Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correr na Cidade

Race Report: Kalenji Prom Classic 2016, Nice, França

12401915_1199094243438129_4957731543388940874_o.jp

Foi no âmbito da Run Blog Camp da Kalenji, que já vos falei, que no domingo dia 10 de Janeiro de 2016 tive a oportunidade de correr pela primeira vez em França. Foi a “primeira corrida do ano em França”, a Prom Classic.

 

A Prom Classic é uma prova de 10km que decorre no início de cada ano na Promenade des Anglais em Nice, no Sul da França, na Côte D’Azur. É uma prova muito emblemática, pois decorre há dezenas de anos e o seu percurso estende-se ao longo da Promenade des Anglais, a avenida marginal de Nice, sempre ao longo do mar. Em termos de dimensão, se no ano passado a prova contava com 8 mil atletas, este ano houve cerca de 10 mil inscritos.

IMG_20160110_092126.jpg

Depois da Run Blog Camp para conhecer as novidades da Kalenji em 2016 e partilhar experiências com outros running bloggers da Europa, cada um foi ao seu quarto no hotel para descansar para a prova do dia seguinte.

 

Foi um luxo. O nosso hotel estava a cerca de 200m da linha de partida e meta da prova. Daí que o hotel parecia um hotel Kalenji. A Kalenji é o patrocinador oficial da prova e por isso o hotel estava cheio não só de bloggers, mas também de atletas da Kalenji de vários países (incluindo Portugal).

IMG_20160110_093047.jpg

Marcámos um ponto de encontro meia hora antes da partida da prova, pelas 9h30, para tiramos uma foto de grupo dos bloggers da Run Blog Camp. Para isso bastou acordar pouco antes das 9h porque o hotel era tão perto da partida. Ao pequeno-almoço tive que me controlar muito. Entre ovos mexidos, bacon, vários tipos de queijos, enchidos e patisserie française, limitei-me a aveia com queijo quark e um folhado e café. Tomei o pequeno-almoço com vista para a avenida onde atletas começavam o seu aquecimento.

IMG_20160110_093817.jpg

Sentia-me bem. Tinha dormido bem e estava uma manhã fabulosa. Cerca de 13 graus, que rapidamente subiram para 16 e solinho. Mal saí do hotel, estava na Pormenade des Anglais onde iria decorrer a prova. Dirigi-me ao stand da Kalenji para a foto de grupo e desejar boa sorte aos restante bloggers e colaboradores da Kalenji que iriam participar na prova.

  

Partida

Com 10 mil participantes esta prova envolve alguma logística. Para garantir um arranque fluído, havia vários blocos de partida. Muitos mais do que costuma haver em Portugal, na verdade. Havia o bloco da elite (<35’ para homens e <43’ para mulheres), 35’-40’, 40’-45’, 45’-50’, 50’-55’, 55’-60’, mulheres e 60’+. Sim, havia um bloco de partida para as mulheres antes do bloco final dos 60+. Não me perguntem porquê, mas achei interessante.

IMG_20160110_091852.jpg

Um aspeto curioso nestes blocos foi que, embora tenhamos indicado o nosso melhor tempo na inscrição para a prova, o nosso bloco não contava no dorsal. Cada um era responsável por saber o seu bloco de partida e respeitar os restantes atletas. Não havia controlo. Foi bonito ver que na prática foram muito poucos os atletas que não respeitaram os blocos e rapidamente foram ultrapassados. O arranque da prova foi feito por vagas, consoante os blocos. Na prática, este sistema funcionou muito bem. Nada de ziguezagues. Foi perfeitamente possível arrancar ao meu ritmo pretendido e mantê-lo ao longo da prova.

  

Ambiente / Percurso / Abastecimentos

Fantástico. O ambiente foi fantástico. Penso que a manhã solarenga ajudou muito. Houve um aquecimento animado e calmamente os atletas dirigiam-se aos respetivos blocos de partida. Paralelamente também se sentia que alguns atletas estavam ali para PBTs e cheirava-se alguma competição no ar. Para animar os atletas, os primeiros 500m, que também correspondiam aos 500m finais, pareciam um túnel de apoiantes. Em Nice é “allez allez” em vez do “dále” espanhol. Gostei muito. Mesmo ao longo do percurso havia apoiantes e a organização também tratou de colocar três bandas de percussão e até dança ao longo do percurso. Desta forma, com um percurso de ida e volta, passámos por música 7 vezes. Os tambores têm realmente um efeito acelerados nos atletas :D

IMG_20160110_100133.jpg

O percurso é muito bonito. Num percurso muito plano de ida e volta temos por um lado edifícios muito elegantes e imponentes, característicos de Nice, e do outro lado o mar e palmeiras típicas da Côte d’Azur. O piso, sempre asfalto e em bom estado. É realmente um percurso rápido. Os primeiros atletas fizeram tempos abaixo dos 30min.

IMG_20160110_110051.jpg

Por volta do km 5,5 encontrava-se um abastecimento de copos de água, laranjas, bananas e figos. Fiquei-me pela água. Há quem não goste da água em copos, mas pessoalmente até gosto. É prático e amigo do ambiente. Na meta, nada de engarrafamentos. Estava à nossa espera uma medalha, água, isotónico e um “buffet” de laranja, banana, frutos secos e bolo.

 

Anemia e desempenho

Com a anemia que me tem acompanhado estes últimos meses, tenho corrido pouco. Correr pouco não implica estar parada. Tenho feito bastante RPM, Elíptica e Yoga para não perder a forma. Quando me inscrevi na prova ainda não sabia da anemia e inscrevi-me como sub-50, pois o meu melhor tempo aos 10km era 48min. Entretanto, adaptei as minhas expectativas e embora gostasse de cumprir com os sub50, decidi ouvir o corpo e baixar o ritmo, se necessário.

IMG_3914.JPG

Arranquei e deixei levar-me pelo entusiasmo e pela energia das 10mil pessoas que enchiam a Promenade des Anglais a correr. Comecei uns 100m à frente do pacer dos 50min e idealmente mantia-me à sua frente. A animação ao longo da prova por parte dos apoiantes, o espírito dos atletas e a fantástica paisagem entre a bonita cidade de Nice e o mar fizeram-me conseguir manter o pace abaixo dos 5’/km. Sentia-me bem. A temperatura estava certa. Para me entreter fui apoiando os atletas de pelotão que já vinham no retorno e fui-me metendo com o pessoal que estava mascarado à super-herói.

  

Curiosidades

IMG_20160110_094100.jpg

- são os primeiros 10km do ano em França

- 17ª edição

- 10 mil participantes

- 323 participantes na Mini Prom' (prova para crianças)

- 400 voluntários

- 63% homens vs 37% mulheres

- 27 nacionalidades

 

Conclusão

Sinceramente nunca estava à espera mas acabei por bater o meu melhor tempo aos 10! Será do equipamento da Kalenji? Estou a brincar. Acredito que tem a ver com os meus treinos de RPM (cycling indoor) e elíptica. Adorei cada passo que dei nesta prova. Foi uma manhã fantástica. Com um tempo oficial de 47'27'' fiquei no top 10% do meu escalão. Estou mega satisfeita.

 

 

Para quem se procura “internacionalizar” no mundo das provas de corrida, penso que a Prom Classic é uma excelente aposta. Nesta altura do ano há passagens aéreas a menos de 100€ e hotéis a menos de 50€ por quarto duplo por noite. A Côte d’Azur tem um clima agradável para correr nesta época. Mas o mais importante: a prova é muito gira e para além disso a cidade de Nice merece uma visita pela sua arquitetura, ambiente e culinária.

IMG_20160110_123731.jpg

Merci, Kalenji! Merci, Nice!

Kalenji Run Blog Camp 2016 – Nice, França

 

IMG_20160110_092833.jpg 

A marca de running da multinacional francesa Decathlon, Kalenji, tem vindo a apoiar algumas provas de corrida em estrada e trail no âmbito da sua estratégia de marca. Em Portugal, recentemente vimos a marca na Meia Maratona dos Descobrimentos, por exemplo. Em França, terra Natal da marca, para além de patrocinar algumas provas de trail, apoia a Prom Classic em Nice.

 

A Prom Classic é uma prova de 10km que decorre no início de cada ano na Promenade des Anglais em Nice, no Sul da França, na Côte D’Azur. É uma prova, que se apresenta enquanto a “primeira prova de 10km do ano”, é muito emblemática, pois decorre há dezenas de anos e o seu percurso concentra-se ao longo da Promenade des Anglais, a avenida marginal de Nice, sempre ao longo do mar. Em termos de dimensão, se no ano passado a prova contava com 8 mil atletas, este ano houve cerca de 10 mil inscritos.

IMG_20160109_112951.jpg

Foi no âmbito desta prova e também do lançamento dos novíssimos Kalenji Kiprun SD, as sapatilhas de running da marca, que a Kalenji convidou alguns bloggers internacionais para participarem num Run Blog Camp a decorrer em Nice. O objetivo do Run Blog Camp, para além da vertente de networking, foi partilhar feedback e conhecimentos sobre o material da Kalenji, principalmente dos novos Kiprun SD. A marca acredita que a proximidade com bloggers de running e assim com a comunidade de running consegue conhecer melhor o seu cliente e absorver o respetivo feedback.

 

Foram convidados bloggers de vários países, a maioria era da França, talvez uns 10 blogs, também da Itália (5 blogs), Espanha (3 blogs), Alemanha (2 blogs), Bélgica (1 blog), Reino Unido (1 blog) e Portugal. De Portugal fomos nós, e fui eu a felizarda a representar o Correr na Cidade, e do portal A Minha Corrida, foram o Carlos Lopes e a Miriam Lopes.

 

No sábado, apanhei o avião e tive finalmente a oportunidade de conhecer as pessoas por detrás do portal A Minha Corrida. Foi ótimo conhecer outro site de running português e partilhar ideias e experiências.

 

Chegados ao aeroporto de Nice, tínhamos um chauffeur à nossa espera com uma placa “Kalenji” (adorei este pormenor) e fomos levados até ao nosso hotel, na Promenade des Anglais, junto à partida/meta da prova que iria decorrer na dia seguinte.

IMG_20160110_092319.jpg

Meia hora depois, juntamo-nos todos no lobby do hotel onde tivemos a oportunidade de nos conhecermos todos. Daí dirigimo-nos à feira de running da prova. Em termos de organização, muito parecido às feiras das nossas corridas; tendas para levantamento dos dorsais e t-shirts e uma stand com os novíssimos produtos da Kalenji. Alguns destes produtos ainda nem estão à venda em Portugal. Confesso que adorei a nova coleção da Kalenji. No design muito melhor que a anterior e peças muito inovadoras em termos da qualidade do têxtil. Os bloggers no stand da Klenji pareciam crianças numa loja de brinquedos. Saí da loja Kalenji com duas peças novas: a t-shirt e corsários Kiprun que iria experimentar na corrida no dia seguinte.

IMG_20160109_174924.jpg

Depois da visita ao stand da Kalenji, dirigimo-nos a um restaurante para a apresentação das novas sapatilhas Kiprun SD 2016. Os bloggers já tinham recebido estas sapatilhas em casa no início de Dezembro, mas a apresentação formal só se realizou então. Na review sobre estas sapatilhas, a ser publicado em breve, explicarei um pouco mais sobre as inovações deste modelo em comparação com o outro. Posso adiantar já que são de facto muito diferentes uma vez que incorporam a tecnologia K-Only que torna esta sapatilha universal para todo o tipo de passada.

IMG_20160109_181750.jpg

Foi muito interessante conhecer a equipa que está por detrás do desenvolvimento das sapatilhas. Estiveram presentes várias pessoas que estão envolvidas no desenvolvimento do calçado da Kalenji, nomeadamente a Brand Manager, Market Manager, vários desenvolvedores do calçado em si, bem como atletas que testam e também ajudam no desenvolvimento do calçado. Tivemos a oportunidade de saber como foram feitos os testes e como é desenvolvido cada peça do ténis. Foi-nos apresentado um ténis decomposto para conhecermos as suas várias componentes e respetivas funções. Quem também marcou presença foi o Stéphane Diagana, atleta olímpico que hoje em dia está intimamente envolvido do desenvolvimento dos produtos Kalenji.

 

A apresentação do calçado foi seguido de um jantar convívio. Cada um tinha um lugar marcado, com um saco com o dorsal e t-shirt da prova. Na minha mesa estava no Fréderic, Market Manager da Kalenji e atleta, a Lucy do Reino Unido, os dois bloggers Alemães, Marek e Christian, uma italiana, a Irene e a Miriam e Carlos Lopes.

IMG_20160109_191750.jpg

A conversa foi animada, sempre em torno de corrida, claro, e muito sobre o equipamento da Kalenji. Partilhamos opiniões e experiência, não só sobre os Kiprun mas também sobre outro material da Kalenji e até material de outras marcas. Sabias, por exemplo, que um modelo de calçado de running leva cerca de 1,5 anos do início do desenvolvimento até estar disponível no mercado? Sabias que foram corridos mais de 116 mil quilómetros para testar a qualidade da nova tecnologia dos Kiprun 2016? Sabias que o pé humano, tanto masculino como feminino, em termos de largura, varia em média 18mm?

 

Foi marcante o quão “boa onda” são os colaboradores da Kalenji (e Decathlon no geral), independentemente do seu estatuto na empresa. Também foi giro ver que a maioria deles, inclusive a Brand Manager e Market Managers, participaram na prova na manhã seguinte e tiveram bons tempos!

 

Entre um tartar de robalo, risotto de cogumelos e crème brulée também se falaram das expectativas de cada um para a prova da manhã seguinte. Foi giro ver que entre os bloggers havia pessoal de sub 35’ mas também de sub 60´. Na nossa mesa, entre as oito pessoas, havia três raparigas lesionadas e eu também tenho um inconveniente: a anemia. Assim, embora me tivesse inscrito no bloco de partida dos 45’-50’, confessei que não sabia se iria conseguir fazê-lo. Tudo dependia de como me sentiria no domingo.

IMG_20160109_222137.jpg

 

Depois do jantar cada um foi para o seu quarto descansar e preparar-se para a prova. Foi uma tarde muito bem passada. Adorei conhecer bloggers de outros países e conhecer o mundo de run blogging em cada um dos países presentes. Marcante foi o facto de nós, o Correr na Cidade, sermos o único blog em grupo. Os outros blogs eram todos pessoais ou a pares, como os Running Twins alemães por exemplo. Espero poder correr em cada um dos países que estiveram presentes e voltar a ver esta gente que partilha a minha paixão por corrida e blogging. Para o ano, esperamos voltar a marcar presença no Run Blog Camp e até lá, voltar a ver a malta nos respetivos países ou numa corrida por terras lusas.

 

Após esta partilha sobre o que for a Run Blog Camp da Kalenji, fico a dever-vos uma Race Report da Prom Classic 2016 bem como a review das sapatilhas Kalenji Kiprun SD. Ainda esta semana, partilharei os mesmos.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D