Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correr na Cidade

Race Report: O 1º “teste” de 2015

10012810_805709366173402_7027058900368047663_o.jpg

Por Stefan Pequito:

 

Desde novembro que não fazia nenhuma prova - nem de trail nem de estrada. Desde então passei a ser treinado pelo Paulo Pires e a exigência nos treinos subiu. Estive para participar no Ultratrail de Proença mas não me senti preparado e como estava numa fase importante do meu treino adiei a minha estreia para 2015.

 

Decidi então fazer o trail de Vila Velha de Rodão pois foi uma prova que me ficou “atravessada” no ano passado (ler aqui). No ano passado tudo me correu mal. Coisas de maçarico, e este ano quis a “vingança”.

 

Não tive muito descanso para esta prova pois como estou em preparação para o MIUT, Vila Velha de Rodão serviu como uma espécie de teste, sem menosprezar o evento claro.

 

No dia 6 de fevereiro fui com o Luis Hernandez, um “jovem” trailer que começou a correr há pouco e já tem feito alguma coisas interessantes. Ao chegar estava um frio de rachar. Comemos “a nossa” massada de atum e fomos buscar o dorsal à Vila, para além de termos aproveitado para falar um pouco com o pessoal da horizontes – que organizam esta prova, entre outras. Avisaram-nos que era quase igual à do ano passado, só que o circuito seria contrário. E avisaram-nos para ter cuidado com o gelo…

 

Regressamos a “casa” para analisar bem a prova, perceber onde se devia comer e quais os postos de abastecimento. Depois disso, fomos deitar-nos. De manhã, no dia seguinte, depois do pequeno-almoço e da preparação, seguimos para Vila Velha de Rodão e deparo-me com o meu primeiro percalço: tinha-me esquecido dos bidões com o isotónico em casa e entrei logo em “desespero”. Mas os Paulos safaram-me e tinham dois bidões que me emprestaram e que levei com água do Luso.  

 

Falando da prova em si, estava muito frio, muito mesmo (-3 graus) e estava tudo gelado. Arranquei em modo “leve”, e meti tudo na bolsa da Quechua onde consegui meter o material obrigatório todo. A prova arrancou com os 47k e os 27k juntos as 9 horas da manhã. Na altura pensei em colar-me ao Luís Mota a ver no que dava. E lá arranquei com ele na converseta.

10974459_721110788008231_9150734608271560501_o.jpg

Na divisória dos 27km o Mota olhou para mim e apontou-me a prova dos 27km. Ri-me e disse-lhe: “Vou contigo eu sou dos 47”. Ele riu-se e disse-me logo que com companhia era mais fácil fazer os 47km. E lá fomos num ritmo porreiro pois, a fase inicial da prova, era muito rolante. O Rui Luz passado um pouco também chegou ao pé de nós e, seguimos todos juntos. 


Foi bom ver como o pessoal da frente se comporta pois é uma” zona” nova para mim. Até as 40 km fomos sempre perto uns dos outros. Mas numa zona mais técnica tive de “tirar o pé” pois não tenho a mesma experiência que eles e não queria abusar. A “minha” prova é o MIUT.  

 1932633_721110791341564_7985942760205589388_o.jpg

Nessa altura afastaram-se um pouco, e como sabia que o 3º lugar já estava quase garantido,  geri a última parte da prova. Na última subida sei que me aproximei-me deles mas ao chegar lá a cima ressenti-me um pouco dos treinos fortes e tive de gerir um pouco o esforço até ao fim. Ao chegar fiquei contente, não sabia a quanto tempo tinha ficado deles mas tinha o meu 1º pódio garantido.

1964928_784004028343407_2800073016087228973_n.jpg 

Foi uma prova muito bem organizada, como sempre, com sinalização fantástica, abastecimentos quanto basta (é pena não ter uns isotónicos, mas não é por aí. Dá para improvisar: um pouco de sal, uma laranja espremida, açúcar e esta feito). Foi uma prova bastante rolante com mais ou menos 10km técnicos. De resto uma boa prova para iniciar a época com 2000 D+.

 

Como escrevi anteriormente, foi um teste para as minhas pernas e para algum equipamento novo que recebi da Reebok. A t-shirt de trail deles é muito boa, e os calções “minimalistas” deram show (lol). E, na minha opinião, o melhor casaco que já experimentei e que foi uma maravilha na fase inicial e de fácil arrumação. Em relação ao calçado, os meus New Balance 110v2 deram as últimas em prova, já os levei cosidos. São as minhas sapatilhas, sem duvida, adoro-as mas é a vida.

DSC_0178.JPG

 

Resumindo, foi a minha primeira prova de 2015, onde aproveitei para testar muita coisa e vi os resultados do trabalho árduo. Não me levei ao limite e terminei pronto para outra.

 

Parabéns ao Rui Luz o vencedor da prova e parabéns a Organização dos Horizontes por mais uma fantástica prova na Beira Baixa.

 

Tenho que agradecer à Loja Girassol pela ajuda na parte da nutriçao que me ajudou muito (mesmo que me tenha esquecido do isotonico em casa…), desde as barras da goldnutrition endurance, gel ,ao famoso isotonico ,e claro todo o material como a aveia que tenho comido, foram encomendados na sua loja online e em menos de 24 horas estavam comigo. Muito obrigado.

 

10982761_784004138343396_2673291969688947306_o.jpg

 

Classificação feminina 40km+

Posição

Dorsal

Atleta

Equipa

Tempo

109

Isabel Moleiro

SS CGD

05:37:26.719

2

Carla Elisabete André

A minha corrida

05:47:06.844

353

Sónia Túbal

Estimulo D`Aventura

05:49:11.875


Classificação masculina 40km+

73

Rui Luz

Individual

04:18:01.266

61

Luís  Mota

Casa do Benfica em Abrantes

04:18:13.969

12

Stefan Pequito

Correr na cidade

04:23:52.266


Classificaçao feminina 20km+

71

Anabela Duque

A.C.S Mamede

02:51:58.156

249

Elisabete Vieira

Sunset Runners

02:57:09.110

387

Tuxa Negri

Ginásio Quinta do Valbom – AAA TRT

02:57:23.985

 

Classificaçao masculina 20km+ 

67

António  Silvino

ACS Mamede

02:19:51.672

364

João Plácido

União FCI de Tomar

02:24:32.656

199

Guilherme Neto

Sunset Runners

02:25:30.625

DSC_0179.JPG

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D