Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correr na Cidade

As novidades de sapatilhas da Puma para a Primavera/Verão

No início desta semana apresentamos a nova coqueluche das sapatilhas da marca alemã Puma, os novos Ignite Ultimate. Hoje apresentamos a nova coleção de primavera/verão de 2016 que está prestes a chegar às lojas. Estes são os modelos que achámos mais interessantes, dentro de toda a coleção.

 

Há mudanças a tomar nota, para os mais atentos, a Puma está a deixar de lado a designação Faas (que é rápido em Jamaicano) para o nome Speed, nomeadamente para as sapatilhas que estão a integrar a tecnologia Ignite no resto da gama.

Apesar das mudanças as designações 300, 500, 600 e 1000, sendo que, quanto maior o número mais o nível de amortecimento. O que acham desta nova coleção da Puma?

 

 Modelos para trail:

 

Faas 300 TR

homem

FAAS_300_TR_v3.jpeg

 

mulher 

 

 

FAAS_300_TR_v3_Wn.jpeg

 

Faas 500 TR

Homem:

 

FAAS_300_TR_v3_Mn.jpeg

 Mulher

FAAS_500_TR_v2_Wn.jpeg

 Faas 500

Homem:

FAAS_500_v4.jpeg

 

Mulher 

FAAS_500_v4_II_Wn.jpeg

 Faas 500 S

Homem

FAAS_500S_v2.jpeg

 

Mulher 

FAAS_500S_v2_Wn.jpeg 

 Ignite v2

 

Homem:

IGNITE_v2.jpeg

Mulher

IGNITE_v2_Wn.jpeg

Ignite v2 ProKnit

 

Homem
IGNITE_v2_ProKnit.jpeg

Mulher

IGNITE_v2_ProKnit_Wn.jpeg

 

Speed 600 Ignite

Homem

SPEED_600_IGNITE_II.jpeg

 

Mulher 

SPEED_600_IGNITE_Wn.jpeg

 Speed 1000 Ignite

 

Homem

SPEED_1000_IGNITE.jpeg

 Mulher

SPEED_1000_IGNITE_Wn.jpeg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Conheçam a coleção de têxtil da Puma para corrida

E chega aquela altura do ano (aliás, são duas) em que começamos a mostrar as novidades das novas coleções das marcas de running, e que em breve estarão a chegar às lojas. Mostramos aqui, em primeira-mão, a coleção de têxtil da Puma. Em jeito de opinião, acho a coleção feminina mais interessante que a masculina que, mesmo assim tem alguns padrões surpreendentes. Atenção, esta é uma súmula dos artigos e que achei visualmente mais interessantes. É uma escolha pessoal, entre todas as peças que vimos. 

 

Coleção têxtil da Puma Primavera/Verão 2016 para senhoras: 

513814_07

 

513813_03

 

513959_03

 

513746_01

513745_01

 

513746_02

513753_02

513753_03

513753_04

513962_02.jpeg

513962_07.jpeg

513962_08.jpeg

513965_11.jpeg

513965_23.jpeg

513752_02.jpeg

 

 Coleção têxtil da Puma Primavera/Verão 2016 para homens:

513949_03

513809_03

513780_04

513780_02

513780_01

513780_05

 

513810_03

513827_04

513784_03

513827_02

 

513830_04

513830_03

513777_02

 O que acham desta nova coleção?

 

 

 

 

 

 

7 perguntas à...Puma

puma logo.jpeg

Por Tiago Portugal e Filipe Gil

 

No seguimento das 7 questões que estamos a colocar a várias marcas que estão presentes no setor da corrida em Portugal, damos lugar às respostas da Puma. Se o último ano (2015) foi muito importante para a marca, com o lançamento dos Ignite e uma verdadeira aposta no running, quisemos perceber como veem, de facto o mercado nacional. Fique com a entrevista a Filipe Semedo, responsável pelo marketing da Puma para o mercado nacional, que deixa algumas novidades no ar. 

 

filipesemedo.jpeg.jpg

Filipe Semedo (Puma)

 

Como analisam o setor da corrida em Portugal?
Extremamente dinâmico, ultra-competitivo, onde os drivers inovação, segmentação e comunicação são cada vez mais os pontos-chave para os que pretendem destacar-se e liderar no métier.

 

A corrida é uma moda? Vai desvanecer ou veio para ficar?
Apesar do boom dos últimos anos em países como o nosso, a verdade é que o running, nas suas inúmeras variantes, já faz parte do dia-a-dia de milhões de pessoas também em Portugal. A crescente preocupação com o bem-estar físico e mental, a facilidade de poder faze lo em qualquer lugar a qualquer hora sozinho ou acompanhado ou o custo reduzido são exemplos de factores que ajudam a justificar o porquê do sucesso de algo tão natural como a “corrida”.
O crescimento é pois sustentado, a indústria tando do lado dos fabricantes como dos retalhistas tem feito um excelente trabalho no sentido de colocar ao dispor do consumidor os melhores produtos aos preços mais competitivos com ofertas transversais pelo que nenhuma dúvida que “veio para ficar”.

 

Qual a vossa sapatilha de corrida com mais sucesso entre os portugueses?
O modelo Ignite, que permite aliar conforto, durabilidade e visual de excelência ao retorno de energia após cada passada é, cada vez mais, o nosso best-seller.

 

Que novidades vão ter para os corredores nas próximas coleções?
Em 2015 tivémos um grande lançamento, os Ignite, disponíveis num enorme variedade de cores e materiais. Lançámos igual a versão Ignite XT, para training. Em 2016 teremos uma 3ª e muito especial variante da colecção Ignite (a revelar em breve), updates das versões já disponíveis de Running e Training assim como a incorporação da tecnologia Ignite na linha Faas, que passará a designar-se Speed.

 

Em Portugal vende-se vestuário para corrida ou os portugueses apostam mais nas marcas apenas nas sapatilhas?
O focus inicial das marcas, como na maioria das modalidades e até no lifestyle, incidiu, naturalmente, no calçado. Mas há já alguns anos que com a consolidação do mercado, um consumidor cada vez mais informado, atento e exigente em todos os prismas, também o têxtil se tornou numa prioridade e a Puma não é excepção. Temos uma fabulosa colecção, inigualável também em termos de value for money, que alia tecnicidade a visuais ultra apelativos, uma das imagens de marca da Puma.  

 

Como marca, que outras áreas/deportos estão a apostar para conquistar os corredores?
O Running é a categoria-mãe de grande parte das modalidades mas o Fitness/Training nas suas diversas variantes é, cada vez mais, uma aposta da Puma também em Portugal. Temos um vasto portfolio de modelos que permitem as melhores performances não apenas em estrada mas também em ginásios, trilhos e demais locais ou estilos de treino, pelo que há muito que alargámos o espectro, tentando ir ao encontro das necessidades específicas de cada runner, consoante oos seus modelo e formato de treino.

 

De que forma as marcas podem intervir e contribuir para que os jovens se tornem menos sedentários? 
Não se trata sequer de responsabilidade social mas sim de uma consequência daquilo que fazemos diariamente: ao inspirar, fomentar e potenciar ao máximo a prática de desporto através de todos os touch points, as marcas estão a estimular as diversas faixas etárias para os benefícios do exercício físico. Os mais jovens, passo a passo e amiúde incentivados pelos pais, também vêm aderindo entusiasticamente aos eventos e campanhas que, cada vez mais, os principais players levam a cabo.

 

 

A nova coleção de têxtil da Puma

Por Filipe Gil:

Já aqui haviamos mostrado em primeira mão a coleção de sapatilhas de corrida da Puma para o próximo Outono/Inverno. Agora, e também em primeira mão, mostramos alguns dos elementos da coleção de têxtil, homem e mulher, para a mesma temporada. Estes foram os que nos pareceram mais interessantes.

 

Mulher

512680_11.jpeg

513018_04.jpeg

513019_01.jpeg

513022_03.jpeg

512786_09.jpeg

513411_02.jpeg

513413_02.jpeg

513097_01.jpeg

513044_02.jpeg

512814_03.jpeg

513506_02.jpeg513021_02.jpeg

513115_02.jpeg

Homem:

512690_09.jpeg

513059_03.jpeg

513061_02.jpeg

513066_01.jpeg

513069_01.jpeg

513087_01.jpeg

513063_04.jpeg513089_02.jpeg

512698_06.jpeg

513076_02.jpeg

 

 

 

 

 

Crónica II – Um período atípico

Desafio 50K.jpg

 

Por Filipe Gil:

 

Tem sido uma semana atípica. Muito, muito trabalho, muitos projetos, filhos doentes e pouco tempo para dormir, de tal forma que o prometido não é devido, uma vez que anunciei publicar as minhas crónicas de preparação para os 50K do Piódão às quartas, e ontem não consegui.

 

Penso que, por um lado, ainda bem que ando muito ocupado, faz-me pensar pouco no desafio de Piódão e nos seus 50 km, o meu primeiro ultra trail...

Aliás, quando penso nisso, sou atravessado por um arrepio seguido do pensamento: “em que raio me fui meter”. A culpa é do amigo Pedro Luíz que me disse “é mais fácil que o Louzan Trail, menos técnico”. Contudo já ouvi várias versões desta comparação e parece que a coisa não é bem assim. A ver vamos, mas uma coisa e certa vou acabar, nem que me leves às costas, Pedro!

 

Falando nos treinos propriamente ditos, e desde a minha crónica da semana passada (aqui) corri duas vezes. A loucura, novamente.

unnamed-3.jpg

Na quarta-feira, dia 7, com um frio de rachar, (lembram-se?) fiz-me à estrada e às rampas. Como sabia que ia para as ruas escuras do Restelo, vesti-me de pirilampo com os equipamentos fornecidos pela Puma. E, uma coisa foi certa, não passei despercebido - sobretudo com o LED nas sapatilhas. Ouvi algumas bocas, mas corri em segurança. Foi um treino ligeiro mas que me deu muito prazer. 

unnamed-2.jpg

De 7 a 11 nada fiz, a não ser duas sessões de exercícios de fortalecimento com a ajuda/perplexidade dos meus filhos que não perceberam a razão do pai se agachar para de seguida tentar tocar no teto. São “burpees”, expliquei, mas ficaram na mesma, com o mais novo a querer vir para as minhas costas.

 

No domingo, aí sim, foi dia de um treino mais sério. O objetivo era correr cerca de 2h30m nos trilhos de Monsanto e colocar o máximo de desnível positivo possível. Dito e feito. Encontrei-me como Bruno Andrade, Nuno Espadinha, João Gonçalves e Rui Alves Pinto às 8h30m da manhã e lá fomos para Monsanto. O sono já andava atrasado mas não fez muita mossa nesta sessão. I’ll sleep when I’m dead, diz uma música foleira dos anos 80.

unnamed.jpg

No total fizemos quase 21 quilómetros nessas duas horas e meia, encontramos muitas caras conhecidas ali para o lado da bifurcação entre a subida da A5 e o Cozido. Como o Dirtbag runner, João Campos.

10906548_10206043569994066_5247001011131260722_n.jFoto descaradamente "roubada" do facebook do João. 

 

Nesse treino levei os Puma Faas 500 TR, sapatilhas de trail que em breve terão a sua review final aqui no blogue. São bonitos e têm uma sola muito, muito interessante (mas ainda não as experimentei com chuva). Apesar de serem para passada neutra, uso-os com as minhas palmilhas de estimação da Iron Man. E portaram-se bem.

 

09-pool-green-turbulence-silver-metallic-304596-pu

 

Confesso que nos últimos dois quilómetros a falta de horas de sono fizeram-se sentir, o corpo começou a reclamar e os pés gritaram por um pouco mais de comodidade. Acho que no próximo treino longo – e espero fazer um grande por semana – vou colocar as minhas palmilhas, que são duras, em cima das palmilhas de origem da Puma. Preocupa-me um pouco o fazer 50 quilómetros com algum possível desconforto, vou precisar de um pouco mais do conforto que as palmilhas da Iron Man me dão.

 

Mas a preparação para uma prova é isto mesmo, experimentar, solucionar problemas, verificar aquilo que nos serve melhor. Aliás, nesse treino experimentei uma barra energética da GoldNutrition e a bebida isotónica da mesma marca. E gostei. Mas o que gosto mesmo é dos saquinhos de mel que levo comigo. Dão-me vida! Acabei o treino com uma pequena impressão na coxa direita, mas nada de especial.

 

Era para ter treinado esta segunda-feira, dia 12, para “estender” um pouco as pernas do treino do dia anterior, mas afazeres familiares e também profissionais não o permitiram e, até hoje quinta-feira, não voltei a calçar sapatilhas de running, o que me deixa preocupado, e parece-me que só o voltarei a fazer no domingo. Até lá vou fazer exercícios de reforço muscular e deixar os meus filhos e mulher de boca aberta com a mancha de suor que deixo no chão.

 

 

A ver vamos se estas semanas atípicas acalmam um pouco, porque só faltam 71 dias para percorrer o caminho dos 50 km.

Boas corridas.


Leia aqui a crónica I

Meninas: passatempo!!! - Puma Faas 600 v2

187297_01.jpeg

 

Pois é. Se há umas semanas atrás oferecemos um par de sapatilhas de corrida aos homens, é agora a vez das mulheres puderem ganhar um par de Puma Faas 600 v2, como o da imagem. Bem giros, não são? E o que precisam de fazer para se candidatarem a ter um par destas sapatilhas de estrada?Simples:

 

1. Fazer like na página do facebook do Correr na Cidade, aqui.

2. Fazer like na página de facebook da Puma, aqui

3. Enviar uma foto original de vós a correr. Não vale enviar fotos retiradas de provas oficiais, não vale tirar fotos que não sejam vossas ou de bancos de imagem, não vale tirar fotos de fotógrafos profissionais assinaladas (aquelas com marca de água). Vale sim pedirem aos vossos amigos (fotógrafos ou não) ou mesmo a desconhecidos na rua para vos tirarem uma foto em surjam a correr e com alegria estampada no rosto. Como achamos que é algo intrínseco, não deve ser difícil. Vão para a rua, façam a vossa foto e enviem para run@corrernacidade.com até domingo, dia 14 de dezembro, às 23:59.

 

A crew do Correr na Cidade irá escolher as três melhores fotos, e irá indicar quem serão os finalistas no dia 16 de dezembro, terça-feira. Depois ficaram a votos até ao dia 19 de dezembro às 23:59. No dia 20, sábado, indicaremos a vencedora. A foto que tiverem o maior número de partilhas (atenção, partilhas e não likes) ganha este magnífico par de sapatilhas de corrida  da Puma. 

 

É tão fácil, não é. Força e muita criatividade. Boa sorte!

187297_01_f.jpeg

 

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D