Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

Review: Skechers GOtrail

Skechers1.jpg

Depois da preview sobre a aposta de trail da marca americana de sapatilhas Skechers, segue o verdicto final. O Stefan, Bruno (que ficou com as sapatilhas do Nuno) e a Bo já fizeram quilómetros suficientes, incluindo provas, para darem a sua opinião final sobre estas sapatilhas GoTrail.

 

 

Design / Construção

A versão masculina conta com duas combinações de cores diferentes, em Carvão/Multi e em Azul Indigo/Verde. Gostos não se discutem, mas na opinião do Bruno podiam ter sido mais arrojados nas cores procurando algo mais vivo. O Stefan acha que em termos de aparência as cores são simples mas bem escolhidas e o desenho das mesmas está muito bem elaborado, bastante apelativo. Já na versão feminina encontramos os mesmos tons Carvão/Multi mas com um toque rosa e uma versão Black/Aqua. A Bo gostou da aparência dos GoTrail, mas não os considera extraordinários. A marca não se esqueceu dos notívagos. Para quem corre durante a noite ou com menos luz, existem dois elementos refletores na parte frontal e dois na parte traseira.

 

Em termos de construção, a primeira impressão do Bruno foi um pouco estranha pois esta versão tem 4mm de drop e dá a sensação que os pés se encontram "no ar" na parte frontal quando estamos parados. Mas no segundo treino já nem notou qualquer estranheza, é mesmo uma simples questão de hábito. A Bo já está habituada à marca e nem reparou no reduzido drop (em estrada também costuma correr com Skechers de 4mm de drop).

IMG_20170129_101500.jpg

 

Na opinião do Stefan, é uma sapatilha bem concebida sem costuras visíveis que nos possam incomodar durante os km. A mesh da sapatilha e uma membrana que ajuda a repelir a água e funciona desde que não entremos dentre de poças muito fundas. Se for para correr em zonas húmidas (ex. no meio de ervas) funciona perfeitamente mas é algo que o Stefan dispensava conforme explica mais à frente. O Bruno, relativamente à permeabilidade face a areias ou pequenas pedras, ao longo de todos os quilómetros, apenas uma vez se deparou com a entrada de uma pedra. A Bo que usou as sapatilhas na prova Montes Saloios este ano (29km com muita lama e água), gostou do sistema de drenagem mesmo em condições extremas.

 

Na frente tem pequena “biqueira” que nos protege das pedras. O uper da sapatilha está “no ponto”, não magoa e segura bem o pé. Em termos de peso são, como é habitual na Skechers, bastante leves, mesmo tendo uma meia sola alta (272g no tamanho 43). Em termos de tamanho, a Bo que calça o 39 no dia a dia optou pelo 39 sendo que normalmente escolhe o 40 para calçado de corrida mas na Skechers, o 39 é o tamanho certo.

 

Para o Stefan, um dos erros mais graves é a língua da sapatinha. Esta não é cozida o que deixa entrar algum “lixo”. Em suma, os três concordam que podemos dizer que a construção está bem conseguida.

16587341_1461508133868154_3097935924390914562_o.jp

 

Estabilidade / Aderência - "We're under control"

Tanto a Bo e o Bruno concordam com o slogan da marca e afirmam que estão mesmo sobre controlo! Sobre a aderência, o Bruno diz “Tenho-me soltado e sentido uma grande confiança na sola sem o receio de escorregar que por vezes outro calçado me provoca. Mesmo com terreno mais húmido e escorregadio, pedras nos trilhos húmidas ou durante a chuva sinto o controlo e segurança necessária”. A Bo concorda e acrescenta que, ao contrário dos Skechers de estrada que costumam ser cinco estrelas em calçada molhada, estes GOtrail escorregam mais do que seria de esperar.

 

Sobre a flexibilidade da sola, o Bruno questiona se isso é bom ou é mau? Bom, depende da forma como gostam de correr. Pessoalmente não se importo que a sola se "molde" aos objetos que vamos pisando como por exemplo raízes levantadas, carreiros provocados no terreno devido às águas pluviais mas isto porque prefiro ter mais liberdade de movimento nos pés e considero que já tenho experiência suficiente e flexibilidade para conhecer o comportamento do meu corpo e saber como reagir nessas situações, evitando o entorse.  

 

Na opinião do Stefan, nem tudo são boas notícias mesmo estado a gostar bastante delas, há limitações e uma delas é a estabilidade em terrenos mais agressivos. Estes GOtrail são sem dúvidas muito melhores do que as GOultra (primeira edição que tive), mas mesmo assim demonstram fragilidade principalmente a descer em zonas técnicas. O outro senão é a falta de aderência em terrenos húmidos ou molhados pelo que o Stefan considera estes GOtrail umas sapatilhas de verão e que vai usar e abusar em terrenos secos. No entanto, quando o terreno está molhado temos de ter muito cuidado e não cometer grandes riscos. Com uma sola agressiva, a lama fica agarrada ao fundo a sola, ficando lisa e esta é a principal falha que as sapatilhas têm na opinião do Stefan. E é por isso que diz que é inútil ter uma membrana à “prova de água” quando a sapatilha não funciona em ambientes húmidos.

IMG_20170129_101521.jpg

 

Conforto / Amortecimento

Um dos pontos que o Bruno gosta é o facto da parte frontal não ser demasiado afunilada. Há espaço para acomodar perfeitamente o pé e não sentiu qualquer tipo de pressão lateralmente mesmo após a inevitável expansão do mesmo com o decorrer dos quilómetros. A Bo concorda e afirma que esta é um dos pontos fortes da Skechers. O Stefan também concorda que o conforto é sem dúvida é o ponto forte destas sapatilhas. A meia sola 5Gen funciona na perfeição dando um conforto em cada passada que damos.

 

A sola confere amortecimento e conforto aos impactos nos saltos ou pequenos obstáculos que iam surgindo ao longo dos percursos. Da mesma forma, correr sobre as pedras e cascalho também não conferiu qualquer desconforto na planta do pé. Este é um dos pontos-chave referidos pela própria marca, uma placa de dispersão de pressão Dupont Hytrel™ e de facto não deixa desiludido.

 

O Bruno afirma que o que mais lhe satisfaz nas sapatilhas é mesmo o conforto que elas conferem após terminar o treino! "Serious, you gonna love it" diria o Trump! “Nunca vos aconteceu chegarem ao fim dum treino e não aguentarem muito tempo parado sobre os pés por sentirem desconforto devido à pressão sobre a planta do pé? Pois bem, com estas meninas não sinto nada disso. Parece que estamos sobre umas pequenas almofadas”. Parece que temos mais um adepto de Skechers!

IMG_20170129_101531.jpg

 

Conclusão

Para o Bruno, o ponto que menos lhe satisfaz é mesmo o aspeto. O Stefan diz que “É bom ver a Skechers voltar às sapatilhas de trail, pois há uns anos atrás fizeram umas (mais minimalistas) que muita gente a adorou. Eu de momento estou a adorar as sapatilhas e uso para treinos longos mas menos técnicos, onde se comportam bastante bem dando conforto”. O Stefan até está a pensar em levar estas meninas às Canarias no mês de Maio. Já a Bo, adepta incondicional da marca, está super contente por ter tido a oportunidade de experimentar esta marca nos trilhos e diz que as sapatilhas superaram as expetativas em todos os sentidos e vai levá-las com ela nos 42km do Columbus Trail este mês (se o terreno estiver muito húmido, irá ponderar os Merrell).

 

Em temos de preço, os modelos GOtrail estão disponíveis, a partir de 109.95€ nas lojas Skechers. Podem encontrá-las também nas lojas Sportzone e outros pontos de venda autorizados.

 

Se tiverem alguma dúvida ou questão sobre estas sapatilhas, não hesitem em contactar-nos e boas corridas!

 

Bruno

Stefan

Bo

Design/Construção 

15/20

16/20

17/20

Estabilidade e Aderência 

- aderência em piso seco

- aderência em piso molhado

19/20

20/20

18/20

13/20

18/20

7/20

16/20

18/20

14/20

Conforto 

20/20

18/20

19/20

Amortecimento 

19/20

18/20

18/20

Preço 

17/20

17/20

17/20

Total 

90/100

82/100

87/20

 

5 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D