Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correr na Cidade

Desafios na corrida: verão e anemia

IMG_20160409_124548.jpg

Quando chega o verão às vezes se torna difícil manter os treinos, pelo menos para mim. Já devo ter escrito sobre este tema, pois constitui um desafio com o qual me enfrento todos os anos. Na verdade, já nem enfrento este desafio. Simplesmente reconheço-o e aceito-o. No verão corro menos, no verão treino menos. Ponto. No verão está calor e é para aproveitar para estar com amigos na praia, em churrascos e festas.

 

É por isso que nos meses de Setembro e Outubro ainda não em me aventuro em provas longas. É nesses meses que me dedico à recuperar a forma pré-verão. Este ano, tenho um desafio adicional. A maldita anemiaLembram-se de eu ter falado nela?

 

Foi no final de 2015 que descobri que sofria de anemia. Foram o cansaço extremo e dificuldades respiratórias que me fizeram ir ao médico. Rapidamente comecei a tomar suplementação de ferro. No entanto, o médico na altura, não fez análises profundas de forma a analisar qual a origem do problema. Seria falta de absorção ou falta de ingestão? Agora que estou “viciada” no ferro, já não se pode fazer essas análises.

 

Com a ajuda do ferro, tenho-me sentido muito bem. Nos meses de Janeiro a Maio estive forte, com bons desempenhos na corrida e na vida além-corrida. Agora estou então numa fase de “desmame”. Deixei de tomar a suplementação de ferro no início de Junho e vou ter que aguentar a anemia até Setembro. Nesses três meses, dá para fazer o desmame completo e voltar a fazer análises, desta vez bem completas, para atacar o problema na origem.

 

Enquanto estava a tomar a suplementação, tenho vindo a vigiar os níveis de ferro. Por exemplo, depois da maratona de Barcelona fiz analises ao sangue para ver se a corrida de longa distância teria um impacto imediato nos níveis de ferro e hemoglobina. Resposta: não. O ferro estava a fazer o seu trabalho.

IMG_20160409_131550.jpg

De momento, em fase de desmame e em pleno de verão, tenho corrido pouco. Na verdade, os sintomas do cansaço e leveza na cabeça às vezes atacam. No entanto, mantenho a minha prática de yoga (que já não é diária, mas continua a ser pelo menos 3x por semana) e as aulas de RPM às segundas-feiras. A pouca corrida que tenho feito tem sido com a Run in Portugal, um projeto de guiar turistas a correr pela cidade. É muito giro. Cada corrida é com uma pessoa diferente, de uma origem diferente e por um percurso diferente. Mas tenho que ter cuidado para dar o devido descanso ao corpo.

 

Este fim-de-semana estarei por Lagos, por motivos profissionais. Irei aproveitar a minha estadia cá para participar na Corrida da Baía de Lagos. É uma corrida gratuita de 3km pela areia da Meia Praia. Vamos ver como corre. Nunca participei numa prova tão pequena nem numa prova em areia : )

 

E vocês, como se safam a correr no verão?

Fim de semana Luxury Fitness no Cascade Wellness & Lifestyle Resort

20150725_195013.jpg

Por Nuno Malcata

 

Férias não significa necessariamente paragem na vida saudável, embora no meu caso férias costumem ser sinónimo de ócio, gula e muita preguiça.

 

Contrariando esta tendência natural, aceitei o convite do CASCADE WELLNESS & LIFESTYLE RESORT em Lagos para conhecer o resort e o seu programa "Luxury Fitness Holidays", um programa com acompanhamento em 3 áreas,  fisioterapia, nutrição e fitness, com pré-avaliação em cada uma das áreas e apoio personalizado nas sessões de exercício indoor no ginásio ou outdoor.

 

Cheguei a Lagos com a minha mulher Joana na sexta e fomos muito bem recebidos no Cascade desde o check-in, ao quarto detalhadamente preparado, a com um fantástico Gin feito pelo Barman Bruno no bar onde relaxámos num final de tarde muito tranquilo.

10982310_10153137264739958_6048131487371028235_n.j

 

Terminámos estas primeiras horas no Cascade com o jantar no restaurante Senses. Uma das áreas cruciais do programa é a nutrição e esta é especialmente preparada com a assinatura do Chef Luís Batalha, além de nutritiva e equilibrada é deliciosa.

 

pizap.com14382112663031.jpg

Para sábado estavam reservadas as componentes de avaliação e um bootcamp.

 

O dia começou bem cedo: conhecemos o PT Michele Mellone e a sua equipa, e enquanto aguardei pela hora das minhas avaliações passeei pelo resort, ficando a conhecer as várias áreas de lazer, e aproveitámos para relaxar um pouco junto à piscina do Spa.

 

Feitas ao final da manhã as avaliações de nutrição, fisioterapia e física com especialistas em cada uma das áreas para perceber como seria efetuado o programa para a semana, percebi que a dedicação da equipa é grande e vital para os resultados obtidos por quem procura este programa.

pizap.com14382116437351.jpg

Para o final da tarde o PT Michelle Mellone e a sua equipa prepararam para o grupo um bootcamp outdoor com 2 partes. A primeira no relvado dos campos de futebol do resort, campos normalmente utilizados em estágios de equipas profissionais como foi o caso recente do Aston Villa de Inglaterra, onde fizemos aquecimento com corrida e exercícios seguido de um exigente percurso de obstáculos. A segunda parte do bootcamp teve lugar no ginásio do resort, o CASCADE GYM BY AXN CLUB 100, com o grupo dividido em 2 areas com diversas estações onde a equipa explicou cada uma das estações. Fizemos cada uma das áreas executando o exercício de cada estação durante 30s com uma paragem entre cada uma de 20s, no final estava arrasado mas com um sorriso bruto de satisfação. O bootcamp terminou com uma sessão de alongamentos pela responsável da área de fisioterapia, sessão que fez o retorno à calma da melhor forma.

 

pizap.com14382121759361.jpg

O dia terminou com mais um cuidado e delicioso jantar no restaurante Moods.

 

No Domingo, a manhã ficou reservada para a componente mais relaxante do programa com uma massagem no Tanai Spa, um último mimo num cuidado programa, num resort com uma qualidade acima da média, onde a atenção ao cliente é permanente. 

pizap.com14382124545561.jpg

 

 

Um fim se semana que deu a mostrar um pouco do que se pode encontrar no programa Luxury Fitness Holidays, que não estando ao alcance de todos, fará com certeza diferença para aqueles que dele possam usufruir, eu no meu caso adorava voltar para o programa completo. 

 

A segunda prova das "quatro em linha"

Por Bo Irik: 

 

Em 1999, os meus pais, holandeses, tiveram a excelente ideia de emigrar. Assim, mudámos, juntamente com a minha irmã, da Holanda para, para mim, das cidades mais lindas de Portugal:  Lagos.

 

Tendo estudado e crescido em Lagos dos dez aos dezoito anos de idade, esta cidade é a minha casa, apesar de residir, com muito gosto, em Lisboa.

 

Foi por isso, que, quando ouvi falar da Meia Maratona de Lagos e vi que não tinha provas no fim-de-semana do dia 4 de maio, não hesitei e inscrevi-me logo. Na altura, aproveitei uma campanha e paguei apenas 4€, valor da inscrição que incluía tshirt, lembrança e as tradicionais águas, fruta e barras de cereais no final da prova.

 

Segundo a organização, “Para a edição de 2014 o Olímpico Clube de Lagos criou uma parceria com a Marina de Lagos de modo a relançar esta competição no panorama Nacional. Pela primeira vez em Portugal uma corrida vai ser disputada em cima de água, pois o percurso contempla a passagem por um dos pontões de amarração da Marina de Lagos!”

 

Estava ansiosa; iria ter os meus pais a apoiar-me pela primeira vez numa prova de corrida e nunca tinha participado numa prova tão pequena, com apenas 628 atletas inscritos. Após ter obrigado os meus pais a comer massa durante os dias antes da prova (estava a ficar na casa deles), no domingo de manhã sentia-me bem e dirigi-me à partida, na Marina de Lagos.

 

Na Marina, rapidamente encontrei alguns amigos do Correr Lisboa, o João Rodrigues, Pedro Carvalho, o Bruno Dias e Heitor Santos Cardoso, bem como a Carla Pereira que os acompanhava enquanto cheerleader e fotógrafa (destas fotos - obrigada!).

 

Perante o calor que se fazia sentir (e ainda por cima não conseguia ligar o meu Sony Walkman MP3 que usaria pela 2ª vez), adaptei o meu objetivo inicial dos 1 hora e 50 minutos para: disfrutar da viagem e correr confortavelmente sem andar. Pois, não fui feita para o calor, e foi um verdadeiro desafio, um teste à minha resiliência. Com estes objetivos em mente, a prova correu lindamente; após umas boas subidas na cidade, tivemos a oportunidade de correr dentro da Marina, junto aos barcos e houve uma passagem na ponte levadiça.

 

O novo mindset e apoio do João Rodrigues fizeram com que conseguisse adiar a chegada do diabinho mau que me manda parar (ver artigo – http://corrernacidade.com/race-report-meia-maratona-rock-n-302278) para o km 20. Este km parecia não ter fim, pois havia muitas curvas e meias voltas em vez de uma meta à vista, mas lá consegui acelerar na reta final, apoiada pelos meus pais e amigos. Gostei muito da prova e também gostei muito da estreia em prova dos Salming Distance, que se comportaram muito bem – review em breve.

 

Esta foi a segunda do meu "Quatro em Linha" – 4 provas de cerca de 21km em quatro fins-de-semana seguidos: Meia Maratona de Madrid, a de Lagos, o Trail de São João das Lampas e ainda a Meia Maratona do Douro Vinhateiro. O Trail das Lampas também já fiz; agora que venha a Meia Maratona do Douro Vinhateiro!

 

Também vais?

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D