Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correr na Cidade

Race Report: Meia Maratona Lisboa 2017 - A walk on the memory lane

meia_maratona_0b.jpg

 

Este ano retornei à Meia-Maratona da Ponte 25 Abril para correr. Sozinho, no meio da multidão, entre conhecidos e desconhecidos. Ir fazer km's sem qualquer segunda intenção. Cansado e com muitas horas de treino em cima nesta semana, a meia fazia parte do plano que tracei há pouco mais de 1 mes atrás.

Continuo a achar monótono fazer 10km sempre em linha reta sem qualquer obstáculo. É muito complicado ocupar a cabeça e concentrar.

 

 

 

Review: Berg Pantera - Respeeect!!!

image (2).jpeg

 

Por Rui Pinto:

Começo por dizer que esta é uma review incompleta. E porquê? Porque apenas consegui testar os Pantera – por força das condições atmosféricas atuais –, em terrenos secos, muito batidos e muito duros. Fica desde já prometida a segunda parte da review, para a época do tempo chuvoso, onde poderemos confirmar todo o potencial que se adivinha deste modelo.Confesso-vos que andava curioso relativamente a estes Pantera, uma vez que foi o modelo utilizado pelo ‘nosso’ Carlos Sá, por exemplo, no North Face Ultra-Trail du Mont Blanc, de 2014 - onde arrecadou um fantástico 8º lugar! -, e na 30ª edição Marathon des Sables, em Abril deste ano. Começa a notar-se um certo ‘pedigree’ nestes Berg Pantera!

O modelo testado está disponível no mercado nacional há relativamente pouco tempo, presumivelmente, há cerca de dois meses - embora o site da Cordura mencione, como data do seu lançamento, Agosto de 2014 – pelo que ainda não os vemos muito por aí. Uma coisa vos garanto: despertam muitos olhares curiosos.O par de Sapatos de Trail Berg Pantera testado foi gentilmente cedido pela Sport Zone, sendo que o conteúdo desta review reflete, naturalmente, uma opinião muito pessoal, relativamente ao equipamento testado, não incluindo quaisquer ‘guidelines’ ou indicações, por parte da marca que o fabrica e/ou comercializa.

 

DESIGN:

Olhando para os Pantera, na minha mão, pela primeira vez, dei por mim a fazer uma analogia entre estes Pantera e o grupo de power rock texano que, nos áureos 90s, enchia de decibéis algumas casas da minha rua. Na altura, gritava a plenos pulmões um Phil Anselmo completamente possuído: ‘Respeeect!!!’. Pois bem, é isso que os Pantera me suscitam, quando os admiro, sentadinhos quietos no sofá da minha sala.


No mercado nacional, apenas podemos encontrar o modelo no esquema de cores testado, isto, em amarelo e preto, com sola branca. (Embora tenha visto, na internet, imagens de um modelo em laranja, com a sola preta. Como este modelo não se encontra em comercialização, presumo que seja um protótipo apresentado numa qualquer feira internacional.)

Curiosamente, gosto da combinação de cores escolhida para os Pantera. Pese embora, e se atentarmos apenas à mistura do amarelo e preto que os compõem, poder-se-iam chamar ‘Abelhão’ – eu sei que os abelhões são só pretos, mas não poderíamos chamar nada menos que ‘Killer Bees’ àqueles rapagões, pois não? - devido à natureza quase agressiva dos sapatos. Seja como for, gosto da cor e do seu look! A marca não disponibiliza muitas informações sobre este modelo específico. Contudo, sabe-se que este é um modelo desenhado apenas para homem, e para corredores de passada neutra, com um peso reportado de 294 gramas.


No global, nota-se perfeitamente uma preocupação da marca nos acabamentos e materiais utilizados, para que estes Pantera se possam afirmar no mercado nacional e ombrear com os melhores modelos disponíveis para trail. Senão, veja-se: os Pantera utilizam ‘materiais CORDURA, para maior resistência e durabilidade; tecnologia HEIQ PURE & ADAPTIVE, para maior conforto e regulação de temperatura, e a sola de borracha incorpora a tecnologia VIBRAM MEGAGRIP, para maior aderência e segurança durante a corrida’.

 

CONFORTO:

Em termos de conforto, nota-se que a parte superior do sapato é de facto bastante arejada e possibilita um bom fluxo de ar, não se sentindo qualquer desconforto ou aumento de temperatura, na zona do peito do pé. O tecido utilizado - o Cordura AFT fabric -, possibilita ainda que os sapatos sejam leves e ágeis, mas também resistentes, para encarar os maiores desafios.


Nada a registar relativamente à língua do sapato ou aos seus atacadores, os quais cumprem perfeitamente, e sem quaisquer problemas, a sua função.


A palmilha de dupla densidade Ortholite, de cerca de 4 mm, que vem com os Berg Outdoor Pantera oferece um importante conforto adicional.Também a toe box, bastante cómoda e espaçosa, permite um bom conforto, ao nível dos dedos dos pés.

image (1).jpeg

AMORTECIMENTO:

Apesar de este ser um sapato com um significativo grau de flexibilidade, a sua sola incorpora uns impactantes ‘pitons’ direccionais de cerca de 4 mm, em borracha Vibram Megagrip, que nos passam a ideia de podermos subir a árvores, tal como as próprias panteras o fazem.

 

No que toca ao amortecimento, senti os sapatos algo duros. São sapatos para quem gosta de sentir bem o terreno que pisa. Pessoalmente, nas saídas para os trilhos que fiz com eles, senti a parte anterior da planta do pé excessivamente quente, quase desconfortável, o que me faz duvidar da sua eficácia, em treinos longos na mata, em condições meteorológicas secas e com calor. Contudo, o amortecimento na zona do calcanhar pareceu-me mais do que o suficiente, sem qualquer aspecto a relatar.

 

ESTABILIDADE:

 

Apesar de esta informação não ser oficial, estima-se que os Pantera tenham um drop de cerca de 9 mm, potenciando a ação da sola de borracha Vibram Megagrip, com uma aderência reforçada.

 

Os Pantera incorporam uma magnífica ponteira reforçada em borracha, bastante diferente dos modelos convencionais de sapatos de trail. Uma coisa é certa: de todas as vezes que os usei, só me apetecia dar pontapés em todas as pedras e ramos soltos que me apareciam pela frente, tal a segurança que a proteção frontal transmite! Mesmo para um ligeiro pronador como eu, considero que este modelo tem o suporte adequado, sendo que o sapato tem uma linha alta, que nos possibilita uma sensação de envolvência total ao pé.

 

Um ponto positivo a notar é a preocupação demostrada pelos designers e fabricantes com a zona do calcanhar, reforçada e desenhada para um conforto melhorado e um bom suporte para os tornozelos.

 

Em termos de aderência, digo-vos que os Pantera se agarram muito bem em terrenos secos, com terra e pedras soltas, assim como em segmentos de pedra. Testados apenas em condições secas e com terrenos muito batidos, como já seria de esperar, a sola Vibram, com os seus notáveis socalcos e entalhes, comportou-te à altura, fornecendo um grip imaculado. Não houve escorregadelas em descidas ravinosas ou com pedras soltas e gravilha. Também a aderência em secções de rocha e pedra se revelaram não oferecer quaisquer problemas aos sapatos felinos, que desfilaram, com toda a sua graciosidade, pelos trilhos, qual o animal que lhes empresta o nome.

Gostava de ver como estes Pantera se comportam a escoar a água da chuva e a sua aderência em terrenos verdadeiramente lamacentos, em condições de corrida mais extremas. Tenho cá um feeling de que nada os intimidará! Veremos.

 

PREÇO:

Os Berg Outdoor Pantera estão à venda por € 74,99, no site da SportZone – uma excelente notícia! -, com portes de envio grátis – outra boa notícia!

 

image.jpeg

 

CONCLUSÃO:

O que tenho a dizer, no geral, é positivo. O novo modelo Pantera da Berg Outdoor combina máxima tracção (Sola Vibram com Megagrip) com estabilidade, resistência e durabilidade através do mesh Cordura. Na minha opinião, são uns sapatos de trail ágeis, mas seguros. Os materiais utilizados e acabamentos são de muito boa qualidade e a experiência de utilização é bastante prazerosa.

Fica, desde já prometida a segunda parte da review, para o tempo chuvoso, onde possamos - ou não – confirmar todo o potencial que se adivinha destes Pantera, a trepar pelas subidas esguias e pedregosas, cobertas de lama, de Monsanto ou da Serra de Sintra. Quase que desejava que fosse já inverno!

 

AVALIAÇÃO FINAL

 

DESIGN: 17/20
CONFORTO: 17/20
AMORTECIMENTO: 16/20
ESTABILIDADE: 17/20
PREÇO: 18/20

 

TOTAL: 85/100

Unboxing: Midnight Glow by Outpace

IMG_20150225_204151.jpgO Tiago e a Bo, que fazem grande parte dos seus treinos à noite pela cidade, foram convidados pela SportZone a testar a nova linha da Outpace – Midnight Glow.

 

Ainda não ouviram falar desta linha? Pois, é possível! Só será comercializada a partir de meados de Março. Concebida para garantir que os atletas sejam bem visíveis à noite, a linha Midnight Glow tem vários elementos refletores e cores néon.

 

A linha é composta por calções, corsários, calças, t-shirt e casaco impermeável e existe uma gama de homem e uma de mulher.

 

Para já, segue o “Unboxing” dos produtos cedidos para vos abrir o apetite. Durante a próxima semana a Bo e o Tiago darão o seu feedback, aqui no blogue, e entretanto sigam a Bo e o Tiago no Instagram! Estejam atentos.

1.jpg

IMG_20150225_204027.jpg

5.jpg

6.jpg

 

IMG_0696.JPG

IMG_0701.JPG

 E tu, costumas ter cuidado com a tua visibilidade quando corres à noite?

 

Termina hoje. Concorram!!! (Passatempo Meia Maratona SportZone 2013)

race to go

Temos 2 dorsais para oferecer para a Meia Maratona Sport Zone que se realiza no Porto no dia 15 de setembro de 2013.

Para ganharem os dorsais – viagens e estadia não incluídas – só precisam de fazer o seguinte:

#Fazer like na página do Facebook do Correr Na Cidade aqui

#Publicar foto com qualidade (e inspiradora) no Facebook do Correr Na Cidade sobre corrida e corredores (pode ser de alguém a correr, dos próprios, etc), até 21 de junho com o título: "Eu corro para a Meia Maratona". - As melhores fotos serão escolhidas por mim e pelos restantes membros do Correr Na Cidade Running Crew, o Bruno e o Nuno

As 4 melhores fotos ficarão a concurso no facebook do Correr Na Cidade, a partir de 1 de Julho. As duas fotos que tiverem mais Likes e Partilhas até ao dia 8 de julho, ganham os dorsais e vão correr a Meia Maratona da SportZone. Fácil e simples. Corram sejam criativos, fotografem e ganhem! 

A noite é delas

935410_560292950689611_414800172_nNo próximo domingo, dia 26 de maio, realizam-se de duas Corrida da Mulher uma em Lisboa e outra no Porto. Se há desporto que tem visto aumentar a adesão do público feminino é a corrida. A maioria das marcas de corrida já o perceberam, existindo, cada vez mais corridas  e eventos especialmente dedicadas às mulheres. Percursos e serviços pensados especialmente nas mulheres. E ainda bem. Tenho para mim que as mulheres que correm ganham uma beleza que não tem se não praticarem atividade desportiva.A pensar nelas, a Nike Running Internacional criou os eventos "We Own The Night" que são corridas noturnas que se irão realizar em várias cidades: Londres, Amesterdão, Mião, Paris e Berlim. Estas são corridas só para mulheres com mimos no início (ao qual se juntam outras marcas) e concertos no fim. Aqui ficam as fotos do evento do passado  sábado, em Londres.968972_560293187356254_546937976_n481611_560293244022915_1398227671_n935886_560293264022913_137564344_n480913_560293070689599_517104676_n946673_560292820689624_1531374740_n935338_560293037356269_714305043_n 936265_560292860689620_819000469_n-1 947269_560292904022949_1920870400_n971755_560294177356155_1878411583_n417841_560293007356272_598772386_n

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D