Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correr na Cidade

OZXTREME: Uma loja radical

oz3.jpgFarto que seja tudo igual? Fique a conhecer uma loja de desporto diferente, a OzXtreme. Situada em Águeda, a OzXtreme aposta em ajudar os desportistas a alcançar os seus sonhos, mesmo os mais radicais. Leia a entrevista com Osvaldo Tavares o homem por detrás deste projecto.  

 

  1. Qual o conceito da vossa loja? Explica-nos o conceito por trás deOzXtreme.

 

A OzXtreme surgiu para dar solução a pessoas que sabem o que querem e que muitas vezes não se reviam nos serviços e lojas existentes. Pessoas ativas, determinadas, que sabem exatamente o que querem. Nós ajudamos a realizar projetos pouco prováveis de terem viabilidade , sonhos. Temos soluções e essas soluções invariavelmente são sinónimo de qualidade.

 

  1. Como nasceu a ideia deste projeto e quando foi lançado? 

 

Iniciámos o projeto em 2008 com a construção da ideia projeto, seguiram-se meses de pesquisa, consulta, formação, viagens a locais onde o conhecimento do outdoor se encontra em estado puro, e a conceptualização para a nossa realidade.

 

Em 2010 iniciámos formalmente atividade com os serviços, seguiram-se os produtos de marca própria em 2012.

 

Já existiram contatos no sentido de entrar na rede de franchising da marca mas achamos ainda prematuro dar esse passo, o nosso conceito e filosofia não se incute de um dia para o outro e existem uma série de permissas que tem que ser preenchidas para avançar.

 

  1. Além da loja física lançaram-se no e-commerce? Quais os benefícios de ter vários canais? De que outras formas tentam chegar ao vosso cliente final?

 

É sabido que a nossa sociedade se move cada vez mais rápido e sem fios. Quando alguem quer alguma coisa, pesquisa na internet. Ouve opiniões. Procura testes. Revê criticas. Cada vez mais o produto está exposto à critica. Daí a nossa postura de ter produtos de qualidade. O cliente sabe o que quer, nós temos o que ele quer. Daí estarmos sempre em contato. Apostamos na qualidade e na divulgação da mesma porque acreditamos no que fazemos. Apesar da existência de novas plataformas de comunicação e venda, previligiamos o contato pessoal á moda antiga, proximidade com o cliente e invariávelmente…fazemos mais um amigo.

 

oz2.jpg

  1. A vossa loja é enquadrada em várias modalidades ou está mais focada para a corrida? Qual a tipologia de produtos que vendem no vosso espaço?

 

A nossa loja antes de mais tem produtos marca OzXtreme, nomeadamente coleções de roupa casual e desportiva e alguns acessórios outdoor, para acampamento e sobrevivência. Os nossos produtos de vestuário são fabricados 75% em Portugal e 25% em Espanha. Relativamente aos acessórios outdoor são maioritariamente de origem Britânica e alguns oriundos de Espanha.

 

Desde Julho de 2015 somos agentes oficiais da PearlIzumi, não comercializamos qualquer outra marca para corrida ou ciclismo, apostámos na marca quando mais ninguém o quis fazer, fomos arrojados porque acreditámos na qualidade dos produtos e o resultado está á vista. Em cerca de 1 ano de parceria com a marca conseguimos mostrar que estamos cá para ficar. A qualidade PearlIzumi é inegável e os resultados são prova disso mesmo, onze meses sempre a subir na cota de Mercado, clientes a voltar a adquirir material e a trocar o que habitualmente usavam.

 

No fundo, tal como a OzXtreme, a PearlIzumi é mais do que uma marca, é um conceito e uma maneira de estar no desporto e atividades outdoor que ultrapassa em muito o mero branding, este é um “casamento” perfeito de duas marcas que vivem realmente (n)o desporto.

 

Tal como na OzXtreme, na PearlIzumi também todos os colaboradores praticam desporto e usam/testam os produtos da marca ainda antes de serem comercializados, isto tudo porque acreditamos na qualidade dos produtos que temos/fazemos.

oz4.jpg

  1. E que tipo de serviços disponibilizam aos vossos clientes?

 

Dentro das nossas capacidades, disponibilizamo-nos a ajudar em tudo. Desde a simples venda de umas sapatilhas para correr até aconselhar alguém que vai a pé para Santiago de Compostela.

 

Ajudamos clientes a aprender técnicas e dicas com os nossos atletas e equipa técnica, desde planos de treino até técnicas de sobrevivência em caso de acidente.

 

Realizamos atividades de sobrevivência e teambuilding para empresas ou grupos de pessoas que simplesmente se querem conhecer melhor, que querem conhecer os seus limites e precisam de algo que os motive, capacite e potencie.

 

Como já foi referido, não são só clientes, são amigos que voltam sempre. 

 

  1. Qual o vosso produto mais vendido junto da comunidade de corredores?

 

Sem dúvida que o produto mais vendido são as sapatilhas de Trail da PeralIzumi, basta perguntar a quem usa umas pela primeira vez o que sente…a resposta é quase sempre “não sei explicar, tem que se sentir”.

 

  1. Conseguem perceber se o vosso cliente é mais corredor de estrada ou de trail?

 

Realativamente á corrida, a maioria é praticante de Trail, pela ligação que os produtos e conceito de loja tem com a natureza.

 

  1. Que novidades de produtos/serviços irão ter em breve?

 

Relativamente aos produtos da OzXtreme existem sempre novidades, as nossas coleções são jovens e arrojadas, quase todas as peças são vendidas em curtos espaços de tempo porque fazemos coleções únicas e com limite de unidades, nunca repetimos designs. Quanto á PeralIzumi vamos continuar a trabalhar a marca da mesma forma e aumentar a oferta no Mercado português, ficando a certeza que mais e melhor está para vir.

Os nossos serviços estão constantemente a sofrer mutações sempre com o intuito de limar arestas e criar riqueza no conceito já existente, irão haver novidades formativas brevemente que também irão revolucionar o ensino outdoor nacional, certamente seremos os pioneiros nestes produtos que estão na calha.

 

  1. Estão envolvidos em algum projeto para potenciar o desporto outdoor?

 

Para além das nossas atividades outdoor (orientação, sobrevivência)  e da equipa de Trail, damos apoio a vários projetos pessoais.

 

Apoiamos desde á 3 anos uma atleta que agora tem 14 anos, é velocista e será sem dúvida uma referência nacional na modalidade.

 

Temos vários atletas a preparar a ida ao Ultra Trail do Mont Blanc, ao Ironman e vamos ajudar um atleta com uma condiçao especial a concluir uma ultra maratona de 281km. Isto só este ano... 

 

Temos apoiado vários atletas “na sombra”, quer isto dizer que não existem referências destes apoios porque simplesmente ambas as partes assim o entendem, são apoios pontuais ou continuos, dependendo do tipo de apoio que necessitam.

 

Por exemplo, neste momento estão em plena floresta da Amazónia 4 alunos de uma Universidade Portuguesa a realizar um trabalho de campo para um estudo academico, esse grupo frequentou formação ministrada por nós durante duas semanas, nomeadamente, orientação, primeiros socorros, kit´s de primeiros socorros e sobrevivência, entre outros.

 

oz5.jpg

  1. Qual o objetivo para terem uma equipa de trail? Que benefícios já tiveram dessa parceria com os atletas?

 

A equipa de Trail que apoiamos, o Grupo Desportivo e Cultural de Recardães, é uma equipa de amigos, como já referimos anteriormente apoiamos sonhos e projectos. A equipa distingue-se pelo extraordinário espirito de camaradagem, entre eles e para com os outros. Queremos ajudar a manter o espirito de entreajuda e sao convivio tao tipico do Trail e atividades outdoor. Os resultados têm surgido por acréscimo, assim como o aumento dos elementos da equipa. Os beneficios, obviamente passam pela exposiçao da nossa marca, da nossa imagem. O espirito da nossa marca é transportada pelos nossos atletas para os trilhos. Queremos estar no negócio, tal como estamos no desporto, com elevacao.

 

  1. Como veêm o crescimento da adesão dos portugueses à corrida?

 

Muito positivo. É bom ver gente que durante anos foi sedentária a criar habitos saudáveis, tanto na prática desportiva como no plano alimentar. Depois deste boom (especialmente na corrida) agora é preciso que se eduque. Nao se pode correr uma ultra de 100km de um dia para o outro depois de se ter passado os últimos 10 ou 15 anos no sofá... É preciso educar e esclarecer. Médicos, nutricionistas, intructores, especialistas na área devem ter a palavra. De resto, muitos e muitos anos de desporto saudável. Quem já aderiu sabe bem o quanto a sua qualidade de vida melhorou!

Treino de Corrida pelas Subidas do Restelo - sábado 8 de Agosto

10928940_639571139480553_4586877899744423517_o (1)

Já conhecem a loja Running7 no Restelo? Nós já e gostamos, por isso, no sábado dia 8 de manhã vamos organizar um treino com partida e chegada na Loja. Aproveitem esta oportunidade para correr numa zona diferente da cidade. 


O Restelo é um dos nossos spots de corrida preferidos. Porquê? Porque tem pouco trânsito pelo que o ar é mais limpo e torna-se mais tranquilo correr na rua.


Assim, convidamo-vos a participar neste treino que arranca sábado dia 8 pelas 9h15 (ponto de encontro para arranque pontual às 9h30). O grupo será dividido em dois, um treino de 5-6 km e outro de 9-10 km. O ritmo será marcado pelo elemento menos rápido de cada grupo, pois, já sabem que ninguém fica para trás!


A loja Running7 irá  premiar os participantes deste treino com água e um brinde surpresa, por isso, temos vagas limitadas. Serão 50 vagas. Como tal, agradecemos que, para garantir o vosso lugar, enviem um email a eventosrunning7@gmail.com com o vosso nome e se preferem o percurso mais curto ou mais longo. O vosso lugar apenas será garantido mediante receção de um email de confirmação.


Relembramos que os treinos Correr na Cidade não são treinos organizados, apenas guiados, implicando que não há seguro coletivo nem cortes de trânsito pelo que apelamos a vossa responsabilidade para o cumprimento do código da estrada.

 
Vamos, toca a inscrever-te!

Marcas de Corrida: Uniformização ou Diversificação?

post marcas 3.jpg

Por Tiago Portugal

 

Altra, Brooks, Dynafit, INOV-8, ON Running, Pearl Izumi, Scott, Tecnica e Topo. Alguns destes nomes vos são familiares?


São só algumas das muitas marcas de sapatilhas de corrida que não estão disponíveis ou muito dificilmente se encontram em Portugal.  

 

Desde adolescente que adoro ténis, sapatilhas, sneakers, ou como lhes prefiram chamar. Lembro-me de ter 16 anos e ter uns Converse, não eram os All Star, desses também tive uns todos pretos, mas outro modelo que me compraram na base das Lajes e ostentava com o orgulho típico de um adolescente que calça algo que mais ninguém tem. 

 

Adorava aqueles ténis, iam comigo para todo o lado e foram meus fiéis companheiros durante largos anos. Apesar de esfarrapados e dos buracos achava que estavam mais do que próprios para ainda serem usados por um adolescente, mas era o único lá em casa a pensar dessa forma. Ainda não sei o que lhes aconteceu mas certo dia desapareceram. Recordo-me destes ténis com frequência, e apesar da internet nunca mais encontrei este modelo. Com os pés carentes de novos companheiros apaixonei-me de seguida por uns Puma Suede, amarelos com o símbolo em verde, comprei logo dois pares, era tudo a dobrar não fosse o diabo tecê-las e algo acontecer de novo.

 

Quando comecei a correr em 2011 não percebia nada de sapatilhas de corrida, inconscientemente ao pensar em corrida só me vinham três marcas à cabeça, Adidas, Asics e Nike, na altura não tinha sequer nunca ouvido falar da Salomon. Naturalmente o meu 1º par de ténis de corrida foi escolhido dentro das marcas já referidas, uns Asics Gel Enduro. Não o sabia na altura mas era um modelo de trail. Aos poucos com o despertar da paixão pela corrida comecei a reparar nos pés dos corredores e conclui que a maioria alinhava pela mesma bitola.

 

post marcas 1.jpg

O vício das sapatilhas e de calçar modelos originais e diferentes não desapareceu mas até recentemente era difícil arranjar outras marcas que não as já referidas. Infelizmente não existe em Portugal o conceito de LCL, loja de corrida local, se o conceito não existe em português tomo-o como meu. Se queremos ver e experimentar ténis temos que ir a grandes superfícies, Sportzone, Decatlhon, El Corte Inglês, à TAF (Pro Runner) ou a lojas específicas de algumas marcas, falo da realidade de Lisboa e arredores. 

 

Qual foi então a minha solução? Procurar na Internet e comprar por essa via. Não terei sido o único que recorreu a este método para ter uma maior diversidade na sua escolha de calçado de corrida, estrada ou trail, além de conseguir preços competitivos. 

Encontrei uns Montrail Badrock, que uso e abuso, comprados na Amazon UK por menos de 50 euros, modelo antigo mas fantástico, pena que estejam descontinuados e já não haja o meu número.

 

Voltando um pouco atrás e tentando ser crítico, eu sei e compreendo que Portugal e o mercado português seja pequeno e pouco interessante para algumas marcas, mas pelo menos em Lisboa ou no Porto, uma ou duas LCL podiam existir e com oferta diversificada. Hoje a oferta de modelos e de marcas é incomparavelmente melhor do que há dois ou três anos. É também verdade que estão lojas de desporto a abrirem, ainda recentemente o exemplo das novas lojas da Adidas e da New Balance na baixa de Lisboa, mas eu estou a referir-me a uma loja multimarcas, com uma oferta diversificada. Será que tinha sucesso no contexto atual?  

 

Nos últimos dois anos, algumas marcas têm vindo a apostar no mercado português, ainda que de forma tímida já é um começo. Algumas das marcas que já cá se encontram com facilidade, La Sportiva, New Balance, Newton, Puma, Reebok, Merrell, Skechers.

 

De quando em vez lá surge um oásis no meio do deserto e conseguimos vislumbrar e experimentar uns modelos da Hoka One One, Salming, The North Face, que só encontro nas bancas das provas de trail, INOV-8 ou outras.

 

post marcas 2.jpg

Mas porquê esta conversa agora? Porque vi um anúncio da New Balance no Saldanha e pensei que efetivamente a corrida está a crescer e veio para ficar, mas gostava de não estar tão limitado e ter mais liberdade de escolha. Poder ver, experimentar, calçar e comprar modelos de algumas marcas sem ter que o fazer às cegas na internet.

 

E vocês acham uma loja de corrida local é viável em Lisboa ou em Portugal? E que marcas gostavam de experimentar?

 

Boas corridas!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D