Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correr na Cidade

Linhaça: será que é uma boa opção para o atleta?

IMG_1381.JPG

Por Ana Morais:

 

A ideia de escrever um artigo sobre a linhaça surgiu dum vídeo publicado pela Bo Irik acerca do seu pequeno-almoço antes de um treino longo e, do facto, de ainda existirem algumas dúvidas acerca das propriedades nutricionais deste alimento.

 

A linhaça (cujo nome científico é Linum usitatissimum) é uma planta que dá origem ao tão conhecido linho. Para além do linho, uma das partes mais comercializadas da planta são as suas sementes, cuja coloração depende da sua origem: as sementes de linhaça dourada crescem em climas mais frios (normalmente do Canadá) e apresentam uma casca mais fina ou suave; as sementes de linhaça castanha desenvolvem-se em climas mais quentes ou na região mediterrânea. Mas as suas propriedades nutricionais são semelhantes.

 

Uma das características nutricionais mais importantes é a sua composição em fibras solúveis e insolúveis. Estas fibras vão ajudar a regularizar o trânsito intestinal, a reduzir o colesterol total e a proteger a mucosa intestinal. Assim, também ajuda a manter o sistema imunitário mais saudável e é um dos grandes aliados na luta contra o excesso de peso.

 

Outra característica deste “super alimento” é o seu teor em ácidos gordos essenciais (aqueles que o organismo não consegue produzir e que só podem ser obtidos através dos alimentos), nomeadamente os Ómega 3 e 6. A estes elementos são atribuídas várias propriedades nutricionais: anti-inflamatórios, antioxidantes, redutores do colesterol e participam na renovação celular.

 

Para além disto, as sementes de linhaça ainda são ricas em minerais (Ferro, Fósforo, Cálcio, Magnésio e Potássio) e vitaminas (B1, B2, C e E). Também é importante referir que possuem uma substância chamada lignana (um fitoesterogéneo) que tem uma ação semelhante ao estrogénio e que está relacionado com a proteção contra o cancro da mama e a manutenção da massa óssea.

 

Desta forma, a importância do consumo de sementes de linhaça pelos atletas está mais do que comprovada:

- Melhora a contração muscular;

- Previne a dor nas articulações;

- Estimula o metabolismo a produzir mais energia;

- Diminui a fadiga muscular após o exercício;

- Auxilia na manutenção do ritmo cardíaco;

- Previne o aparecimento da obstipação;

- Reduz os sintomas relacionados com a tensão pré-menstrual;

- Previne o aparecimento de certos tumores, como o da mama, cólon, próstata e do pulmão.

 

As sementes de linhaça podem ser compradas nas ervanárias e em alguns supermercados, e encontram-se sob a forma de sementes inteiras ou trituradas. A melhor forma de as consumir é triturada junto com iogurtes, batidos, sopas, saladas ou bolos. Mas, se a comprar já triturada, deve guardá-la num recipiente fechado, guardado num local seco e longe da luz solar (também pode guardar no frigorífico).

 

Em relação às contraindicações, as sementes de linhaça devem ser evitadas em indivíduos que sofram de oclusão intestinal, diverticulite ou irritação intestinal. Se forem consumidas inteiras, as sementes podem causar algumas cólicas ou flatulência.

 

Boas corridas!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D