Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correr na Cidade

Review: Merrell AllOut Charge

IMG_4525.JPG

Por Nuno Malcata:

 

Eu, a Bo e o Tiago tivemos a oportunidade de testar a nova gama de tenis de trail da Merrell. Eu os AllOu Charge, a Bo os AllOut Peak e o Tiago os novissimos Capra Sport.

 

Os Merrell AllOut Charge são uma evolução dos Allout Rush que também testei e tanto gostei.


Os AllOut charge têm uma filosofia menos barefoot que os AllOut Rush. Embora com os mesmos 6mm de drop e peso semelhante, têm mais amortecimento, 12mm, e uma maior altura ao solo.Além dos ressaltos circulares de 5mm e sola Melect grip como os AllOut rush a sola foi melhorada com zonas especificas para ajudar ainda mais na aderência em subida e descida. 

 

Para esta review fiz cerca de 100Km com os Merrell AllOut Charge, desde uma caminhada por trilhos nos Açores, treinos em Monsanto e Sintra, um dos quais mais longo de 30km, e na última e exigente etapa do Gerês Trail Adventure.

IMG_4548.JPG

 

Há coisas que gosto bastante nestes AllOut Charge, como o look, conforto e aderencia fantástica que têm, mas existem alguns detalhes que não fiquei fã, como a língua presa a um dos lados, o formato a que obriga o pé dentro do ténis, o mau escoamento de água ou serem um forno em dias mais quentes sobretudo se as meias não forem muito respiráveis.

 

Especificando segundo as nossas categorias habituais:

 

DESIGN/CONSTRUÇÃO

Em termos de design do meu ponto de vista os Charge estão muito bem conseguidos, gosto tanto deles que até já os usei várias vezes no dia a dia, para passear. Gosto muito da cor viva do modelo que testei e da conjugação de materiais (tecidos e borrachas). 

 

Relativamente à construção os materiais são de boa qualidade, após mais de 100km com eles, alguns dos quais em condições bem duras como no Gerês, os AllOut Charge apresentam muito poucos sinais de desgaste. São bem mais robustos que os AllOut Rush, contudo a opção pela lingua presa numa das laterais não me faz sentido, bem como a ligeira curvatura que obriga os pés a apontar ligeiramente para dentro.

 

Também no Gerês, onde a água foi mais que muita, deu para perceber que o escoamento de água não é um dos pontos fortes deste modelo, sobretudo porque os tecidos absorvem muita água que não seca rapidamente. Nas condições que tiveram de passar na última etapa do Gerês Trail Adventure também não tinham grande tempo para poder secar :)

IMG_4519.JPG

 

CONFORTO

O que permite um bom conforto, ou seja o acolchoamento que rodeia todo o pé, também faz com que em dias mais quentes, e se as meias não forem bem respiráveis, os allOut Charge se tornem um forno para os pés.Em dias amenos ou locais mais frescos não tive esta sensação e gostei muito do conforto que proporcionam. 

 

AMORTECIMENTO

 

A carateristica que mais evoluiu no modelo relativamente aos AllOut Rush, os AllOut Charge têm um nível de amortecimento muito adequado, nem excessivo nem demasiado ligeiro, são adaptativos ao terreno sem sentirmos que estamos a correr sobre almofadas.

 

ESTABILIDADE/ADERÊNCIA:

 

Esta categoria é como uma faca de dois gumes, se a aderência é a melhor característica deste modelo, em qualquer tipo de terreno, seja seco ou molhado os ténis têm um grip fantástico, já em termos de estabilidade não gostei.

IMG_4523.JPG

 

Como já indiquei a ligeira curvatura dos ténis faz com que o pé fique quase obrigado a apontar para dentro e se não existe uma atenção extrema na passada, e onde se coloca o pé, a tendência a entorse é maior, algo que me aconteceu sobretudo nas primeira utilizações, tendo contudo me adaptado depois bem a este formato.

 

PREÇO:

P.V.P: 109,90€, um preço muito equilibrado para a qualidade que apresentam, uma boa aposta em termos de preço e completamente justa a meu ver.

 

AVALIAÇÃO FINAL


Design/Construção: 17 / 20
Conforto: 16 / 20
Amortecimento: 17 /20
Estabilidade/Aderência: 16 /20
Preço: 18 /20
TOTAL: 84 /100


Conclusão

Bons ténis mas menos entusiasmantes que a sensação que tinha com os Allout Rush, em termos de evolução mantiveram o óptimo grip ou ainda melhor, melhoraram o amortecimento, tendo piorado na estabilidade e sensações de corrida.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D