Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correr na Cidade

Conheça as expetativas de Carlos Sá para a Marathon Des Sables (entrevista)

Carlos-Sá_MDS_2012_.jpg

Este domingo o português Carlos Sá inicia a sua quinta participação na duríssima "Marathon Des Sables", o Correr na Cidade trocou por e-mail umas perguntas com este campeão português e que mesmo antes da ida para o deserto respondeu, contando-nos um pouco das suas expetativas para esta "Maratona do deserto" feita por etapas e autonomia total.
 
 
Quais as suas expetativas para esta edição?
Esta vai já ser a minha quinta participação, e é para como habitualmente dar o melhor e esperar que tudo corra dentro do normal. Há nesta provas de muitos dias, sobretudo em condições tão adversas como esta, factores imprevistos que podem deitar a perder toda a prova. Com as condições que nos deparamos ao longo de uma semana em pleno deserto, o que seria em Portugal numa prova de um dia uma simples bolha, lá pode infetar e aí tudo muda...
 
 
Alterou a preparação desta edição, relativamente ao que fez em edições anteriores?
Não, tento gerir o meu calendário anual com desafios diferentes em vez de estar apenas focado num ou dois desafios. O ano competitivo para mim começou logo em Janeiro, com a Arrowhead 135, a ultra maratona mais fria do mundo no estado do Minnesota (EUA)... Foi uma prova muito dura que me deixou exausto.
 

Carlos_Running1.jpg

Todos sabemos que é uma prova de privações, em que o atleta tem de gerir os seus recursos. Quais são as privações que custam mais suportar numa prova deste calibre?
Descansar é algo muito complicado nesta prova. Chegamos exaustos duma etapa, e o que temos à nossa espera é o calor, o chão e aguardar o frio da noite...A alimentação é outra das nossas grandes privações. Ingerimos sempre menos calorias que as que são gastas diariamente. É normal perder-se cerca de 5 kg numa prova como esta. As condições de higiene são outra grande privação.... imaginem-se a viver em pleno deserto durante uma semana em autonomia.


O material que vai usar (ténis, mochila, calções, t-shirts) é o habitual, ou é especial para esta prova?
Sim, usarei o habitual com pequenas adaptações às características da prova.


Para um atleta amador que queira fazer a mesma prova, qual o conselho para se preparar para uma prova deste calibre em Portugal. O que aconselha? Que tipologia de treino?
Fazer o Peneda-Gerês Trail Adventure será uma boa forma de gerir esforços multi-dias. O treino com peso às costas (entre os 5 a 9kg) é também outra forma de preparação. 
 

Quais os conselhos, a nível de equipamento para quem participa na prova pela primeira vez?
Usar o que usa habitualmente em montanha, nada de segredos. 

 
Qual o episódio mais caricato que teve em outras edições que já participou? E a situação mais perigosa?
Levar com uma tempestade de areia e granizo em pleno deserto, foi inesquecível. Não tive nenhuma situação de perigo, felizmente.
 
 
Recentemente o atleta francês François D’Haene renunciou a participar em provas organizadas pela IAAF e ITRA. Qual a sua opinião sobre esta posição? E como deve ser a evolução do trail a nível mundial?
Terá as suas razões para o fazer, cada atleta é livre de tomar as atitudes que assim entender. Eu acho que o Trail está a evoluir e não podemos ter medo do futuro, antes pelo contrário, se todos derem as suas opiniões como fez D'Haene e outros, a discussão será vantajosa para que se encontre soluções de equilíbrio. O Trail continua a crescer de forma alucinante e já mais será tal como o conhecíamos há 5 ou 6 anos atrás.
 
Quantos quilos pesa a sua mochila para esta prova?
Cerca de 7,5kg no primeiro dia. Depois vai perdendo meio kg por dia da alimentação que entretanto foi consumida.
 
 
O Correr na Cidade deseja boa sorte a Carlos Sá e a todos os portugueses que participam nesta difícil prova.
Força Campeões!!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D