Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correr na Cidade

"Não se devia realizar uma maratona sem o acompanhamento adequado" - entrevista a Arnaldo Abrantes

unnamed.jpg

 

Quem segue estas "coisas" do atletismo e da corrida sabem bem que é Arnaldo Abrantes, atleta de velocidade (100 metros, 200 metros e estafetas 4X100 metros) que já participou em dois Jogos Olímpicos (Londres e Pequim) - e que prepara a ida ao Rio de Janeiro - e que já foi atleta do Sporting e agora é do Benfica. 

Tenho eu a sorte de o ter como meu médico de família. Eu, que odeio ir ao médico, passei a gostar porque aproveitamos a conversa e falamos de corrida. Na minha última consulta de rotina, recentemente, o meu médico, o atleta Arnaldo Abrantes falou-me do seu projeto novo, uma clínica médica e desportiva que aplica a filosofia multidisciplinar da alta competição para os atletas amadores. De corrida e não só. Não resisti e quis saber mais, combinei uma visita ao espaço, a Athletika, para o entrevistar. E tentar saber algumas dicas destes atletas de alta de competição que nos possam ajudar, a nós, atletas amadores. A ler, com atenção:

 

Quando é que a Athletika abriu?
Abrimos no dia 4 de janeiro deste ano.

Quem está por detrás da Athletika?
São pessoas que já se conhecem há muitos anos. Eu, o Ricardo Paulino, fisioterapeuta e o Ricardo Antunes que é o ortopedista aqui na clínica. Temos uma amizade de alguns anos e já partilhamos muitos momentos ligados ao desporto de alta competição. Com a minha entrada na especialidade começámos a falar sobre um projeto diferente que passasse os valores da alta competição para os atletas amadores e para o desporto em geral.

Atualmente, o desporto dito amador está cada vez mais profissional. As pessoas gostam de treinar cada vez mais vezes e gostam de se desafiar e de bater recordes. Por vezes utilizam modelos de treino de alta competição mas não têm o mesmo apoio e suporte que os atletas de alta competição, sobretudo a nível de acompanhamento na recuperação, de nutrição ou acompanhamento médico. E aí surge este projeto e, para já, estamos a ter bons resultados.

Especializam-se nesta tipologia do corredor amador com um nível mais exigente, ou dão consultas a todos?
Damos consultas a todos. E dou o exemplo: temos uma consulta para promover a atividade física a pessoas sedentárias que querem começar a fazer exercício com benefícios para a saúde, ou pessoas com hipertensão ou diabetes e que querem praticar exercício físico de um modo seguro. Depois temos pessoas com patologias que não são relacionadas com desporto, como lombalgias, torcicolos e que vêm ter connosco para as massagens. E ainda temos os que esporadicamente fazem atividade física. Não estamos só focados na corrida, temos também pessoas do BTT, do futebol, de CrossFit, de trail, de ténis, etc. E temos atletas de elite, como o Nélson Évora. Contudo, temos muita experiência no atletismo, é por assim dizer “a nossa praia”.Fotonelson.png

Gostam de seguir uma própria metodologia ou cada caso é um caso?
A nossa filosofia tem sobretudo a ver com o trabalho em equipa multidisciplinar. É possível alguém com dor muscular ir diretamente à massagem, e nessa massagem existir uma dor sobre o qual o massagista tem dúvidas. Nesse caso, e se possível, vai logo falar com fisioterapeuta que avalia a situação para saber se o massagista pode prosseguir ou não. É uma avaliação rápida e gratuita, mas faz parte da nossa filosofia de oferecer a melhor qualidade de serviço ao nosso cliente.Também já nos aconteceu o fisioterapeuta receber um atleta e após o exame objectivo que realizou sentir necessidade de ter uma opinião médica. Assim foi o próprio a falar com o médico e após discussão clínica do caso foi decidido a realização de um exame complementar de diagnóstico, que foi prescrito sem haver uma consulta ou custo adicional. É tal como se faz na alta competição. Para além disso temos parceiros externos, escolhidos tendo em conta esta filosofia. Por exemplo em saúde oral temos parceria com a All Family Dental Clinic. E são parcerias feitas com muito cuidado com profissionais que não inventam patologias quando estas não existem. Outro exemplo é o de não gostarmos de vender 10 ou 20 sessões de fisioterapia. Gostamos de avaliar sessão a sessão e se for necessária só 1 sessão de fisioterapia, melhor para o cliente! Essa é a nossa filosofia.

Os atletas de alta competição têm acompanhamento regular. Que tipo de acompanhamento e que prevenção devem ter os atletas amadores? Exemplo, que corre três vezes por semana e que faz uma prova fim-de-semana sim, fim-de-semana não?
Cada caso é um caso, cada pessoa tem as suas características e depende das patologias de cada pessoa, se por exemplo tem dores frequentes na fáscia plantar ou se tem uma perna maior que outra. Idealmente deve ser feita uma avaliação prévia. No caso daqueles que não têm dor, que não sofrem de patologias aconselhamos as massagens desportivas para recuperação muscular, que é o básico, porque a treinar vai-se fazendo esforços. O que é o treino? É criar pequeníssimas micro ruturas para que o corpo quando descansa, possa regenerar e ficar mais forte. É necessário criar algum stress ao corpo mas não pode ser demasiado senão faz a lesão. Uma consulta médica de seis em seis meses também poderá ser importante para alguns atletas mais dedicados. A maioria dos atletas amadores são pessoas que trabalham e que por vezes descansam pouco, e outras tantas comem mal. Ora esses atletas podem estar a fazer treinos com anemia ou com algum desequilíbrio nutricional. Por isso, e depende muito dos objetivos, aconselho as massagens de quinze em quinze dias ou, se não puder, pelo menos uma vez por mês, para além de uma consulta médica regular, de seis em seis meses.

 

Há muitos corredores amadores cujos objetivos passam por correr longas distâncias. Vocês também fazem a preparação para uma Maratona a um atleta amador? Alguém que chegue agora ao pé de vós e peça para o preparar para a Maratona de Outubro, é possível?
Fazer uma maratona é um esforço muito grande. Não se devia realizar uma maratona sem o acompanhamento adequado. Algo que está muito em voga agora é a automedicação de anti inflamatórios antes das provas, para os atletas não sentirem dor e fadiga. Isto é um perigo!!! Um atleta vai fazer um grande esforço, vai perder água, e os rins têm de compensar, com o agravar de muitas vezes as provas serem realizadas com muito calor, que juntamente com a toma um anti inflamatório pode provocar uma insuficiência renal aguda. Os atletas tendem ouvir conselhos dos amigos dos amigos ou vão à procura de informação no Google, isso preocupam-nos. A Maratona, tal como os trails longos e os Iron Man devem ser idealmente feitos com acompanhamento médico.Foto - Fisioterapia.png

Em termos de preços, as consultas na Athletika são acessíveis?
Precisamos sempre de avaliar caso a caso para saber que tipo de consultas ou tratamentos iremos realizar, mas, claro, temos preços fixos. Mas posso dizer que temos preços ligeiramente mais baixos à nossa concorrência. Criamos diversos packs, e por exemplo, uma massagem que custa 35 euros por 1 hora, tem 10% de desconto na compra de um pack de 4 massagens. Ou 20% se comprar 8 massagens, chegando aos 30% se comprarem 12 massagens.

E têm algum serviço inovador e diferente?
Temos um serviço de avaliação biomecânica para analisar a técnica de corrida, como amplitude da passada, postura, desequilíbrios, etc. O que é muito útil para a prevenção de lesões. Fazemos o teste em pista ou em passadeira, filmamos de vários ângulos e depois a equipa toda analisa e prepara um relatório. Os ganhos desta análise são muito bons. Por exemplo, numa maratona se ganharmos um centímetro em cada passada o ganho é enorme ao fim das milhares de passadas que damos ao longo de 42 quilómetros.

 

 

 

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D