Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correr na Cidade

Desafio Adidas - Maratona Rock'n'Roll Madrid - Semana 4

f11m.jpg

A menos de 1 semana da Maratona de Madrid o optimismo da semana passada deu lugar à ansiedade!

 

Esta semana andei stressado e estupidamente enervado. Gosto das coisas planeadas com tempo e bem executadas, e vários imprevistos condicionaram o que planeava fazer. Para piorar a situação no início da semana surgiu uma dor num dente molar quando comia coisas frias ou mais quentes, e comecei a stressar com o que podia ser. 

 

A higiene oral é um factor importante para quem faz desporto, problemas dentários podem estar muitas vezes relacionados com outras lesões e a relação embora exista e muitas vezes ignorada por quem corre.

 

Assim, durante a semana apenas fiz 1 treino, na quarta ao final do dia, e em modo fúria, para libertar a cabeça do que me estava a incomodar e libertar o stress acumulado. Foram 14Km em sobe e desce, sem ritmo ou qualquer sentido no que estava a fazer, apenas queria não pensar.

FotorCreated.jpg

 

Obviamente este "treino" não estava no plano de treinos, e esta semana desrespeitei quase na integra o que tinha planeado, e o não cumprir esse planeamento foi também motivo de stress para mim.

 

Felizmente a partir de quinta-feira as coisas melhoraram, o treino apesar de pateta surtiu efeito e consegui arrumar as ideias no lugar e posteriormente lidei com as situações mais calmamente resolvendo cada uma. Por exemplo a dor no dente era apenas uma reconstrução antiga do molar que descolou, no Sábado pela manhã fui ao dentista e ficou resolvido.

 

Além do treino de quarta, o que muito me ajudou foi o tratamento com a Sara, a tensão acumulada provoca-me contraturas brutas e de semana para semana tenho me sentido melhor, mais "leve" e menos "preso". Desde que ela pacientemente me tratou a fascite plantar não abdico do bem que ela me traz cada semana.

Hoje mostro-vos um pouco do trabalho de manipulação que a Sara me fez na omoplata. 

 

Durante a semana fiquei a saber o número do meu dorsal, é o 6947, e fiquei a conhecer a aplicação para smartphones da prova. A aplicação tanto permite consultar várias informações para quem participa como seguir cada participante para quem está de fora a torcer por nós.

 

lanzamiento_app_twitter_ENG1-1024x512.jpg

 

Os preparativos para a viagem também já estão a ser feitos, não gosto nada de deixar a mala por fazer até à hora da partida, mas por mais cuidado que tenha fico sempre com a sensação que me vou esquecer de alguma coisa básica, e acabo sempre por me esquecer mesmo de alguma coisa :)

 

Como tem sido habitual, no fim de semana acabei por fazer a maior parte da componente de treino de corrida da semana. 

 

Sábado foi dia de voltar a Santarém para comer, beber e... correr, claro. A Scalabis Night Race é uma das, já muito poucas, corridas de estrada que me conquistou. Há 2 anos foi a minha estreia e adorei mas o ano passado não pude estar presente e este ano não quis faltar.

 

Como corridas de estrada faço muito poucas, e desde Dezembro que não fazia uma de 10K, decidi ir ao meu melhor ritmo nesta distância e fazer sub50. Conto pelos dedos de 1 mão as vezes que o consegui desde que voltei a correr à 3 anos, e 3 dedos chegam para as vezes que consegui. Esta for a terceira vez.

 

Partimos à tarde de Lisboa a caminho de Santarém, e assim que chegámos o ambiente já era fantástico. Levantámos dorsais, lanchámos, tudo sempre muito bem disposto. Quase a chegar à hora da partida ainda fizemos um aquecimento e dividimo-nos entre o grupo que partia para sub50 e nos que iam para sub60. 

 

Nos sub50 eu era o único com um objetivo claro, fazer efetivamente menos de 50 minutos. O João, Tiago e Bo estavam numa de se divertirem, sem grandes objetivos, e qualquer um deles faz tempos bem abaixo dos 50 minutos nos 10K. No arranque tentei controlar o ritmo, não puxar logo demasiado, mas a adrenalina do arranque fez-me disparar as pulsações para uma zona de desconforto da qual não consegui sair durante toda a prova. Felizmente contei com a alegre companhia da Bo que puxou por mim, por quem nos acompanhava e também por quem assistia, a energia desta menina é inesgotável e contagiante.

 

Terminámos em 49m25s, objetivo concretizado, 2º melhor tempo nos 10K desde que voltei a correr à 3 anos, mas com grande esforço.

 

12977186_10154099572041740_1234335954420268375_o.j

A noite terminou em convívio, com bifanas, cerveja e pampilhos, só coisas boas.

 

No Domingo queria treinar, mas de modo relaxado. O esforço no Scalabis foi grande e tinha vontade de rolar tranquilo e em ritmo ligeiro. Fui fazer um treino rolante, quase em ritmo de passeio, mas o cansaço ao final de 1h veio ao de cima e custou bastante chegar ao final. Foram 15km bem custosos, mas também foi o último treino mais comprido antes da Maratona. Agora é hora de dar descanso ao corpo e apenas rolar um pouco durante a semana.

 

Para terminar a semana, por iniciativa da Bo que está grande fã de Yoga, o Correr na Cidade convidou alguns leitores a participar na tarde de Domingo num workshop de yoga como complemento a quem corre. Como adepto, esporadicamente praticante, de yoga não pude faltar. Aprendemos como a yoga pode complementar o treino de corrida, tanto na componente de flexibilidade e alongamento como na componente de fortalecimento muscular. Aprendemos também exercícios de técnica para corredores e tirámos algumas dúvidas com o Bruno e Luís que deram o workshop, obrigado a eles por esta partilha.

 

13063166_10156795256160453_5311211604447071293_o.j

 

12987036_10156792740765453_3321343233082532301_n.j

 

E assim termino as crónicas da preparação que fiz para o desafio que é esta maratona. Como vos falei na primeira semana, não é em 3/4 semanas que se prepara uma maratona. O trabalho que fiz com o meu treinador, durante 8 mesociclos, permite-me ter capacidade física adequada para enfrentar os 42195m da Maratona, mas uma preparação adequada a uma prova destas em estrada deverá ser sempre convenientemente preparada com cerca de 12 semanas sem esforços como o que fiz no TSL. A segunda semana desta breve preparação foi decisiva para fazer a transição dos trilhos para a estrada e perceber que o corpo está bem e chegar ao optimismo que vou falei durante a terceira semana.

 

No próximo Domingo levarei comigo e cheio de orgulho o nome do Correr na Cidade com a força de todos os que fazem deste blog uma referência na corrida amadora e a nossa bandeira em terras espanholas.

 

À Adidas quero deixar o meu agradecimento pela oportunidade e apoio para a preparação e participação na prova.

 

Hala Madrid!

 

20160416_140649991_iOS.jpg

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D