Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

Review: New Balance 890v5

 

nb1.jpg

Por: Tiago Portugal

 

Alguns modelos de sapatilhas marcam-nos e fazem parte da nossa história, aqueles que usamos com mais cuidado e que ao mínimo sinal de degradação começamos a ficar preocupados. Os New Balance 890v5 estão nesse restrito lote.

A principal razão é que foi com este modelo calçado que corri a Maratona de Sevilha, a minha estreia nestas provas de estrada. Por si só já é razão suficiente para que sempre que os calçe me recorde desses dias fantásticos mas estes New Balance têm muito mais do que isso.

De acordo com a informação do site da New Balance a quinta versão deste modelo é classificada como um modelo neutro, desenvolvida para ser uma sapatilha rápida e leve mas com suporte e amortecimento, aliança entre velocidade e conforto mais indicada para corredores até 80 kilos.

Para quem gosta de características técnicas este modelo têm um drop de 8mm, explicação do que é,  tecnologia ABZORB® crash pad, almofada de colisão, na zona do calcanhar e nas laterais para maior suporte e amortecimento, meia-sola com espuma REVlite para melhor amortecimento, parece esferovite ao toque, parte de cima sem costuras FantonFit e palmilha  premium da Ortholite® para ainda mais suporte e amortecimento.

Os sapatos não fazem de nós corredores, apesar de alguns assim o pensarem, mas a escolha acertada do melhor modelo, para cada um de nós, é essencial para nos sentirmos confortáveis enquanto corremos.

Apesar de alguns momentos mais difíceis e pouca disponibilidade para treinos longos, o máximo que corri antes da maratona foram 15km, estava muito confiante que estas sapatilhas iriam estar à altura do desafio.

IMG_0888.JPG

Mas, será que estiveram?  

 

DESIGN

Em termos meramente estéticos acho que a New Balance é das melhores marcas de running, têxtil e calçado, e estas sapatilhas são a prova disso. A escolha de cores está muito bem conseguida, o azul com os pormenores em laranja ficou espetacular. O N, o logótipo da marca, na zona lateral em laranja faz com que não haja confusões relativamente à marca quando se olha para estas sapatilhas. Ao contrário de alguns modelos de corrida este modelo pode perfeitamente ser usado no dia-a-dia sem ofuscar a sensibilidade visual de ninguém, sóbrio q.b.  


Em termos de construção nada a apontar, acabamentos de qualidade.

 

CONFORTO

A 1.ª vez que calcei este modelo senti que o n.º 43 me estava um pouco apertado e fiquei com algumas preocupações relativamente ao desconforto que isso me poderia causar. Mas por vezes as 1ªs impressões são as erradas e neste caso o tamanho era o adequado. O corte deste sapato e a sua geometria fazem com que sejam espaçosos na parte da frente do pé e não sentimos os dedos apertados. O sistema FantonFit, tecnologia inovadora, sem costuras e com uma espécie de amarras na zona da frente, faz com que o pé esteja bem envolvido na malha, tipo meia, e sentimos o pé muito seguro. A malha é muito transpirável e permite uma boa ventilação interior, não aquecendo o pé ao mesmo tempo que o mantém seco.

A língua é muito confortável, não se sente e não sai do lugar, as qualidades que deve ter.

Os vários elementos de amortecimento aumentam o conforto, sem fazer sentir que temos umas almofadas nos pés.

Não tendo feito nenhum treino superior a 15km não sabia como me iria sentir ao fim de 30km com elas nos pés, mas não tive nenhum problema de bolhas, ou criação de zonas quentes.

O único senão foi que a partir do km33 comecei a sentir o sapato um pouco mais rijo na passada e talvez precisasse de mais amortecimento. Não sei se para o meu estilo de corrida e características pessoais serão os mais adequados para maratonas, até meias-maratonas estas dúvidas não se colocam.

IMG_0890.JPG

 

fitnb.jpg

AMORTECIMENTO

Com tanta tecnologia aplicada na sola e meia-sola, amortecimento é o que não falta. O uso do ABZORB® crash pad dá um excelente amortecimento na zona do calcanhar, zona onde preciso e à medida que fico cansado cada vez mais. Na sola podemos observar uma parte laranja e outra branca com os diferentes níveis de amortecimento. Mas não é só no calcanhar que o nível de amortecimento é bom, ao longo de toda a sola sentimos um excelente nível de conforto na passada. 

As palminhas da Ortholite® forncedidas com este modelo aumentam o nível de amortecimento das sapatilhas e caso pretendam pode-se ajustar o menor ou maior amortecimento com a colocação de outras palminhas.

Na Maratona de Sevilha aconteceu-me uma coisa engraçada. Conforme podem ver nas fotos, na zona do calcanhar existem 6 rectangulos laranjas e azuis, com dois buracos no meio. Por volta dos 30km comecei a sentir a sapatilha direita muito dura e a fazer um barulho esquisito. Ficou muito dura e começou a custar-me um pouco mais correr. Associei este fato a duas razões, primeiro não sabia como era o amortecimento e comportamento deste modelo ao fim de tantos km com eles calçados, segundo à medida que ia ficanda cansado podia estar a meter o pé mais de calacnhar e cada vez com mais força no impacto com o chão à medida que ia perdendo ligeireza e frescura física.

Não descurando a segunda hipótese no fim da maratona descalçei-me e vi que tinha uma pedra bem grande no buraco da sola e que era a grande causa do desconforto e do barulho.

IMG_0887.JPG

IMG_0895.JPG

ESTABILIDADE

Como já referi estes New Balance são sapatilhas para corredores neutros com um peso de aproximadamente 240gramas para um número 43. São leves e bastante flexíveis o que também ajuda na transição da passada garantido uma boa estabilidade e confiança.

A estabilidade deste modelo também é conseguida através da colocação na zona lateral traseira da tecnologia ABZORB.  

Através do FantonFit sentimos o pé completamente seguro dentro dos tênis.

Apesar de ser pronador e este modelo ser classificado como sapatilhas neutras não tive qualquer problema de estabilidade e ao fim de 4h de corrida em estrada não me doíam os joelhos que é o maior elogio que posso fazer aos 890v5.

Acho que a conjugação das características presentes neste modelo fazem com que não tenha sentido qualquer falta de algum controlo de estabilidade.

IMG_0886.JPG

PREÇO

Este modelo encontra-se à venda na  Prorunner, The athete’s foot e Sportzone, sendo que nesta última o preço de venda ao público é de €119,90.

O preço é semelhante ao de modelos de outras marcas dentro da mesma gama, sendo que a relação da qualidade do produto com o valor que se paga é boa.

Com mais de 150km feitos não apresentam sinais de degradação, além de algum uso na sola.

 

CONCLUSÃO:

Numa só palavra, fantásticos. Sapatos que aliam conforto e estabilidade a leveza e beleza.

Apesar de serem umas sapatilhas neutras não senti nenhum desconforto ou falta de estabilidade. Somente acho que para grandes distâncias, tipo maratona, na minha forma atual e com o meu peso precise de mais amortecimento a partir do km30. Situação que se resolve se melhorar a forma e for mais rápido, além de perder uns kg.  

Umas sapatilhas ligeiras para qualquer tipo de treinos e para competir em qualquer distância, sendo que acho que é nos 21km que mais brilham.  

 

Avaliação final

Design: 20 / 20
Conforto: 20 / 20
Amortecimento: 17 /20
Estabilidade: 18 /20
Preço: 17 /20

TOTAL: 92 /100

 

 

1 comentário

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D