Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correr na Cidade

Entrevista: Katarina Larsson

Por Liliana Moreira e Bo Irik:

 

Quem já participou nos treinos Just Girls certamente que já conhece a Katarina Larsson, já que a atleta já foi guia em várias edições destes treinos. Para nós, girls do Correr na Cidade, a Katarina é uma grande inspiração, seja pela sua personalidade, pelo seus êxitos enquanto atleta... e profissional... Descubra um pouco mais acerca desta triatleta do Sporting:

KL2.jpg

Conta-nos sobre ti; a tua origem, quando vieste a Portugal e porquê e qual a tua profissão?

Bem, o que dizer de mim! :o) Meu nome é Katarina Larsson. Nasci em Malmö, na Suécia, no dia 28 de dezembro de 1984. Hoje eu tenho dupla nacionalidade, a Portuguêsa e Sueca. Devido ao trabalho do meu pai, vivi em vários países quando era mais jovem, pelo que considero que tive uma educação e juventude bastante internacional. Em 2004, recebi uma proposta para ir trabalhar para Portugal, através da Tetra Pak Tubex, uma empresa multinacional de origem sueca, que fabrica embalagens para alimentos. Não hesitei. Vivo cá há quase 11 anos e continuo a adorar viver cá! Atualmente assumo a função de Supply Chain Manager na fábrica da Tetra Pak em Carnaxide.

 

O que surgiu primeiro na tua vida, a corrida ou o triatlo? Com que idade?

O desporto sempre constituiu uma grande parte da minha vida. Mal sabia andar, comecei logo a correr :o) Quando era mais jovem pratiquei atletismo, equitação e joguei um pouco de basquete. Foi só em Portugal que me familiarizei com o Triatlo. Em 2005, ganhei a primeira edição da Marginal a Noite e um treinador de triatlo desafiou-me a tentar triatlo. Levou algum tempo para começar nestas andanças, pois só comecei a dar algum foco real ao triatlo em 2009-2010.

 

Qual o teu maior orgulho na tua carreira enquanto atleta? Quais os teus objetivos futuros?

É uma pergunta difícil. Eu acho que o primeiro momento especial foi quando ganhei a minha primeira Taça de Portugal em 2010. A medalha de ouro no Campeonato Europeu, no meu escalão, em 2014, também foi um momento muito especial. Ganhar o título nacional em Time Trial (bicicleta), em 2014, também foi muito cool. Foi a minha primeira prova de bicicleta e não estava nada à espera de ganhar a classe elite. O ano passado, foi uma enorme honra representar a equipa elite nacional na Taça da Europa em Quarteira. Este ano, em 2015, vou-me aventurar em distâncias mais longas em Triatlo; preciso de um novo desafio. O objetivo principal é adaptar-me à distância e divertir-me, claro!

KL.jpg

Qual o teu plano típico de treinos? Em termos de corrida, quantos km/horas são por semana?

Tento treinar pelo menos 17-20 horas por semana. Nado 5 vezes por semana, corro pelo menos 5 vezes e bicicleta 3 vezes. Tudo depende dos meus objetivos. Às vezes concentro-me mais na natação e corrida, outras vezes na bicicleta e corrida. Costumo treinar duas vezes por dia, exceto na quarta-feira quando só tenho uma sessão intensiva de pista na parte da tarde.

Numa semana normal corro cerca de 60 quilómetros.

Um dia típico para mim seria:

  • 05:40 - Acordar
  • 06:15 - Nadar (1,5 a 2 horas)
  • 9:00-18:00 – Trabalho
  • 19:00-21:00 Segundo treino do dia (bicicleta, correr ou as duas coisas)
  • 21:30 - Jantar
  • 22:30 - Deitar

 

Já experimentaste trail running?

Não, mas adoraria!

 

Em que medida a utilizaçao de material compressor ajuda na tua prestação e/ou recuperaçao? Quais as tuas peças favoritas?

No meu caso, sinto que material de compressão ajuda principalmente na recuperação de provas e treinos duros. Adoro as Full Leg da Compressport para recuperação e as perneiras R2 são excelentes durante o treino.

 

Uma dica sobre o equilíbrio vida profisisonal / vida de atleta:

Nem sempre é fácil encontrar o equilíbrio, mas é possível. Para mim, para conciliar as horas de treino, um trabalho a tempo inteiro e ainda a minha vida social, preciso de ter muuuuuita disciplina e planear bem os dias. Também é importante ter um treinador que compreenda a importância da tua vida profissional e pessoal também e que assim possa adaptar o plano de treinos consoante a nossa vida.Com estes três elementos -disciplina, organização (planeamento) e um treinador flexível – acredito que é possível obter um equilíbrio saudável. Outra coisa muito importante é definir objetivos. Precisamos entender porque é que investimos em tantas horas de treino durante uma semana e manter-nos motivados. O que é que nos leva a acordar para um treino de manhã cedo e o que é que nos faz descobrir aquela pouca energia que precisamos para fazer outro treino ao final do dia?

 

Uma dica sobre a alimentação:

Não ficar muito obcecado/a com determinada dieta. É fácil ser apanhado/a por uma dieta e pode não ser positivo. Tente comer um pouco de tudo. Eu acredito que se uma dieta equilibrada, sem grandes restrições mas sim moderação, o corpo vai encontrar um equilíbrio.

---

Bom, parece que vamos ter mais um Just Girls Go Trail em breve! :)

Compressport apoia treino Just Girls



Amanhã vamos ter estas duas atletas, Sofia Simões (nos 5K) e Katarina Larsson (nos 10K), a apoiarem as restantes super atletas que vão participar no treino Just Girls. Quem as conhece já sabe que "transpiram" simpatia e incentivos para todas as corredoras. Para além disso vamos ter os pernetes da Compressport para serem testados pelas Just Girls em mais uma testing zone desta marca suíça.

Race report: Corrida Sempre Mulher

Por Ana Sofia Guerra:

 

No passado dia 6 de Abril realizou-se mais uma prova no centro da cidade de Lisboa, a Corrida Sempre Mulher. Esta prova tem como objetivo apoiar todas as mulheres que lutam contra o cancro da mama. Nesta corrida prova fui a única representante da minha crew a participar e, por isso e não só, não podia ficar nos últimos lugares da competição. 

 

Algumas amigas participaram na caminhada mas aquilo era pouco para mim, e não resisto a uma boa competição. O objetivo era aproveitar a curta distância (5K) para melhorar o meu tempo.

 

O aquecimento começou logo às 9h ao tentar apanhar o comboio. Não estou habituada a andar de transportes públicos. Mas tenho a agradecer à Fertagus que ofereceu a viagem de comboio a todos os que tinham o dorsal para esta corrida. Quando chego aos Restauradores, o ambiente era fantástico: imensas mulheres a cantar e a dançarem antes da prova, a tirarem fotos e a fazerem o aquecimento. E eu fiz o mesmo. 

 

Ao soar o tiro de partida sabia que tinha duas subidas algo complicadas para fazer: a Av. da Liberdade e a Av. Fontes Pereira de Melo. Uma delas fez-me recordar a dificuldade que tive na Night Run do ano passado, mas eu sabia que estava bem preparada. Respirei fundo e lá fui eu. 

 

Ao longo do 1ºkm apercebo-me que o tempo aqueceu bastante e, mais uma vez, tinha vindo correr com roupa a mais. Sempre me dei mal com o calor e a correr pior ainda. 

 

Passada a primeira dificuldade começa a subida em direção ao Saldanha. Pelo caminho começo a cruzar-me com as atletas que já iam em direção à meta e lá encontro a Katarina Larsson do SCP que participou no último treino Just Girls. E lá respondeu ao meu aplauso com um sorriso simpático.  

 

Na volta de regresso e ao chegar ao Marquês de Pombal começo a avistar as caminhantes e daquele grupo destacam-se umas quantas que aplaudem e gritam o meu nome. Acho que até àquele momento, elas não acreditavam que eu corria mesmo. 

 

Ao avistar a meta e com menos de 500m para percorrer, começo a acelerar. Mas lá aparece a minha dor no lado direito que me anda a atormentar alguns treinos de velocidade. Tenho de perder mais peso e respirar melhor. 

 

Ao passar a meta olho para o meu telemóvel e reparo que fiz um tempo médio de 6.15. - O quê? Isto está avariado! (pensei eu). Mas não, era real. Foi o melhor tempo que fiz até hoje, quase 1 ano após ter começado a correr a sério.

 

No total foram 31.30m, a minha prova mais rápida. 

 

O mais engraçado desta prova foi a boa disposição das participantes: amigas, avós, mães, filhas, crianças, cães; até uma senhora de bengala muito simpática que me deu um sorriso enorme ao chegar à meta. E, à chegada, todas cantavam "We are the champions". Tudo isto por uma boa causa!

Manhã divertida com a Compressport

No passado dia 29 de março estivemos, a convite da Compressport Portugal, no primeiro Testing Zone Limited Edition , que se realizou na Marina de Oeiras.O treino tinha como hora marcada as 10:00, mas por volta das 9:15 boa parte já estava presente no local de modo a poder levantar tanto as t-shirt Técnicas como as Meias Compressoras R2, que gentilmente foram cedidas pela Compressport de modo a poderem ser testadas.

 

Estava uma manhã fria, mas ao contrário dos dias que antecederam, não choveu e fomos contemplados por um sol que nos acompanhou ao longo do treino e abrilhantou o excelente convívio entre todos.

 

Após o aquecimento, as cerca de 150 pessoas presentes dividiram-se entre os quatro grupos de corrida que foram criados, quer seja em termos de distância quer em termos de tempo por km que foram previamente estabelecidos.

 

Mesmo, ainda, sem o ritmo de treino que pretendo alcançar, optei por ir no grupo dos 10kms –“Nível II” liderado pela, sempre simpática, triatleta profissional Katarina Larsson. Apesar de ser uma distância a que estou habituado, o ritmo suposto seria de 5:30\km, um pouco rápido para a minha condição física, mas que abracei o desafio com muito entusiasmo.

 

O Stefan já mais habituado a ritmos mais rápidos, optou pelo grupo dos 10 km – “Nível I“ liderado pelo Sérgio Silva, profissional de Duatlo e Atletismo, que iria fazer com que o grupo corresse a um ritmo de 4:30/km.

 É muito difícil, em qualquer treino que se divida em grupos, que todos consigam ir juntos, e isso aconteceu, quer fosse no meu grupo quer no grupo do Stefan. Mas mesmo tenho vários atletas espalhados pelo longo percurso pedonal no passeio Marítimo de Oeiras, deu para partilhar ideias e incentivar os restantes por quem passávamos.

 

Nos primeiros 3 kms, acompanhei a Dina Alves, que encontrei logo no início da corrida, e com quem já tinha iniciado a Meia Maratona da Ponte Vasco da Gama. Falamos um pouco, e como ela estava a voltar as corridas após um período de recuperação. A partir do 3 km, tentei puxar um pouco mais por mim, para tentar ver se não me distanciava muito do ritmo imposto para o grupo onde estava.Não os consegui alcançar, mas terminei com uma média de 5:36, o que indica que o grupo me enganou e certamente andou muito próximo dos 5m/km.

 

O Stefan fez um excelente treino e conseguiu ir sempre na frente do grupo, e trocou informações com o atleta profissional Sérgio Silva.O entusiasmo foi tanto que este último grupo terminou os 10kms com uma média de 4:16m/km.

 

Sempre muito simpático e acessível, o Sérgio elogiou bastante a condição do Stefan, tal como a própria Katarina Larsson. É sempre bom sermos reconhecidos pelo nosso empenho, para mais vindo de quem vem. Foi um grande estímulo para o Stefan, certamente serão palavras que ele não irá esquecer, e que o levarão a voos mais altos.

 Em termos dos pernetes compressores R2 que tivemos oportunidade de testar, não será apenas com um treino, e de apenas 10kms que podemos dar um feedback realista, no entanto e por experiência de várias atletas do Correr na Cidade Running Crew que já as usam, as opiniões divergem um pouco. Para alguns, no caso do Stefan, são excelentes, principalmente em Ultras Maratonas - das quais nunca dispensa.Para outros, não notam qualquer efeito durante a corrida, mas que são indispensáveis no pós, durante a recuperação, como o caso do Filipe.Já a Natália, sente-se confortável a usa-las, quer em corrida quer na recuperação.No meu caso, ainda não tenho grande ligação com as mesmas de modo a emitir uma opinião valida, no entanto espero no decorrer dos próximos treinos e provas poder dizer algo mais.

 

No final do treino, fizemos os respetivos alongamentos e recebemos um saquinho com algumas ofertas.Antes de nos despedirmos, deu para tirarmos umas fotos com a Katarina ,com o Sérgio, e com a Sofia Simões -  uma das caras da Compressport Portugal.

Pessoas muito simpáticas e que nos fizeram ficar com vontade de nos voltarmos a encontrar num próximo treino/evento.

 

os créditos desta imagem são da Compressport

 

Celebrar as mulheres que correm


E este sábado realizou-se mais um treino Just Girls, organizado pela crew do Correr na Cidade. Evento que, tal como indicámos aqui anteriormente, teve ligações internacionais ao Internacional Women's Day Run onde várias crews de corrida organizaram treinos para mulheres em várias cidade do globo. O nosso treino representou Lisboa e Portugal. 

 

Descrevendo o Just Girls, o 4ª treino nestes moldes (o 1º realizou-se em junho de 2013)  só existe uma palavra: fantástico! Foram 60 mulheres de vários pontos do Barreiro a Massamá, até de Santarém que vieram treinar connosco, com a simpática e sempre disponível Katarina Larsson (atleta do Sporting Clube de Portugal) e com a Sofia Simões da Compressport, que deu o aquecimento e uma aula de fortalecimento do core no final.

Algumas mulheres fizeram caminhada, outras correram 5K e outras 10K, mas o sucesso deveu-se, sobretudo à partilha de experiências e à identificação entre as corredoras, mais ou menos experientes. Foi mesmo fantástico, não é exagero.

 

Para este treino tivemos a ajuda de dois fotógrafos profissionais, um deles faz parte da nossa Crew, o Nuno Ferreira (que inclusive trouxe a sua mulher desde Santarém para correr). As fotos que se seguem (e a do topo deste post) são da autoria, e para conhecerem melhor o seu trabalho basta visitarem a sua página profissional aqui.  Sobre o outro fotógrafo, o Bruno Veiga, falaremos noutro post com as fotos de sua autoria e onde iremos falar do treino com mais detalhe e, não menos importante, das empresas que apoiarem este 4º Just Girls. Voltando às fotos (as do Nuno) publicamos neste post algumas mas se clicarem aqui podem ver muitas mais. 

 

Celebrou-se o Dia Internacional da Mulher e celebrou-se o bem-estar, a saúde e a actividade física. Ou seja, a manhã perfeita de um sábado a cheirar a primavera.

 

 

 

Just Girls: preparadas?

 

Como sabem no próximo dia 8 de março, sábado, pelas 10h, com partida em Algés, vamos organizar mais um treino Just Girls. Exatamente, um treino só para elas!! As inscrições ainda não abriram, mas será para breve - estejam atentas ao blog e ao Facebook do Correr Na Cidade. Neste treino a participação, por uma questão logística, será para o máximo de 60 mulheres que irão correr as distâncias de 10K, 5K (que podem ser feitos a correr ou a andar). 

 

Uma das marcas que tem estado connosco desde o início destes treinos (este será o 4º) é a Compressport. E vamos ter a Sofia Simões, responsável da marca, a dar o aquecimento e os alongamentos finais, mas não só. Iremos ter uma atleta de alta competição para a dar o treino na distância de 10K, nada mais nada menos que Katarina Larsson, atleta Compressport e do Sporting Clube de Portugal. Preparadas??

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D