Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correr na Cidade

Correr faz bem… à amizade

27867809_1597089493705709_9133906586985116442_n.jp 

Por: Filipe Gil

 

Já todos nós sabemos de cor e salteado que correr faz bem. Ficamos mais magros, respiramos melhor, ficamos mais tonificados, mais saudáveis - isto enquanto não nos metemos naquelas aventuras de 50 quilómetros ou mais.

 

Mas uma das coisas que poucos falam é como correr faz bem à amizade. Aliás, faz mesmo muito bem. Fiz bons amigos na corrida – também arranjei uns ódios de estimação, mas isso tem a ver com a minha natureza intempestiva.
Dizem, quem acredita nas coisas de zodíaco que nós carneiros somos assim. Por isso, deal with it!

 

Mas voltando ao que interessa, correr faz mesmo bem à amizade. E no passado domingo tive, mais uma vez, a prova disso. Fomos 4 correr para Sintra. E eu, que ainda ando em recuperação da perna partida tive a atenção dos outros três para que nada falhasse. Esperaram por mim, com muita paciência, nas descidas – onde o meu medo que algo corra mal é muito grande.

 

Incentivaram-me, deram-me força. Cuidaram de mim, sem nunca serem paternalistas. Como se diz em inglês: “priceless”. Foi quase um treino à medida, com três alfaiates que me vestiram com os melhores trilhos de Sintra na minha condição. Quem sabe, e faz disto da corrida, um hobby, sabe que a correr dizem-se coisas tão parvas como sérias. Tão apropriadas como disparatadas. E essa partilha fomenta a amizade.

 

Podemos até cometer o erro de passar um par de horas a correr ao lado de quem não nos identificamos – nas provas não conta – mas garanto-vos que não repetimos isso muitas vezes. Correr, treinar, sofrer durante um par de horas e com prazer, só ao lado de amigos.

 

E no fundo, a corrida é só um pretexto. Podia ser a andar de bicicleta, a surfar, a andar de skate ou numa partida de futebol ou padel. O segredo é mesmo juntar o exercício físico e partilhar a experiência com os amigos.

 

E vim de Sintra como novo.

Os benefícios da Corrida para a nossa Saúde

tumblr_inline_njaw9vjGm41s0c7pi.png

Já muito se escreveu sobre os benefícios da prática desportiva na saúde e as melhorias para o nosso bem-estar que uma corrida regular pode trazer.

 

No entanto, nunca é demais relembrar que uma corrida bem enquadrada no nosso dia-a-dia, sem causar stresses no ambiente familiar e profissional, melhora significativamente a nossa saúde e traduz-se numa panóplia de benefícios diretos e indiretos, que serão mais ou menos intensos e marcantes quanto mais o nosso treino for regular e moderado.

 

Benefícios diretos

 

  • Melhoria do funcionamento do sistema cardiovascular e consequente redução do risco coronário o que se traduz numa menor probabilidade de enfarte;

 

  • A corrida, mesmo moderada é suficiente para elevar as taxas de colesterol bom no sangue (HDL), lipoproteína de alta densidade;

 

  • Diminuição dos triglicerídeos, um tipo de gordura presente no sangue, que quando está acima de 150 ml/dL em jejum, aumenta o risco de doenças cardíacas e de derrame por exemplo;

 

  • Melhoria da circulação sanguínea;

 

  • Redução da frequência cardíaca-base;

 

  • Aumento do VO2 máximo e do débito cardíaco e consequente melhoria da oxigenação dos músculos;

 

  • Baixa ligeira da pressão arterial através da redução das resistências periféricas. Através da vasodilatação conseguida pelo exercício físico o sangue circula melhor nos pequenos vasos sanguíneos situados nas extremidades do corpo;

 

Benéficos indiretos

 

  • Redução do tabagismo e diminuição da vontade de fumar;

 

  • Perda de peso e/ou diminuição do volume abdominal;

 

  • Alívio da tensão acumulada;

 

  • Baixa da tensão arterial fruto de novos hábitos, menos tabaco, menos peso e menos stress;

 

  • Modificação dos hábitos e da dieta alimentar.

 

Apesar de todos os benefícios supramencionados é preciso ter alguns cuidados quando se inicia na prática de qualquer atividade física tais como marcar uma consulta com o nosso médico e de preferência efetuar exames médicos completos antes de dar os primeiros passos no mundo da corrida.

 

Alguns fatores de risco condicionam a prática da corrida e necessitam de apoio médico de forma a assegurar que podemos começar a correr de forma regular. Tabagismo, hipertensão arterial, obesidade e diabetes são alguns desses fatores de risco.

 

Da mesma forma, correr de forma exagerada e sem respeito pelo nosso corpo ou períodos de descanso é prejudicial para a nossa saúde.

 

Os efeitos mais favoráveis da corrida para a saúde decorrem da prática com um ritmo cardíaco inferior a 80% do nosso máximo. A aposta deve ser em primeiro na resistência e não na velocidade.

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D