Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correr na Cidade

Dicas para presentes de Natal para quem corre na estrada - para eles!

Por Filipe Gil 

 

E esta é a minha sugestão para presentes de Natal para os corredores de estrada. Corredores mais minimalistas, que preferem estar com menos roupa, mas não descuram o estilo e a conjugação de cores e o conforto. 

 

BoysRoad.jpg

1 - Tshirt Adidas - Adidas Supernova Tee. Preço: 45€.

Tudo isto é uma escolha pessoal, como já perceberam. E com esta escolha estive importado sobretudo com a inovação, com o design e que peças pediria ao "Pai Natal". Começando com esta t-shirt da Adidas. A cor é fantástica para outono, inverno, e depois, apesar de ser de corrida, não tem aquele ar "brilhante" que a maioria das dry fit tem. Parece que estamos com uma tshirt de algodão. Mais giro, acho impossivel. E sim, tem mangas curtas. Quando se corre o frio desaparece, pelo menos comigo. 

 

2- Colete para o frio da Nike. Nike Aeroflot. Preço: 150€.

E por falar em giro, este colete é fantástico. É caro. Ponto. Mas tem a garantia de qualidade da Nike e não deixa ninguém indiferente - os mais tímidos têm outras opções de cor, mas mais aborrecidas. Escolhi este modelo porque não gosto muito de me sentir encasacado enquanto corro. Assim ficamos mais libertos e mesmo com tshirt de mangas curtas, como a que vos proponho em cima, fica muito bem. E é mesmo leve.

 

3- Calções New Balance. Accelerate 5 inch Short. Preço: 25€.

São calções, leves, giros e monotonos, mas não queria que vocês ficassem parecidos com semáforos de trânsito, assim com um calção preto eu nunca me comprometo. Pessoalmente gosto de calções curtinhos - atenção, não fica bem a toda a gente - mas no inverno sou mais conservador, e tenho mais frio. Claro que há outras opções no mercado mais baratas, mas não tem o estilo de uns da New Balance, pois não? 

 

4 - Cinto para smartphone da Decathlon. Preço: 7,95€.

Irrita-me bolsas para correr em estrada. Irritam-me os smartphones bands que colocamos no braço. Irrita-me correr irritado. Mas como não prescindo do meu telemóvel quando vou correr - não para ouvir música, mas para salvaguardar alguma urgência - tenho que levar algo comingo. Assim, até saber da existência deste tipo de bolsa olhava-as com desconfiança, hoje em dia não saio de casa sem ela. E até me acalma a irritação, porque nem a sinto a dita bolsa, a não ser quando o smartphone vibra..., o que me irrita especialmente quando corro.

 

5- Sapatilhas de corrida em estrada Puma. Ignite ProKnit. Preço: 140€.

Tenho que confessar que estas ainda não experimentei este modelo. Já experimentei os Ignite da Puma e em termos de sola é igual. E já aqui no blogue expliquei que gosto muito deles. Mas já experimentei o  conceito "Knit" noutras marcas e sou fã assumido. Mesmo para o inverno. Por isso, aconselho estes que eram aqueles que compraria já de seguida. E são giros que se fartam. 

 

6- Meias Stance. Pace OTC. Preço: 36 dólares. + portes (apenas disponível por e-commerce).

Esta é para os geeks da corrida. Não somos todos assim, apenas alguns, mas que existem...existem. Ora, para acentuar mais o "coolness" na corrida aqui está um modelo de uma marca que não existe em Portugal. Fisicamente, claro, porque hoje o retalho tem a sua vertente online que nos dá a oportunidade de comprar coisas que apenas existem noutros países e noutros continentes. O pior é o preço. Sim, 36 dólares, mais ou menos 36 euros + portes de envio é exagerado. Mas garantem a exclusividade das meias mais "cool" do momento. Valerá a pena? Cabe a cada um decidir. Aqui no Correr na Cidade gostamos de vos mostrar coisas exclusivas e pouco faladas. Vós (e nós)  merecemos, não?

 

Boas Festas. 

Novidades Primavera 2015 - ASICS, Merrell, Nike

Asics 1.jpg

Com a chegada da primavera algumas marcas apostam na saída de novos modelos de sapatilhas.

 

A ASICS apresenta em março a nova versão do GEL-NIMBUS 17, que chega à sua versão mais leve (15 gramas a menos do que o seu antecessor), novas melhorias técnicas, mais dinâmico e sem costuras, o que lhe confere uma estética mais arriscada.

 

De acordo com o comunicado da marca, a nova versão favorece uma melhor transição graças à FluidRaid 2.0 na média sola (composto melhorado de dupla densidade que se traduz em menos peso e mais amortecimento). Este modelo incorpora também uma nova estrutura da sola do calcanhar ao dedo do pé para facilitar a passada. Os blocos de GEL são maiores para melhorar a absorção do impacto.

 

A nova GEL-NIMBUS 17 presta atenção ao conforto, incorpora a palmilha X40 antibacteriana e muito confortável, e reduz o número de costuras interiores. A nível de segurança incorpora 3M faixas reflectoras visíveis segundo um ângulo de 360 graus.

 

Informação técnica:

Peso modelo masculino: 305 gr

Peso modelo feminino: 240 gr

Drop: 10 mm

PVPR: 175 €

 

 

A 15 de março de 2015 a Merrell apresentou a sua nova sapatilha de trail os CAPRA Sport, que foram desenvolvidos após uma longa observação das patas das cabras montanhesas.

 

Este novo modelo aposta nas tecnologias Mega-Tração – A sola exterior Vibram Mega Grip replica a textura existente nas patas das cabras e está preparada para agarrar o terreno da forma mais segura, para além de manter a segurança do pé em ambientes secos ou molhados. O sistema Unifly Impact Protection da Merrell proporciona um excelente amortecimento no contacto entre o pé e a palmilha ao mesmo tempo que dá uma maior conexão ao terreno .Os Capra têm uma laçada leve, flexível e segura, que quando combinada com a tecnologia Stratafuse (estrutura leve e minimalista da gáspea), acompanha os movimentos naturais do pé.

 

O PVPR é de 109.90 €

CAPRA SPORT.MRLW-J65014-032714-S15-032.PVP.109.90

 

A Nike lançou a nova coleção da gama Free, Nike Free 3.0 Flyknit, Nike Free 4.0 Flyknit e Nike Free 5.0 que estará disponível nas lojas a partir de dia 2 de abril. Estes modelos podem ser personalizados no site da marca. A coleção é caracterizada pelas renovadas partes superiores dos modelos que ajudam à flexibilidade natural do pé.

 

Nike Free 3.0 Flyknit: Caracterizados por uma passada mais natural, contam com tecido Flyknit na parte superior e 4 mm de drop. Nike Free 4.0 Flyknit: Oferece uma passada natural com amortecimento. Também com tecido Flyknit este modelo tem um drop de 6mm. Os Nike Free 5.0 oferecem uma passada natural com um amortecimento maior e com um drop de 8 mm.

NIK11966_1000_1.jpg

Obrigado


Por Filipe Gil:


Tem sido muito gratificante as marcas de running estarem cada vez mais a confiarem no nosso trabalho. Os leitores vão verificar nos próximos dias e semanas que todos os elementos do Correr na Cidade running crew estão a experimentar e a testar modelos novos de diversas marcas, quase que não temos pés a medir.... o que é muito bom. Quem nos lê sabe que fazemos sempre um unboxing  do produto e uma 1ª impressão e depois entre os 50 a 100Km de uso publicamos as nossas opiniões independentes. 

 

O running está a crescer, estamos num patamar superior aquando do lançamento deste blog (novembro de 2012) e é muito positivo que apesar de uma ou outra marca estar adormecida em Portugal, verificar que a maioria confia em nós e percebem bem o nosso papel de blog independente e diferenciador. Às marcas o nosso muito obrigado. Em parceria vamos continuar a fazer crescer o running em Portugal.

 

E claro que, tudo isto, sem os leitores que nos seguem diáriamente não servia de nada, por isso também a vocês que estão aí desse lado do ecrã, o nosso muito obrigado.

Que fim-de-semana fantástico!!!

Por Filipe Gil

Foi um fim-de-semana em cheio para a maioria dos membros do Correr na Cidade. Uns ficaram pela zona de Oeiras e participaram no treino da Compressport. Outros rumaram ao Piodão para fazer provas nas mais diferentes distâncias. Eu e a minha mulher fomos "arejar" para Londres - sendo que o primeiro dia foi, quase na totalidade, dedicado ao running.

 

Em Oeiras foi assim. O Stefan e o Bruno, na companhia da Katarina Larrson e da Sofia Simões, fizeram uns 10K muito bem dispostos. Foi uma manhã muito bem passada que o Bruno Andrade nos irá contar em pormenor nos próximos dias, aqui no blog.

 

No Piodão foi um fim-de-semana em cheio! De sexta a domingo o Nuno, o Pedro, o Tiago, a Joana, a Bo e a Carmo fizeram diferentes distâncias mas todos enfrentaram o frio (e gelo, como se vê na foto) da serra. Ainda durante esta semana vamos ter posts sobre esta prova e sobre a viagem que levou grande parte da crew ao centro do país. 

 

E tal, como já escrevi em cima, eu e a Natália fomos passear a Londres. Andámos, andámos, andámos. De tal forma que tive de comprar uma bola de golfe para massajar o meu pé, já que a fascite plantar começou a dar sinais de vida, isso e uma dor na parte de trás do joelho - espero que não seja nada. Apesar disso, foi fantástico, tal como foi estar na loja/centro de exposição Nike 1948 London, no bairro de Shoreditch, o local onde os londrinos da Run Dem Crew se reunem durante a semana para correr e conviver. A maioria dos membros desta crew estava, na altura, em Berlim a participar na Meia Maratona da capital alemã. Mas deu para beber uma cerveja com a o Robert e a Julie Simmons casal de autores, excelentes corredores e criadores da revista Like The Wind (sobre a qual já escrevi aqui) - do qual já tenho um exemplar.

Foi uma conversa muito, muito interessante e trocamos muitas ideias que, certamente, em breve darão fruto e que serão interessantes para todos os amantes da corrida que nos seguem.

Na cidade andámos por diversos locais e vimos muita gente a correr. Muita gente mesmo. Talvez pelo fato da Maratona de Londres estar a menos de duas semanas de se realizar. Visitamos várias lojas que davam muito destaque à corrida, desde a loja da Asics (só para corrida), ao rés-do-chão da Nike Town totalmente dedicado inteiramente à corrida, ou mesmo a uma loja da Maratona onde a Adidas abriu um clube de running a propósito da Maratona - mas a loja era multimarca, com natural destaque para a marca germânica.

 

Há muita coisa sobre e para a corrida a acontecer em Londres. Foi uma verdadeira inspiração. 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D