Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

Review: Triatlo de Oeiras

Eu e o Tiago Portugal participamos no Triatlo de Oeiras, no passado dia 8 de Junho.

 

O Tiago já tinha feito a estreia em 2013 na prova aberta, eu fiz a estreia absoluta na modalidade.

 

Embora o meu foco no último ano e meio tenha sido a corrida, após a Maratona de Sevilha em Fevereiro, com a lesão de esforço com que fiquei no joelho, optei por alternar os treinos e voltar a andar de bicicleta e a nadar. A partir de Março semanalmente começei a nadar 1 vez na piscina do Jamor e a fazer treinos ou provas de BTT, tendo mais recentemente participado em prova de estrada (Audace Bes).

 

A vontade de experimentar Triatlo já existia à muito, à alguns anos participei no Duatlo do Jamor, mas a estreia no Triatlo foi sempre adiada até agora.

 

Em Abril em conversa com o Tiago combinamos treinar e ir à prova aberta deste ano do Triatlo de Oeiras.

 

Em Maio foquei-me mais a serio nos treinos em cada modalidade, apenas não treinei a natação em aguas abertas por não ter fato para nadar.

Como me senti bem e confiante com o treino efetuado alterei a minha inscrição para a prova Sprint em vez da prova aberta, aumentando para o dobro as distancias a que me propunha na estreia. O Tiago acompanhou-me nesta decisão e dia 8 lá fomos pela manhã deixar o material no parque de transições para a prova. O dia estava aberto e bonito e o ambiente em Oeiras era fantástico.

 

Para a natação decidi levar um fato emprestado de surf, porque tive receio da temperatura da água. Os comentário que se ouviam na praia era que o mar estava bastante complicado, mas como não tinha referências anteriores, limitei-me a fazer aquecimento na praia, pura asneira.

Iniciada a prova, ao entrar na água a primeira sensação foi a descarga de ansiedade, a segunda foi pensar, "não consigo respirar com a água tão fria e agitada". Antes da prova pensei que a componente de natação seria uma das minha melhores, na piscina consigo gerir bem o esforço, mas não tendo treinado em águas abertas, com um fato não adequado e sem aquecimento, em pouco tempo estava a sentir-me quase esgotado. Decidi começar a nadar de costas, conseguia respirar melhor, ter uma braçada mais certa, mas perdi os referenciais. Contornei as boias muito longe das mesmas e a volta para a praia parecia que não terminava. Quando saí da agua fui praticamente a passo para o parque de transições, tal o cansaço.

No parque de transições optei por fazer tudo o mais rápido possivel, com a maior calma possível. Sendo a estreia, o tempo não era a minha maior preocupação, queria fazer o total da prova em menos de 1h30, mas depois da componente de natação até isso deixou de ter importancia. Quando cheguei ao parque o Tiago estava pronto e seguiu para o ciclismo, eu preparei-me com a calma relativa e consegui recuperar um pouco o folego perdido.

No ciclismo senti-me muito bem, rolei bem tanto sozinho como acompanhado, em bom ritmo e recuperei algumas posições. Nesta componente passei pelo Tiago que ia com avaria na bicicleta e não conseguia rolar como pretendia. Foi uma alegria ver os meus pais na Cruz Quebrada a apoiar-me, tanto num sentido como no outro é animo que vale mais que um mega abastecimento. 

Na transição para a corrida aprendi que o fato ter ficado ao lado do cesto, não era permitido, pelo que levei uma penalidade amigável por ser estreia.

 

A primeira volta da corrida foi estranha, as pernas pareciam que estavam descoordenadas e perras, lá fui indo em ritmo controlado a tentar soltar. Começei a sentir-me bem melhor na viragem da primeira volta e começei a rolar a melhor ritmo.

No inicio da segunda volta da corrida soube que estava com 1h18m de prova, e começei a pensar de novo "se calhar dá para acabar em 1h30". Na companhia de uma simpatica atleta do Sporting que me aturou os minutos finais, forçei o ritmo e cheguei à meta de sorriso rasgado com 1h28m53s.

Poucos depois chegou o Tiago, somos Triatletas!

2 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D