Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correr na Cidade

O que esperamos para o Louzan Trail

Por Filipe Gil:

 

Estamos a poucas horas de partir para a Lousã em mais uma Running Crew Trip, amanhã parte da crew vai correr o trail curto, de cerca de 16/17K e outros vão fazer os cerca de 33K. A vários ritmos, com várias expetativas, com vários medos e com um grande propósito: divertirmo-nos muito.

 

Fizemos uma súmula daquilo que os membros que vão à prova esperam, sabendo de antemão que a Carmo, o Tiago, o Nuno, o Bruno e o Pedro que por vários motivos não se podem juntar a esta festa, vão ficar a torcer por nós. É isto o espírito desta verdadeira família que é o Correr na Cidade Running Crew (quem ainda não nos conhece basta clicar aqui).

 

PERGUNTAS:

1.Quais as expetativas para o Louzan Trail (15K/33K)?
2.Qual a principal dificuldade que esperam encontrar?
3.O que vão retirar de positivo desta experiência?

 

RESPOSTAS:

 

Ana Morais Guerra:

1.Terminar a prova sem lesões e com um sorriso enorme para as fotos, como sempre.

2.Chuva e piso escorregadio.

3.O convívio entre a crew, trabalho em equipa e a prova de que, quando queremos realmente uma coisa, conseguimos chegar lá

--

Bo Irik:

1.Dureza. Não consegui preparar-me como queria. Vai ser o maior desafio físico e mental até hoje (ainda bem que estarei com a crew por perto!).
2. Gerir o esforço nos primeiros 15K a subir e depois não perder a cabeça na descida que promete ser longa e técnica.
3. Fácil. Um fim-de-semana inesquecível com a minha família das corridas! Da prova em si, ao cruzar a meta, irei sentir muito orgulho e satisfação, um runner’s high, BRUTAL!

--

Filipe Gil:

1.Terminar a prova e divertir-me muito no percurso, mesmo durante as subidas, que vão ser muitas. Expetativa no que irão fazer os membros mais rápidos da crew.

2.O medo de lesões. Tenho medo que a minha fascite plantar regresse, tenho medo de ter caimbras e tenho medo de psicologicamente me sentir esgotado.

3.Um fim-de-semana com a crew, que começa com uma prova de superação e acabará em convívio e muita risada entre os membros do Correr na Cidade.

 --

Joana Malcata:

1. Expetativas altas! Apesar de inicialmente estar um pouco avessa à prova, aos poucos fui ganhando motivação e gosto pelo trail. Espero fazer as pazes com as Terras de Xisto.

2.Tenho andado com algumas dores nos joelhos e acho que será esta a maior dificuldade. A altimetria também mete “respeito”, mas como ainda ando à descoberta do trail, não procuro ganhar a prova, com tempo e paciência, chegarei à meta.

3. Ganhar balanço para os próximos trails, porque sendo agora um “Salomon Field Tester” (:P ), tenho outra motivação e responsabilidade, e quero evoluir. Como vamos em modo “Crew-trip”, os laços de amizade que nos unem sairão reforçados e teremos muitas histórias para contar.

--

Natália Costa:

1.As expectativas são....nenhumas! Acho que ainda não percebi muito bem no que me vou meter, mas vou me divertir com toda a certeza!

2.As descidas, sou muito medrosa e tenho alguma dificuldade em deixar-me ir. 

3.O positivo vai ser o contacto com a Natureza, contemplar belas paisagens e o convívio com a crew.

--

Nuno Espadinha:

1. Acabar e de preferência inteiro.
2. Subidas intermináveis e a hidratação.
3. Espero que isto do trail me "agarre" como fez aos elementos da crew mais rodados nestas andanças e é claro a Crew Trip.

--

Nuno Malcata:

1.GRANDES expetativas, por ser o maior e mais difícil trail que até hoje fiz, e por mim sentir-me mais preparado do que para qualquer um dos que já fiz. Uma oportunidade fantástica para ultrapassar um novo desafio, e na melhor companhia: a minha Crew.
2. A grande dificuldade para mim será o terreno mais técnico, sobretudo na descida, ainda tenho de evoluir mais tecnicamente mas já melhorei e espero gerir melhor o esforço que no Trail do Piodão onde me esgotei fisicamente.
3.O mais positivo é sem duvida o viver dois dias  
intensamente o espirito familiar que temos na Crew e partilhar mais um desafio em conjunto.

--

Pedro Tomás Luiz:

1. Acabar tranquilo, dado que o  meugrande desafio é daqui a 3 semanas.
2. A subida da Cerdeira para o Trevim.
3. O desafio, o companheirismo e a beleza de uma serra fantástica.

--

Stefan Pequito:

1. Objetivo fazer a prova em menos de 3h20m e passar um belo de um fim de semana com a minha família da corrida.
2.Trilhos técnicos de descidas e chuva, no caso de chover, claro

3.O convívio com o pessoal, sem dúvida.

--

 

Fiquem ligados a nós pelo Facebook e pelo blog. Iremos dando novidades sobre esta aventura.

Boas corridas.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D