Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correr na Cidade

Desidratação: sabe como prevenir?

20140501.jpg

 Por Ana Sofia Guerra

 

Água! Esse alimento tão indispensável na nossa alimentação e, por vezes, tão esquecido. O nosso corpo perde água pela transpiração, respiração, urina e fezes. Como mecanismo de sobrevivência, o nosso organismo desenvolveu um sintoma denominado por SEDE. Quando temos sede, o nosso instinto é logo ir à procura de água. Contudo, dependendo de cada organismo, nem todos sentimos a sede da mesma maneira. E, quando estamos a correr, as sensações são tantas que não nos apercebemos quando é que temos sede. Não sabia disto? Então passo a explicar.

 

Quando se fala na importância de hidratar bem antes duma prova, muitos são aqueles que só pensam em beber água antes da competição. Mas esta atitude não é a mais correta. A ingestão de água deve ser diária e superior a 1,0L, dependendo do tipo de pessoa, patologias associadas, temperatura ambiente e exercício físico. Um corredor deve estar sempre bem hidratado e esse cuidado deve ser redobrado nos dias antes da prova.

 

Quando a quantidade de água não é suficiente para que o organismo realize as suas funções normais, o volume de sangue diminui e isto faz com que o coração se esforce para bater mais rápido. Se a necessidade de água não for satisfeita rapidamente, aparecerem os primeiros sinais de desidratação: boca seca, fadiga, náuseas, vómitos, tonturas, cãibras, confusão mental, alterações auditivas e visuais, aumento da temperatura corporal.

 

A melhor forma de prevenir a desidratação é ter alguns cuidados uns 2 dias antes da prova: aumentar o consumo de água; colocar um pouco de sal (de preferência flor de sal) dentro da água; evitar as bebidas alcoólicas; evitar bebidas gaseificadas, chá, café e refrigerantes; descansar bem e ter uma alimentação ainda mais equilibrada.

 

Durante a corrida, a ingestão de água deve ser antecedida da sensação de sede e deve fazer-se lentamente e em pequenas quantidades. Isto evita a sensação de estômago cheio de água e os vómitos. Aproveite todos os abastecimentos para beber um pouco de água, mesmo que não sinta sede. É importante não beber só água: a ingestão de água com um pouco de sal retarda o aparecimento dos sintomas de desidratação, principalmente as cãibras. As bebidas isotónicas podem ser uma opção, quer seja industrializada ou caseira. Eis uma receita simples duma bebida isotónica caseira:

 

1 Litro de água

1 Colher de sopa de mel

1 Colher de chá de flor de sal

 

Boas corridas!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D