Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correr na Cidade

Review: Saucony Ride 8

PA182032.JPG

Modelo: Saucony Ride 8

Testado por: Pedro Tomás Luiz

 

Como vos havia falado no unboxing, tive a oportunidade de experimentar os Saucony Ride 8. Esta sapatilha é descrita pela marca como um modelo neutro, ideal para corredores que procuram estabilidade, conforto, amortecimento e um drop inferior ao habitual (8mm). Na versão 8 todo o upper foi renovado proporcionando um melhor ajuste sem adicionar peso à sapatilha.  

 

Tendo usado a versão 7 (400km + já feitos) e versão 8 (250km já realizados) a questão do upper torna-se central, mas disso falaremos mais à frente.

 

Como referi, estas sapatilhas já levam uns bons quilómetros, mais do que suficientes para poder formular uma opinião concreta sobre as mesmas. Devo ainda acrescentar que as testei tanto em dias de sol com calor como sob chuva intensa (mesmo intensa), por pisos que foram desde alcatrão, pista, terra batida e até trilhos e onde a corrida mais longa passou os 28km, pelo que genericamente o resultado é o seguinte: SÃO AS MELHORES SAPATILHAS DE ESTRADA QUE ALGUMA VEZ CALCEI!

 

Sim, são mesmo as melhores sapatilhas de estrada que alguma vez calcei e como felizmente já calcei muitos dos modelos das grandes marcas, estas sobressaem de longe a todos os outros.

 

Felizmente, os meus pés calçam qualquer coisa e há muito que me borrifei para a questão do pronador, supinador ou neutro. Efectivamente acredito que o “segredo” está muito mais na técnica de corrida do que propriamente no tipo de sapatilha. Ainda assim valorizo algumas características como seja o amortecimento, uma toe box mais larga, um bom ajuste ao pé e um drop mais mais baixo (agora vario entre os 4mm e os 8mm).

 

Os Ride 8 tem tudo o que gosto e por isso para são mesmo, mesmo bons. A procura pela sapatilha ideal de estrada terminou (no trail a conversa é outra…).

 

 

CONFORTO:

A marca faz do conforto destas sapatilhas a sua bandeira e efectivamente neste campo não desapontam. Confortáveis desde o km 0 nunca me fizeram uma bolha, nunca senti nenhuma zona de desconforto em ambos os pés. Simplesmente calça-mos e esquecemos facilmente que as temos. Os atacadores correm e fixam muito bem, mantendo um ajuste perfeito entre o pé a sapatilha.

 

12751639_1102345309799184_389504982_o.jpg

 

DESIGN/CONSTRUÇÃO:

As questões de design são sempre as menos consensuais e para mim sem dúvida as menos relevantes. Ainda assim não considero que sejam as sapatilhas mais bonitas no mundo, mas satisfazem. O logótipo da Saucony domina a lateral da sapatilha, sendo que a conjugação de cores (vivas) é bastante aceitável (gosto bastante do azul).

 

É na construção que encontramos talvez o calcanhar de Aquiles desta sapatilha. Digo talvez porque as Saucony Ride 8 ainda não revelaram nenhum problema de maior, mas as suas antecessoras as Ride 7, com cerca de 300km apresentam já bastantes sinais de desgaste que comprometem a sapatilha.

 

Espero sinceramente que o upper, como a marca refere, tenha sido melhorado, porque por vezes a procura da leveza, leva a que os materiais tenham um desgaste bem mais rápido do que o esperado.

 

ESTABILIDADE E ADERÊNCIA:

Nada a apontar, muito estáveis em qualquer terreno, mesmo em mudanças bruscas de direcção, senti sempre o pé com muito apoio.

 

A aderência da sola é muito boa, seja no alcatrão, seja na calçada portuguesa molhada. Aliás afirmo convictamente que os materiais que a Saucony usa nesta sapatilha superam largamente a sola Vibram usada no modelo de trail Xodus 6.0.

 

 

12736827_1102345466465835_1795935502_o.jpg

 

AMORTECIMENTO:

Quando se calça estas sapatilhas pela primeira vez têm-se a sensação de que eu denomino de “calçar umas tábuas”, não porque sejam duras, mas simplesmente porque são lisas. Mas esta sensação dura os primeiros quilómetros dado que as sapatilhas acamam com muita facilidade.

 

Apesar disto o conforto sente-se a cada passada, com a tecnologia PowerGrid a fazer o seu papel absorvendo o impacto mas mantendo uma boa “responsividade”.

 

Descreveria o amortecimento como muito bom mas sem a sensação de caminhar sobre almofadas, que as marcas que usam o sistema de gel têm.

12754990_1102345469799168_1449335706_o.jpg

 

PREÇO: Entre os 95 e os 105€

 

AVALIAÇÃO FINAL:

São TOP! Efectivamente são as melhores sapatilhas que já calcei.

 

Conforto 20/20
Design/Construção 15/20
Estabilidade/Aderência 20/20
Amortecimento 19/20
Preço 17/20

Total 18,2/20

 

12736692_1102345319799183_1440091652_o.jpg

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D