Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correr na Cidade

Review: Skechers Go Run Ultra

Por Ana Guerra e Nuno Malcata

 

Alguns dos elementos da Crew testaram os GoRun Ultra da Skechers, uma aposta dentro da Performance Division da marca, um modelo pensado para dar conforto aos atletas que correm distâncias mais longas e que sofrem um pouco com a ausência de amortecimento em alguns ténis no mercado.

 

Aqui apresentamos algumas das considerações finais acerca da utilização deste modelo pela Ana Guerra e pelo Nuno Malcata.

 

Aspeto e design (pela Ana Guerra)

 

Em termos de aspeto exterior, o modelo que experimentei possui 3 cores que adoro: preto, branco e finos traços de lima. Este último pormenor faz toda a diferença, pois reflete um pouco de luz quando corremos à noite (embora que seja uma luminosidade ligeira).
Quando se fala em amortecimento pensamos logo em ténis com solas muito altas e muito pesados. Pois bem, este modelo tem duas solas com diferentes densidades (Resalyte® na sola intermédia, e Resagrip®, na sola exterior), que proporciona uma maior sensação de conforto em terrenos mais acidentados. Mas, ao contrário do que se esperava, estes ténis pesam cerca de 247g e podemos categorizá-los como uns ténis leves para o material de que é feito.

 

Experiência de utilização

 

Por Ana Guerra


Durante o tempo em que os experimentei tive a oportunidade de correr com eles em diferentes tipos de terreno: asfalto, pedras, areia, relva. Em todos estes casos, os Sketchers Go Run portaram-se muito bem: “agarram-se” bem ao terreno nas descidas e, por serem leves, ajudam imenso nas subidas. A sensação que nos dá é que mais parece que estamos a correr de pantufas nos pés.

 

No entanto, tenho a apontar alguns pontos negativos que fui reparando ao longo da fase de testes aos ténis: o pé anda um pouco solto dentro dos ténis e que pode vir a causar bolhas em certos indivíduos; também notei que os meus pés aqueciam imenso dentro dos ténis devido à pouca ventilação (experimentei com diferentes meias e com diferentes condições meteorológicas).

 

Por Nuno Malcata


O que melhor resumo da minha utilização dos GoRun Ultra é “primeiro estranha-se, depois entranha-se”.

 

Quando tive a oportunidade de começar a testar os GoRun Ultra, tive algum receio inicial se me adaptaria aos mesmos. Os modelos GoRun são geralmente muito leves e minimalistas, e por essa razão, sendo um corredor pesado e com pouca técnica, nunca tinha experientado uns ténis da Skechers. Os GoRun Ultra mantêm a leveza, têm um drop baixo de 4mm (8mm com a palmilha), mas com a camada de amortecimento que possuem (27mm na parte de trás, 23mm na parte da frente) não hesitei em testar este modelo.

 

Começei com um treino pequeno e calmo em estradões de terra batida e estrada em Aveiro, e estranhei realmente o modelo, parecia que estava a correr em cima de almofadas. Com o passar dos treinos fui me adaptando cada vez mais e começei a gostar realmente de correr com eles, sobretudo pelo conforto que transmitem em cada passada. A exceção, no meu caso, foi a utilização em trail mais técnico, embora tenham boa aderência e se adaptem bem a terreno irregular, a maior altura e o facto de ter pouco contacto com as irregularidades do terreno fizeram com que tivesse mais propensão a entorces.


Fiz a corrida Marginal à Noite com os GoRun Ultra, ainda numa fase inicial de habituação, mas com um ótimo resultado, a leveza dos ténis ajudou bastante. Fiz treinos em terrenos mistos, de city trail e terreno ribeirinho irregular, sempre a gostar muito da prestação da sola. Senti, sobretudo em dias mais quentes, os pés a aquecer consideravelmente, muito mais que em outros modelos que já testei.

 

O teste final foi feito num treino mais longo, de 20Km, na zona ribeirinha de Lisboa, entre Algés e o Cais do Sodré, com algum terreno mais irregular em alguns locais. No final dos 20km em cerca de 2h comprovei o conforto, a utilização de umas meias mais respiráveis ajudou um pouco ao menor aquecimento dos pés, além da passada calma que fiz no treino, mas confirmou-se o aquecimento dos pés.

 

Em nenhum dos treinos que fiz tive qualquer ameaça de bolhas. Em conclusão, os GoRun Ultra tornaram-se uma grande hipótese para a próxima Maratona que fizer, são uns companheiros ideais para longas distâncias em estrada para mim. Espero que na próxima versão deste modelo corrijam o aquecimento que provoca nos pés.

 

Considerações conjuntas finais

 

Pontos positivos:
- Leves
- Proporcionam uma enorme sensação de conforto
- Excelente amortecimento
- Preço

 

Pontos negativos:
- Aquecimento exagerado nos pés

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D