Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

Crónica V: A Guerra dos Gémeos

Por Tiago Portugal:

 

Segunda-Feira - 1 de Setembro de 2014 – 10h00 - Faltam 11 dias, já não conto as horas…

 

Quem acompanha o blogue sabe que ando a preparar-me, desde Junho, para a minha estreia em provas mais longas, e internacionais, de trail, neste caso o 1º Ultra da Serra Nevada. Tenho, todas as semanas, publicado a crónica da minha preparação, que já vai longa, bem como tudo o que me vai acontecendo. No entanto, a semana passada por motivo de doença não consegui acabar de escrever o relato e resolvi incluir duas semanas na mesma crónica.

 

No domingo,24 de Agosto, após o meu último treino longo fiquei aliviado. Foram quase três meses de treinos intensos e ia, finalmente, começar a tirar alguma carga ao meu treino. Infelizmente na semana que se seguiu tive que a retirar quase toda, mas já aí chegarei.

 

Não consigo ter uma noção exacta do que alcancei nestes três meses e se efectivamente melhorei. É difícil sermos juízes em causa própria e sendo muito autocrítico não consigo ter a real percepção do quanto estou hoje melhor. Sinto-me isso sim, muito mais bem preparado e com mais conhecimentos do que devo fazer em termos de alimentação, hidratação, técnica e gestão de corrida. 

 

O fato de ter traçado um objectivo específico e ter um treino planeado e organizado, por um profissional, permitiu que a minha preparação fosse mais equilibrada e sustentada. Sem esta ajuda preciosa dada pelo José Carlos Santos não estaria hoje com metade da preparação que tenho.

 

Segunda-feira 18 de Agosto: Mantendo a rotina das últimas semanas e porque cada vez gosto mais deste treino fiz um treino de cross-fit. 

Treino realizado: 0km, 1h de Cross-Fit

 

Terça-feira, 19 de Agosto: Os treinos longos deixam mossa e ao fim de três meses intensos os músculos começam a queixar-se e a reivindicar por tratamento. Até à data não era presença assídua nas massagens desportivas mas reconheço hoje a sua importância na preparação para provas e na manutenção dos músculos. Este dia foi por isso de visita ao massagista. Ao fim de 1hora, de muito sofrimento e alguns insultos, saí com o diagnóstico feito: dus contraturas grandes nos gémeos, uma em cada lado, com a perna direita a suscitar algumas preocupações.
Tratamento: descanso, massagem e calor para evitar que as contraturas evoluíssem para algo pior. Tinha planeado ir a um treino pelas ruas de Cascais que tive de adiar.

Treino realizado: 0km

 

Quarta-feira, 20 de Agosto: Com os músculos completamente doridos da véspera, dei uma volta de 40m, alternando entre a corrida ligeira e a caminhada. Nem levei GPS para contar os Km.

Treino realizado: 40m ligeiros

 

Quinta-feira, 21 de Agosto: Dia de Treino aberto "Happy Days" do Correr na Cidade em Belém. Foi na companhia de mais de 25 pessoas que demos início ao treino. Objectivo: 10km. Correr acompanhado é muito mais fácil e torna os quilómetros mais curtos. Fui juntamente com mais três corredores a um ritmo tranquilo, sempre na conversa, pelo menos eu, e num ápice já o objectivo traçado tinha sido cumprido. Os gémeos não cederam e no fim do treino senti-me bem. Realizada a habitual sessão de alongamentos fui para casa mais descansado. Ainda acreditei por breves momentos que as contraturas eram história do passado.

Nota: O dia não podia ter corrido melhor, 10km sem dores à tarde e de manhã ida à Adidas para ir buscar os meus novos Riot 6.

Treino realizado: 10km, 1hora, 0 D+

 

Sexta-feira, 22 de Agosto: Dia de regressar à marquesa. Fui com a confiança em alta, afinal as dores já tinham diminuído drasticamente e o treino no dia anterior tinha corrido bem. Mais uma sessão de dor, gemidos e alguns gritos. Afinal pura ilusão. Estava tudo na mesma. Fui aconselhado a gerir bem estas mazelas senão as pernas não iam aguentar a Serra Nevada.

Treino realizado: 0km

 

Sábado, 23 de Agosto: Treino de 12km por Monsanto na companhia do amigo Nuno Malcata. Serviu de 1º teste aos Adidas Riot 6, podem ver aqui a 1ª impressão.  Testei igualmente uns calções que a Adidas me deu e que seguramente também me vão acompanhar por terras espanholas. Os primeiros 3 km custaram-me muito, sentia-me doente e com pouca energia, mas nada que um bom treino não ajude a recuperar. Com o treino concluído fui para casa alongar.

Treino realizado: 12km, 1h25m d+ de 220m

 

 

Domingo, 24 de agosto: Último treino longo da minha preparação.
Objetivo: 2 voltas do percurso Sintra Trail Extreme, STE, totalizando 42km e 2.450 D+ no máximo em 6 horas.

Tinha à minha espera um treino de elevada dificuldade, sempre a subir ou a descer com partes muito técnicas, o ideal para terminar o 3º mesociclo de treinos. Com muita dificuldade a 1ª volta ao STE foi concluída em pouco menos de 3 horas. Na segunda volta, sensivelmente ao km 30, depois da subida ao Monge esperavam-nos 4 segmentos de descida técnica. No último segmento estiquei demasiado a perna para não cair e fiquei estendido no chão, com 2 cãibras, em simultâneo nos 2 gémeos, nunca me tinha acontecido. Ainda tentei rolar mais uns km’s mas a cada passada tornava-se cada vez mais penoso correr. Resolvi dar por concluído o treino e regressar ao carro. Ainda corri uns infindáveis 4 km. Mesmo assim foram 5h15 de esforço muito intenso, 35km com 1750d+ e 1780 de d-, total  de 3530 de desnível. 

Nota: Muito, mas mesmo muito duro este percurso. Ideal para treinos mais intensos. O trail, ao contrário da corrida em estrada, é um desposto que exige concentração constante nomeadamente nas descidas. Um deslize pode significar o fim de uma prova. 

Treino realizado: 5h15, 35km com 1750 D+ e 1780 D-, total de 3530 de desnível

 

Resumo da Semana: 57km com 2000 D+

 

Segunda-feira, dia 25, passei o dia relativamente satisfeito. Com o último treino longo realizado ia gradualmente começar a retirar carga e intensidade aos treinos. Não prescindi de ir ao treino de Cross-Fit nesse dia.

 

 

Terça-feira fui a um dos muitos treinos do nosso amigo João Campos, podem ler o relato do Nuno Malcata aqui, Subidinhas&Escadinhas. No final do treino tive a certeza que os meus gémeos não estavam nas melhores condições, além de doerem tremiam por todo o lado, nada normal.

 

Resolvi na quarta-feira ir experimentar uma sessão de eletroacupuntura a ver se aliviava os gémeos, resultados inconclusivos, ficar doente não ajudou a perceber a eficácia deste tratamento. Ao início da tarde comecei a ficar nauseado e cansado. Fui para casa a sentir-me algo débil. Não sei ainda o que me aconteceu, provavelmente um vírus, mas durante quatro dias só me apetecia dormir. Sentia-me esgotado, qualquer esforço que fazia deitava-me abaixo e nem comer me apetecia. Ao fim de quatro dias de hibernação, dormi o equivalente a duas semanas, comecei aos poucos a sentir-me commais força. Sábado até arrisquei uma corridinha de 8km, que serviu para comprovar que apesar de melhor ainda estou longe de estar a 100%.

 

O que supostamente seria uma semana de alívio transformou-se numa espécie de retiro em que tirando terça-feira e sábado não consegui fazer nada.

 

Só espero que esta semana não prejudique a minha preparação e gradualmente recupere, é que dia 13 está quase. Foram três meses de luta, não quero morrer na praia!!!

 

Nota: Os Adidas Riot 6 são os meus novos tênis de eleição para provas de trail, comportamento fantástico. A nível de hidratação e alimentação testei o suficiente para saber o que comer e beber durante a prova.  

 

Boas corridas a todos…


--

Leia a Crónica IV

Leia a Crónica III

Leia a Crónica II

Leia a Crónica I

1 comentário

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D