Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

Não vou ficar atrás do "gajo das duas horas"! – Race Report Meia Maratona de Almada

nesppor Nuno EspadinhaComeço por escrever que estou em divida em escrever race reports desde a São Silvestre de Lisboa, confesso que não gosto de escrever, ponto. Já se passaram três provas e para nenhuma delas escrevi um race report, Corrida da Árvore, Meia Maratona de Lisboa - a minha primeira meia - e a fabulosa Scalabis Night Race.No domingo foi a Meia Maratona de Almada e desta vez tem mesmo que ser:Confesso que estava bastante receoso por três motivos: em primeiro lugar o ultimo treino que eu e o Filipe Gil foi bastante penoso, sobretudo devido ao calor e ao nível de desidratação que atingimos. Em segundo lugar, o percurso desta prova tem muitas subidas e descidas às quais sou bastante avesso (ou por outra, era, porque a prova de Almada parece ter mudado isso). E, em terceiro, a frequência dos treinos que tem sido bastante inferior ao desejado - uma vez por semana quando dá mais as provas em que participo. Apenas uma coisa boa: ia estrear os meus pernetes da Compressport, uns R2 :) escreverei sobre isso noutra ocasião.Senti-me bem desde o início, ao contrário das outras provas as "lebres" (Filipe Gil e Bruno Andrade) controlaram-se e fizemos a primeira metade todos juntos e a um ritmo bastante aceitável o que ajudou bastante, sempre acompanhados pelo Bruno Claro co-fundador do Correr Lisboa e a quem eu chamo o elemento não oficial da Correr Na cidade Running Crew :)A primeira subida, ainda na Base do Alfeite, apareceu com poucos kms percorridos mas passou-se sem dificuldades e deu o mote para o resto da corrida, sobe e desce ia ser a nossa vida....A "voltinha" pelo parque da cidade, do qual desconheço o nome, apesar de agradável à vista foi feita em empedrado que detesto, fico sempre para trás nessas ocasiões. Depois veio a passagem por dentro do estacionamento do Almada fórum a que eu e todo grupo achámos bastante piada mas que teve um efeito perverso, o GPS do meu telefone deixou de funcionar e a aplicação que normalmente utilizo, Endomondo Pro, voltou a dar problemas! Desta vez não tenho sequer o registo da prova no meu perfil apesar de ir recebendo os tempos durante a prova....enfim adiante para quem quer dar cartas começa a ter demasiadas dores de crescimento.À saída do Almada Fórum começaram as dificuldades, foi por essa altura que o Bruno deixou de nos consegui acompanhar. Já tinha avisado o Filipe e os outros que não chegamos à Sobreda por nenhum caminho sem subir, e bastante! Na segunda subida depois da rotunda já nos carris do Metro de superfície senti-me bastante bem. Arranquei e fiquei surpreendido comigo mesmo, o Filipe e o Bruno Claro seguiam na minha peugada, depois descomprimimos em direcção à FCT para voltarmos pelo mesmo caminho. Aí fomos apanhados pelo corredor da organização com a marca das 2 horas e eu pensei "não vou ficar atrás do gajo das duas horas!".Tinha feito 1h:58mins na Meia de Lisboa por isso já tinha um objectivo. Na volta da FCT arranquei outra vez e deixei em conjunto com o Filipe e o Bruno Claro o gajo das duas horas para trás. A descida correu bem e fizemos o abastecimento de água e tomei o meu abastecimento de gel, passámos a ponte ferroviária para Almada, vista fantástica sobre a A2, aonde nos esperava a ultima subida e mais do maldito do empedrado!Passei para a frente do Filipe e do Bruno Claro para correr num carreiro de pedra lisa ao longo de toda esta subida e posteriormente na descida, pensando eu que os outros dois seguiam comigo e nem olhei para trás, fiquei à espera que me passassem, confesso, mas não aconteceu! Na descida o mesmo cenário. Desci depressa pois gosto de correr contra o vento, apesar de não gostar de descer, e sempre em cima da pedra lisa na expectativa de ver os outros passarem - o Filipe desce depressa, e assumi que o Bruno Claro faria o mesmo. Só quando estou com a Lisnave e o Tejo à minha direita e o ritmo normalizou é que olhei para trás e não vi nenhum dos meus companheiros, nem acreditei. Pensei que se tinha passado algo ou que tinham quebrado muito, ou algo pior qualquer coisa pior não me dei conta da minha prestação! Resultado acabei a prova com o meu actual recorde pessoal 1:56:20 e à frente do “gajo das duas horas”! 

5 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D