Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correr na Cidade

Os benefícios do treino funcional acompanhado

IMG_3944.JPG

Foi no início deste ano que comecei os meus treinos funcionais acompanhados. Foi com o objetivo de querer melhorar o meu desempenho na corrida. Tinha várias provas grandes por fazer: os 42km do Columbus Trail na Ilha de Santa Maria, Açores, e a Maratona de Barcelona em março. Embora sem grandes ambições em termos de tempos nestas provas, ambicionava sim, cruzar a meta a sentir-me bem e forte.

 

Assim, para além das aulas de RPM no ginásio e do Yoga, tive a oportunidade de treinar com uma Personal Trainer, a Natacha Barata. A Natacha tem enriquecido o seu conhecimento ao nível do treino funcional, através da exploração do treino de barefoot, técnicas correctivas do movimento, e utilização de materiais de treino funcionais como o TRX e VIPR. A boa compreensão da postura e do movimento funcional da pessoa permite estruturar o treino de forma a melhorar a performance na corrida diminuindo o risco de lesões. Para definir um treino adaptado às minhas necessidades, começámos por fazer uma Avaliação Funcional do Movimento, utilizando a metodologia Functional Movement Screen (FMS).

 

Durante meses, todas as quartas-feiras de manhã, estava no Jazzy Health Club em Benfica a treinar com a Natacha. Sabia-me sempre bem e os resultados rapidamente apareceram. Acredito que, acima de tudo, foi o aumento da minha consciência corporal que me trouxe benefícios muito grandes. Os resultados na corrida surgiram, com PBTs, provas a sentir-me forte e nada de lesões. O objetivo foi atingido.

 

Entretanto chegou o verão e, por motivos profissionais e de saúde (anemia), abrandei nos treinos. Foi marcante que, depois de meio mês sem treinar com a Natacha, voltei a treinar e, no dia seguinte, quando fui correr, senti imediatamente os benefícios do treino. Os treinos acompanhados fazem-me ter mais cuidado com a minha postura, seja a correr, seja nas tarefas do quotidiano.

 

Escrevo este post porque sempre achei que um Personal Trainer (PT) seria algo supérfluo. No entanto, com esta experiência, esta perspetiva mudou. Passo então a enumerar alguns dos benefícios do treinos funcional acompanhado vs. Treino não acompanhado.

12607231_1033755623314455_235469134_n.jpg

Algumas vantagens do treino com Personal Trainer são:

 

- O treino personalizado: o PT com, uma avaliação, como por exemplo a Functional Movement Screen (FMS), e tendo em conta os teus objetivos pessoais (sejam melhoria da postura, evitar lesões ou perda de peso, etc) consegue definir um plano ajustado e 100% personalizado.

 

- A companhia resulta em motivação: ter companhia para treinar, num local fixo, num horário fixo, cria rotina e compromisso. O teu PT conta contigo, tornando-se mais difícil, “baldar-nos”.

 

- O acompanhamento profissional: quando estamos a seguir um plano de treinos com determinados exercícios, muitas vezes a execução dos mesmos pode não ser perfeita. Na companhia de um PT, estamos sempre a ser apoiados para que a realização dos exercícios seja feito da forma mais correta. Com efeito, assim, o nosso treino é muito mais eficaz e evitamos lesões.

 

- O acompanhamento na evolução: tenho em conta os nossos objetivos e fazendo avaliações intermédias, conseguimos ver se estamos no caminho certo para atingir os objetivos ou se o plano de treinos deve ser ajustado.

 

- A versatilidade: a Natacha, por exemplo, é qualificada em termos de treino acompanhado, mas também em termos de osteopatia. Ou seja, num dia em que vinha treinar toda “partida” de uma prova grande, é claro que não treinávamos. Nesses dias, deitava-me sobre a marquesa e a Natacha fazia-me um tratamento de libertação miofascial com as mãos. Saía de lá “novinha”!

 

- A concentração: tu só te preocupes com a correta realização dos exercícios. Não precisas de te preocupar com o número de repetições – o PT conta. Também não precisas de te preocupar com o exercício que vem à seguir – o PT explica. Esta é para mim das maiores vantagens. Nos treinos com a Natcha, quase que entrava numa espécie de meditação, onde o mundo podia acabar a minha volta, mas eu apenas estava preocupada com aquele exercício, aquele momento. 

 

- O espaço: acho que o espaço onde se realiza o treino é muito importante para a sua eficácia. Normalmente, os PTs trabalham em ginásios, espaços muito propícios e motivantes para a prática de exercício.

 

- O acesso a materiais e máquinas: no espaço onde o PT nos acompanha, normalmente, há à nossa disposição uma série de materiais que em casa não temos, por exemplo, o rolo de libertação miofascial, kettlebells, bosu, vipr, etc. Além disso, no caso da Jazzy Health club, ainda tínhamos à nossa disposição toda a sala de máquinas para musculação e treino de cardio.

 

E acreditem, há mais benefícios. Acho que o melhor é experimentarem e sentirem a diferença. Depois contam como foi! Há uma nota final que gostaria de partilhar: tenham cuidado na escolha do PT. Tem que haver um match de personalidade, de metodologia e o PT tem que concordar com os teus objetivos. Com a Natacha, este alinhamento foi perfeito e daí os resultados. Mas na ausência deste match, acredito que se perdem algumas das vantagens mencionadas acima. Bons treinos!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D