Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correr na Cidade

A corrida das mulheres, vamos?

cm.jpg

 

No dia próximo 15 de Maio realiza-se a 11ª edição da corrida cujo lema é “Correr, Marchar ou Caminhar por uma boa Causa” e onde as mulheres serão o centro de todas as atenções.O objectivo desta prova é angariar fundos para a compra de aparelhos de rastreio de cancro da mama e, desta forma, apoiar a Liga Portuguesa Contra o Cancro e a Sociedade Portuguesa de Senologia.

 

A prova terá início na zona das Docas e da Ponte 25 de Abril e terminará na Torre de Belém, tendo o rio Tejo como companhia ao longo de percurso. Animação será a palavra de ordem e, para tornar o aquecimento mais divertido, o cantor Bonga e as suas bailarinas irão actuar no palco da partida.

 

Nesta prova irão participar muitas caras conhecidas como a atleta Rosa Mota, a actriz Adelaide de Sousa, a Maya, a Mónica Sintra, a Nucha, a Paula Marcelo e a Mónica Sofia. Também não podiam faltar as estrelas do atletismo feminino nacional como a Ana Dulce Félix, a Ercília Machado, a Joana Costa, a Catarina Ribeiro, a Daniela Cunha e a Leonor Carneiro. Como atletas convidadas internacionais estarão a vencedora da Maratona de Londres deste ano, Jemima Sumsong, a Lucy Kabuu, a Shure Demise e muitas outras que são uma verdadeira fonte de inspiração.

 

Nesta prova não importa a distância (5 Km), nem quem chega em primeiro, nem mesmo se vai a correr ou a andar. O que realmente importa é que traga uma amiga, uma familiar, uma vizinha e ajude esta causa. Vamos pintar a zona ribeirinha do Tejo de cor-de-rosa e animar esta festa!

Night Run em Vendas Novas

Collage1.jpg

Por Liliana Moreira:

 

No passado dia 6 de Março, eu e o Luís estivemos a representar o Correr na Cidade em Vendas Novas para a 2ª edição do Night Run Seaside no âmbito das comemorações do município relativamente ao Dia Internacional da Mulher.

 

De fazer notar que esta prova é pensada para todos, pois para alem do seu percurso de 5km, que podem ser feitos a correr ou a caminhar, tem um valor de inscrição perfeitamente acessível (cerca de 3€) com a particularidade de metade do seu valor reverter para uma instituição de solidariedade social. Se em 2014 a Associação Laço foi a visada, este ano foi a APAV a receber o apoio angariado. Vendas Novas para mim sempre foi um local de passagem para outros destinos ou de “peregrinações” às suas famosas (e deliciosas) bifanas… confesso, que pouco ou nada conhecia desta cidade para além da estrada nacional que a atravessa. O convite foi feito e por isso vimos a oportunidade perfeita para juntar duas das coisas que mais gostamos de fazer… correr e comer! :)

 

Quando chegamos faltava pouco menos de uma hora para o inicio da prova. A partida, mesmo em frente às piscinas municipais, já estava montada e terminavam os últimos ajustes. Pequenos grupos de participantes começavam a juntar-se e vinham animados apesar do fresquinho que se fazia sentir. Fomos muito bem recebidos e ao levantar os dorsais a organização explicou-nos que as 1200 inscrições tinham esgotado, sendo que cerca de 400 para a corrida e as restantes para a caminhada. O kit de participante para além do dorsal (que por mais 1,5€ podia ser personalizável) continha a tradicional t-shirt técnica alusiva à prova… simples, eficaz e a um bom preço. Por aqui aqui se vê que não é pelas t-shirts que as provas andam caras… mas isto é tema que dá pano para mangas e pode ficar para outro post.

 

Começaram a agrupar os participantes para a linha de partida e o aquecimento foi dado aos ritmos calientes da Zumba, ainda houve um flash mob que não tive oportunidade de assistir. Nesta fase já estava em “modo corrida” e só queria sair por ali a fora. Quem me segue pelo Strava já terá tido oportunidade reparar que os meus últimos treinos têm sido dedicados a distâncias curtas, mas a ritmos mais “elevados” que o meu normal (não, ainda não rolo a 4:30/km :P ). O objectivo tem sido aumentar a minha capacidade de cardio que foi desde sempre muito baixa. Foi também por isso que esta prova parecia que tinha caído do céu pois iria permitir avaliar se o trabalho que tenho vindo a realizar dá frutos. Seria portanto uma prova rápida, em que as mulheres corredoras iriam sair primeiro e cerca de 1 minutos depois os homens, saindo por ultimo o grupo da caminhada. O combinado era encostar à direita para depois o Luís apanhar-me e puxar por mim até à meta. E foi o que aconteceu… vá, mais ou menos!

 

Fiquei bem colocada na linha de partida e após um discurso rápido de um jovem, que também é o Presidente da Câmara de Vendas Novas, deu-se a saída das quase 200 corredoras a um ritmo alucinante pelas ruas da cidade, com um grupo de ciclistas a abrir caminho. Cometi o erro parvo de me deixar levar pelo entusiasmo e fiz o meu primeiro km a 5:19… o que é muuuuito longe da minha zona de conforto! Algures nesse 1º km vejo os homens a passar a todo o gás, sabia que não tardaria muito que o Luís me apanhasse… dito e feito! Também vinha entusiasmado, mas logo estacou ai. É muita areia para a minha camioneta e claramente para me acompanhar teria de ceder o ritmo dele ao meu. Foi um gentleman e ficou comigo até ao fim <3

 

Percorremos as ruas quase planas da cidade e passamos por algumas zonas, que talvez por serem mais antigas, me fizeram lembrar as aldeias alentejanas. Houve sempre gente na rua a assistir mas nem sempre houve muito entusiasmo a ver-nos passar. Esta prova não me correu como tinha planeado… a minha espectativa talvez tenha sido demasiado elevada e a falha na gestão do esforço inicial também não ajudou! Ao fim do 2º km deu-me o “real peido mestre” (crew, posso escrever isto?! :P ) e o ritmo baixou significativamente. Não fui forte e deixei a frustração entrar…ouvi-me a mim mesma a dizer “não consegues” vezes sem conta! Vi essa mesma frustração estampada no Luís, mas porque me queria ajudar e para isso eu tinha de sair daquele registo derrotista. A verdade é que se nós próprios não acreditamos não é pelo acreditar dos outros que vamos conseguir. As pernas só vão para onde a cabeça manda. São clichês facebookianos, mas são bem reais. 

Collage2.jpg

 

Dei por mim a fazer fartlek durante a prova… ora acelerava, ora baixava o ritmo. Era o reflexo da minha luta interna. Duas Lilianas a discutir violentamente para ver quem tinha razão e eu ali no meio à espera que uma delas se decidisse… a 500 metros da meta chorei. Não tive vergonha de o fazer apesar do público. Sentia-me infeliz. Só sai deste ciclo vicioso quando me distraí ao ver que a meta estava instalada numa pista de atletismo! Uau, não fazia ideia que Vendas Novas tinha estas instalações desportivas e que este era este o nosso destino. Nunca pensei dizer isto, mas soube-me lindamente pisar aquele tartan azul.

 

Terminamos juntos, mesmo atrás de um grupo de amigos super bem dispostos que, entre perucas coloridas e gargalhadas, decerto aproveitaram o percurso melhor do que eu. Acho que só aí voltei a sorrir. Na meta tínhamos água, uma barra de cereais e muita gente à nossa espera. Vendas Novas e arredores saíram à rua!! Obriguei-me a ignorar o resultado no relógio GPS, tentei descontrair e apreciar a festa que ali se fazia. Só nos apercebemos que ainda tínhamos uma viagem para fazer quando o estomago deu horas e a ideia da bela bifana nos fez salivar. A prova podia não ter sido feliz, mas isso não significa que me tivesse de penitenciar (ainda mais). Já que ali estava, venha ela!! :) Para quem resistiu a uma só dose levamos à vontade mais de 1h sentados à mesa do café O Silva (sempre cheio!), com o Luís a dar-me uma “ensaboadela” psicológica. Obrigada, foram preciosas aquelas palavras… não foram as mais floreadas mas foram as que precisava de ouvir! O regresso a casa foi tranquilo.

 

Só no Domingo é que voltei a pensar sobre o que se passou e fui ver as classificações. Apesar do atleta mais rápido ter sido Orlando Ramos, Raquel Trabuco foi a vencedora com 17’49’’ de prova, pois a prova masculina não tinha cariz competitivo. O meu resultado foi de 29’27’’, ficando no 88º lugar de 178 classificadas, o que significa um ritmo médio ligeiramente abaixo dos 6:00/km. Friamente sei que sou capaz de fazer melhor. Alias já o tinha feito numa mesma distância dois dias antes durante o treino do Gang PR em que o CnC participou. Reparei também num pormenor curioso, apesar de termos cruzado a meta ao mesmo tempo, oficialmente o Luís terminou a prova exatamente 1 minuto antes de mim… o que não faz muito sentido, pois se era para cruzar a meta sozinho facilmente o teria feito muito abaixo desse tempo. Mas também o que é que isso interessa agora?

 

Pelas piores e melhores razões esta prova ficará como um marco histórico para mim e tentarei não perde-la no próximo ano… temos umas contas a ajustar, porque Vendas Novas é muito mais do que bifanas!

Collage3.jpg

Também podem ver mais fotografias da prova

 

P.S. Tudo isto para uma prova de 5k. Agora, imaginem se algum dia me dá para escrever sobre uma maratona! eheheheh

 

Entrevista à organização da Scalabis Night Race

_MG_4137Ainda faltam uns meses para a 2ª edição da Scalabis Night Race, mas pelo andar das inscrições, e segundo a organização, já só restam pouco mais de 500 bilhetes para esgotar a prova. Falamos com Pedro Carvalho, um dos membros da organização da SNR- A 1ª edição da SNR foi um sucesso. Quais as expetativas para a  edição deste ano?Para este ano de 2014 esperamos que se repita o essencial, numa prova em que procuramos, sem descurar os aspetos técnicos inerentes a uma prova de atletismo, fazer uma festa em Santarém, "iluminando" a cidade com cor, alegria, muita animação e boa disposição.- Em termos de percurso, irão existir mudanças/novidades?Iremos ter algumas novidades, sim, sobretudo na mini (5 kms), com acrescidas passagens em locais emblemáticos da nossa cidade.- Irão ter animação durante a prova?A animação durante a prova constitui para nós uma componente muito importante do evento.Vamos apostar na animação ao longo de todo o percurso, para que os atletas se sintam motivados para a prática do desporto, divertidos (numa época em que andamos todos um pouco cabisbaixos) e alertados para o que de bonito e interessante do posto de vista histórico -monumental a cidade de Santarém nos tem para oferecer - que é muito! Não irá faltar o folclore, o rock e outros géneros musicais, para agradar a todos, em diferentes momentos.-  Vão manter as provas para os mais novos? Se sim, em que distâncias? E a corrida em si haverá outra distância sem ser os 10K?s provas de Bâmbis e Benjamins A decorrerão na reta da meta a instalar no Jardim da Liberdade. Para os restantes escalões, será delimitado um circuito de aproximadamente 1000 m, a percorrer no nº de voltas necessário ao cumprimento da distância estipulada para cada escalão. Este circuito terá partida e chegada no Jardim da Liberdade e passagem na Praça Sá da Bandeira (Largo do Seminário).Hora da Prova   Escalão Idades  Distância

17h15    Bâmbis ≤6           150 m17h30    Benjamins A      7/9         500 m17h45    Benjamins B      10/11    1.000 m18h00    Infantis                12/13    2.000 m18h30    Iniciados              14/15    3.000 m19h00    Juvenis 16/17    4.000 m21h00    Scalabis Night Race         -              10.000 m21h20    Mini Race - Caminhada -              5.000 m

- Os leitores do blog Correr Na Cidade elegeram a vossa corrida como a melhor de 2013, o que pensam dessa escolha, tendo em conta os outros finalistas?Tendo em conta os outros finalistas – autênticos “pesos-pesados” na organização de provas há bastantes anos – constituiu um enorme orgulho para nós sermos considerados a melhor prova de 10 kms logo na 1.ª edição, sobretudo porque tal enaltecimento resulta do feedback dos próprios atletas. - Quantos correram em Santarém à noite no ano passado? Quantos corredores esperam ter este ano?No ano passado correram cerca de 1.000 na corrida de 10 kms e cerca de 600 na mini de 5 kms. Para este ano, teremos à volta de 1.500 nos 10 kms e 1.000 nos 5 kms, para além de algumas centenas na kids race.- Como estão a correr as inscrições, que abriram recentemente?As inscrições estão a correr muitíssimo bem. Apenas numa semana (as inscrições abriram a 19 de Janeiro) atingimos mais de 1.000 inscrições nas 3 provas – 10kms, 5kms e kids. Na prova principal, restam nesta altura cerca de 500 vagas apenas, pelo que é aconselhável para quem possa estar interessado, avançar com as inscrições. No ano transato, as inscrições esgotaram a um mês da corrida, sendo que, ao ritmo a que as mesmas estão a decorrer este ano, se espera que esgotem bem mais cedo._MG_0327Nota do Editor: O Correr Na Cidade é, pela segunda vez, orgulhosamente media partner desta corrida. E vamos marcar presença com o maior número possível de corredores. Fazemos tudo por pampilhos de Santarém!

Mais vale poucos kms que nenhuns

algésFoi com poucos minutos disponíveis que saí ontem para correr. Aos habituais 10/11k que costumo fazer pela zona do Restelo, Belém e Alcântara, fiquei-me por 40 minutos de corrida. Mas não me arrependo nada.Podia ter ficado no sofá, aliás pensei nisso mais do que uma vez. Ainda a caminho de casa, depois do trabalho, tinha mesmo decidido agarrar-me novamente ao computador e despachar o trabalho que tinha para fazer.sauconyMas talvez por isso mesmo decidi que precisava de ar fresco para pensar, de suar para poder ser mais criativo no trabalho que me acompanhou noite dentro. É decididamente um dos meus truques para pensar e ganhar criatividade: correr!Assim, fiz-me à estrada com muita vontade de aproveitar o máximo possível os 40 minutos disponíveis, para depois chegar a casa e ajudar a mulher nos afazeres com as crianças.garminDeu para fazer cerca de 6,5K, com um quilómetro mais interessante com média de 5:04 - parece que, aos poucos a forma começa a regressar. Ou seja, valeu mesmo a pena fazer alguns kms, mesmo poucos, do que nenhuns e ficar em casa sentado no sofá. E, senhores e senhoras, como adoro correr com frio...E vocês pensam e planeiam o vosso trabalho enquanto correm?

Kayano 20, a aposta da ASICS

KAYANO 20 HOMBRE É uma das fortes apostas da nipónica ASICS para a próxima primavera/verão: a 20ª edição de um dos seus modelos mais conhecidos o Kayano.Esta nova versão desta sapatilha incorpora, segundo comunicado da marca, "grandes novidades para comemorar este acontecimento. Esta sapatilha é ideal para corredores que tendem a aumentar o efeito de pronação durante a corrida e que procuram amortecimento no contacto com o solo".Entre as principais novidades da GEL-Kayano 20 está a utilização de uma nova malha elástica aplicada em quatro direcções, ou seja, uma Four Way Stretch que facilita a adaptação da sapatilha ao pé melhorando o movimento.O formato da sola também foi modificado de forma a melhorar a reactividade e oferecer maior estabilidade. A tecnologia FluidRaid na sola intermédia aumenta o amortecimento.Além disso, a nova GEL- Kayano 20 tem duas barras de estabilidade que unem com as laterais e a Guidance Line está mais afastada para o lado exterior.O PVP deste modelo é de 179€.KAYANO 20 MUJER

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D