bicicleta e eu corro ao seu lado. Ganha-me sempre!A todos aqueles que participarão na Mini Maratona, Meia Maratona, Maratona e claro, para todos aqueles que irão participar em outras provas em todo o país ao longo do fim de semana, que tudo corra bem e que consigam alcançar as vossas metas.Mas passemos ao relato da última semana de treinos. É incrível! Já passaram 16 semanas desde que tudo começou!Semana 16 / Treino 1 (quarta, 2 de outubro)Treino de 45’ com os Scalabis Night RunnersTreino noturno com os Scalabis Night Runners pelas ruas da cidade de Santarém, com partida habitual às 21h30 junto aos portões das Portas do Sol.

2Treino noturno pelas ruas de Santarém.

Uma vez que, esta semana quero apenas fazer treinos leves e mais curtos que o habitual, optei por fazer apenas cerca de 8 km (40/45 minutos) a um ritmo muito confortável. Os últimos 10 minutos foram feitos na companhia do grande Luís Ferreira que também irá correr a maratona e que tem sido uma verdadeira inspiração.Sexta-feira de manhã, farei apenas 25 minutos a rolar com a companhia da minha mulher que se está a iniciar no mundo da corrida e devo fazer uma caminhada no sábado à tarde com cinco ou dez minutos a rolar apenas para que as pernas se lembrem que têm de correr a sério no dia seguinte.O peso já esteve nos 83 kg no início desta semana, mas está a subir novamente por estar a treinar menos e a comer mais hidratos de carbono.Distância: 8.43 kmTempo: 00:46:47Piso: EstradaCalorias queimadas: 779Avg Pace: 05:33 min/kmBest Pace: 02:19 min/kmAvg Speed: 10.8 km/hMax Speed: 25.9 km/hPeso: 84,3 kgSapatos: Adidas Adizero F50 Runner 3http://connect.garmin.com/activity/385079831Semana 16 / Quinta, 3 de outubroVisita à SportexpoComo não podia deixar de ser, visitei a SPORTEXPO na Sala Tejo do MEO Arena, anteriormente conhecido como Pavilhão Atlântico, não só para ir buscar a t-shirt e o dorsal, mas para ver também algumas caras conhecidas e as ofertas dos vários patrocinadores.

Processed with VSCOcam with s3 presetChegada ao Parque das Nações.

Processed with VSCOcam with s3 presetEntrada da Sportexpo.

Para ser sincero, pensava que a feira seria superior à dos outros anos, principalmente por ter a chancela da Rock’n’Roll Series. Na realidade, achei o espaço demasiado pobre e sem interesse. Estava tudo muito bem organizado ao nível da distribuição dos dorsais e das t-shirts, mas estava à espera de mais ofertas, principalmente para os corredores da maratona que gastaram cerca de €35 na inscrição. Não me parece muito correto que a única diferença entre o que os corredores da Maratona, Meia Maratona e Mini Maratona recebem, seja a qualidade da t-shirt oferecida. Já que têm o apoio de marcas de água, bebidas isotónicas e de suplementos, bem que podiam ter oferecido uma ou duas garrafas e algumas barras energéticas ou até mesmo um gel. Mais uma vez, as marcas não sabem aproveitar uma oportunidade para dar a conhecer o seu produto. Mas para além da t-shirt e do dorsal, ganhei muitos papéis com publicidade sem interesse. Ah, e após alguma insistência, a CP ofereceu um cartão com uma viagem gratuita para Cascais no dia da Maratona.Por sua vez, a Powerade, fez-se representar por duas pessoas que não me souberam informar sobre os locais dos postos de abastecimento durante o percurso com bebidas da marca e estavam lá apenas para recolher contactos das pessoas para publicidade. É claro que eu estava bem informado sobre os abastecimentos da prova, mas queria ver até que ponto as marcas estão lá para realmente representar o que vendem ou se é apenas para marcar lugar.Aqui ficam alguma imagens da feira:Processed with VSCOcam with s3 preset Processed with VSCOcam with s3 preset Processed with VSCOcam with s3 preset Processed with VSCOcam with s3 presetSemana 16 / Treino 2 (sexta, 4 de outubro)Treino de 25’ - O último treinoÚltimo treino antes da maratona feito perto da hora de almoço. 5 km feitos ao ritmo que quero correr durante a prova e senti-me sempre muito bem. Podia continuar por mais umas horas, mas sabia que tinha de parar para manter as pernas "frescas" e para não gastar energia.

Processed with VSCOcam with s3 presetÚltimo treino antes da prova. A sentir-me muito bem e confidante.

Ao contrário dos últimos dias, o sol voltou a marcar presença e as temperaturas subiram muito rapidamente. E ainda bem que assim foi para me mentalizar de que irá estar calor no domingo.Processed with VSCOcam with s3 preset A melhor parte foi sem dúvida a companhia da minha mulher que se está a iniciar no mundo da corrida. Dá gosto ver a sua evolução e imaginar que há 2 anos e meio atrás, eu também estava a dar os primeiros passos neste vício tão saudável. Foi quase como um déjà vu e agora vejo o que sofri nos treinos iniciais. Anseio por acompanhá-la na sua primeira prova e é tão bom saber que no domingo, ela e a minha filha vão estar à minha espera junto à meta.

Processed with VSCOcam with c3 presetO fim do ultimo treino. Sem ela, tudo isto não seria possível.

O peso estabilizou nos 84kg, 2kg acima do planeado, mas é melhor que nada. Tudo indica que até venha a ganhar mais uns gramas por causa dos hidratos de carbono que estou a ingerir nestes dias que antecedem a prova.No sábado, farei apenas uma caminhada para relaxar. Domingo, será o tudo por tudo e a confirmação de que todo os esforço e sacrifício valeu a pena. Estou pronto!Distância: 5.02 kmTempo: 00:25:34Piso: EstradaCalorias queimadas: 562Avg Pace: 05:05 min/kmBest Pace: 03:44 min/kmAvg Speed: 11.8 km/hMax Speed: 16.1 km/hPeso: 84,9 kgSapatos: Adidas Adizero F50 Runner 3http://connect.garmin.com/activity/385611292 

Ténis para a Primavera

Deixo aqui alguns modelos novos para a Primavera. Alguns não estão disponíveis em venda direta em Portugal, mas possível de comprar através da Internet. Muitos destes modelos são minimalistas e têm cerca de 4 mm no calcanhar - ultimamente tenho apostado mais nesta forma do que na questão da pronação e supinação.New Balance 890v3 (7 mm)20130502-231242.jpgNike Flyknit 1+ (12 mm)20130502-231250.jpgNewton Motion (4mm)20130502-231256.jpgAdidas Energy Boost (10mm)20130502-231311.jpgSkechers Go Run 2 (4 mm)20130502-231318.jpgMerrel Mix Master Move (4mm)20130502-231327.jpgPuma Mobium Elite (6mm)20130502-231339.jpgAsics Gel-Lyte 33 (6mm)20130502-231348.jpgSaucony Virrata (0 mm)20130502-231357.jpgMizuno Wave Elixir (12mm)20130502-231405.jpg

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D