Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correr na Cidade

"A Decade On" - um documentário sobre o Western States Race

17311083_10158424151445707_880930246374367593_o.jp

A Andrea, a mulher de Brian, é Portuguesa e contactou-me a partilhar uma história inspiradora, que achei que merecesse ser partilhada aqui.

 
Há dez anos atrás, um jovem ultra-corredor de Washington, Brian Morrison, foi para a Califórnia para participar na prova "avô" do ultra trail, o Western States Endurance 100 milhas. Brian assumiu a liderança durante a primeira metade da corrida. Quando entrou na pista em Placer High School, onde a corrida termina, ele desmoronou na pista. Ele conseguiu levantar-se e correr um pouco mais mas caiu novamente. Eventualmente seus pacers ajudaram-no a levantar-se novamente e após mais alguns colapsos, Brian terminou e ganhou a prova.
 
Só no dia seguinte Brian foi desqualificado por ter recebido assistência nas últimas 3 milhas da corrida de 100 milhas.
 
Esta corrida assombrou-o por 10 anos. Brian voltou várias vezes mas nunca foi capaz de terminar a corrida, muito menos chegar perto de ganhar novamente.
 
No verão passado, dez anos depois, Brian voltou ao Western States Endurance e a sua viagem foi filmada pelo Ginger Runner, Ethan Newberry. O resultado chama-se "A Decade On" (uma década depois). O filme foi lançado no YouTube há uma semana e meia.
 
O filme inclui entrevistas com os pacers de Brian: Scott Jurek, Ben Gibbard e Morgan Henderson e com o Diretor do Western States Endurance, Craig Thornley.
 
Segue o trailer e podem ver o filme completo aqui: https://youtu.be/OArKXKj5PeU

 

Jenn Shelton - a recordista nas 100 milhas

Por Bo Irik:

 

Desafiei os vários elementos da crew do Correr na Cidade a partilhar no blogue quem nos inspira, aquela pessoa do mundo da corrida que é um exemplo para nós, um ídolo, uma musa corredora. Assim, o Filipe já falou do Hal Koerner aqui

 

No meu caso não havia dúvidas de quem seria, e é com muito gosto que vos apresento a Jenn Shelton, uma ultra-maratonista americana. Já tinha ouvido falar dela enquanto heroína de grandes provas de ultra trail do continente americano, mas foi ao ler o livro Born to Run que me identifiquei mesmo com ela.

6a00d83453140969e201310f906001970c.jpg

É uma pessoa muito layed back, que gosta de curtir a vida e fazer aquilo que lhe apetece. Não liga muito àquilo que a sociedade pensa sobre ela. Para além de ser uma atleta de referência, é muito cool: uma mulher bonita e que impõe respeito, é tatuada, simples, não liga às marcas nem procura ser famosa, gosta de uma noite louca de copos. Adoro o perfil humilde dela no que toca à sua fama; ela não é patrocinada, raramente aparece nos media e quando aparece é sem marcas e no-nonsense*.

tim-olson-jen-shelton.jpg

 

Outra coisa que me fascina é que quando a desafiaram para se qualificar para os jogos olímpicos, a resposta foi que, embora satisfizesse as 2h48min que era o requisito para a Maratona na altura, ela não tinha interesse em seguir um plano de treinos, de deixar os copos e de acordar cedo (em 2012 mudou de ideias e tentou qualificar-se mas lesionou-se). Ela quer é correr nos trilhos porque lhe dá prazer e mais nada.

 

Eu também sou assim. É claro que não me qualifico para a maratona olímpica, mas é certo que não estou disposta a fazer alguns sacrifícios para melhorar o meu desempenho na corrida. Gosto de copos, de noitadas e não gosto de acordar cedo mas em paralelo gosto de correr e, com os meus objetivos, é perfeitamente compatível :)

 

A Jenn corre por prazer. Antes de descobrir o trail running, Jenn era surfista, curiosamente eu também, e afirma que se um dia se fartar dos trilhos, volta ao surf; não vale a pena praticar um desporto contra a nossa vontade. E mais nada!

jenn-shelton-pear.jpg

 

Vamos lá conhecer um pouco melhor a Jenn, então:

 

Jenn Shelton (1983) é uma ultra-maratonista dos EUA que detém em seu nome vários recordes nas ultra-maratonas mais desafiantes do mundo. Na Universidade era jogadora de Rugby mas rapidamente trocou a bola pelos trilhos e começou a ganhar notoriedade enquanto ultra maratonista. A sua paixão pelo calçado leve e minimalista levou-a a viajar, em 2006, com Scott Jurek, Christopher McDougall, e mais alguns ultrarunners (era a única mulher no grupo) a Copper Canyon no estado de Chihuahua no México para correr com os Tarahumara**, para o livro de McDougall. "Born to Run". Crítica como a Jenn é, acusou McDougall de "romantizar" o estilo de vida dos Tarahumaras e não descrever devidamente a pobreza na qual se sustentam. Em Maio de 2007 a Jenn participou pela primeira vez na Frederick Marathon, tendo batido o recorde feminino com 2:53:44, recorde que se mantém ainda hoje e fazendo a prova de bikini.  

 

Hoje, Jenn continua a ser a mulher mais rápida na distância de 100 milhas em trilhos. Wow.

 

"When I'm out running in the mountains and I get that fear that a cougar is following me and I'm going to die, I think, 'It's OK if the cougar eats me because I've done some really cool things."

 

* Atualmente é patrocinada pela Patagonia, mas quando bateu o recorde das 100 milhas não era patrocinada.

** Os  Tarahumara são um povo nativo do Noroeste do México, conhecidos pela sua capacidade de correr distâncias muito longas.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D