Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

Acreditar e Fazer: a caminho do EGT

 

Acho que o título reflecte bem o meu "mantra" atual… para quem levou uma valente bofetada na cara, com uma tentativa extremamente frustrada de fazer a sua primeira Maratona em Barcelona, confesso que estou surpreendida comigo mesma. Após esta experiência que me vincou profundamente, achei melhor afastar-me por uns tempos da corrida, para organizar a cabeça e as emoções quanto à corrida… já andava na natação, apostei em aulas de RPM no ginásio e fui em busca do equilíbrio físico e mental com o Hot Yoga de Jean Pierre de Oliveira, que tão bem que me sabe!

 

 Hot Yoga: estou por ali algures, literalmente a suar em bica!

 

A pensar que o embalo de uma maratona me pudesse ajudar, desde Dezembro que estava inscrita nos 46K do EGT. Planos furados e de cabeça longe do objectivo, vi-me confrontada com a mais pura realidade das minhas acções com o artigo do Luís a propósito das nossas decisões a nivel desportivo… pela primeira vez vi escrito aquilo que tantas vezes, os dois, falamos em casa e que por uma razão ou outra ainda não tinha retido, sobretudo no momento impulsivo em que me inscrevo em provas (menos mal, podiam ser malas e sapatos… certo?).  

Reli aquele artigo vezes sem conta… afinal de contas o que é que eu quero?! Pensei muito sobre o assunto e de uma forma bastante consciente tomei a decisão de que iria apontar canhões para a prova que já tinha planeada e assumi o facto de que iria ter pouco mais de um mês para treinar com uma disciplina e foco como nunca antes. Seria também imperativo focar-me ao nível alimentar porque, por mais voltas que tenhamos que dar, uma pessoa mais pesada é obrigatoriamente menos rápida, consome mais energia e assim menos eficiente na sua corrida, com a agravante de potenciar lesões ao nível articular.

Teria de uma vez por todas mentalizar-me de que sou capaz, motivar-me a continuar e como costumo dizer: fechar a boca e treinar forte! Querer só, já não chega… chegou a hora de atuar!

 

Estrela Grande Trail® de 46K: que estouro!

 

Quando divulguei a alguns amigos da corrida a minha intenção de fazer esta prova, foram todos muito politicamente correctos, sem quaisquer reacções negativas (as vezes até sem reacção! :P), em que a maioria optou pelo silêncio. Imagino que lhes tenha ocorrido o pensamento “ WTF?! Esta gaja deve estar completamente louca!!!” Curiosamente, ou não, foram esses mesmos amigos que sem as típicas palmadinhas nas costas do “és a maior, tu consegues” que fizeram questão de me acompanhar, a par e passo nesta jornada de treinos intensos a que me submeti neste último mês e trocos, porque palavras leva-as o vento… A todos eles muito lhes devo a motivação para persistir quando a cabeça pedia para parar.

 

2.jpg

"as rainhas do cozido"

 

Para além dos treinos recorrentes acompanhada, onde invariavelmente obtenho melhores resultados, fiz questão de inserir no meu plano de treinos semanal alguns momentos a “solo”... aproveitei as idas do Luís aos Esquilos e fazia o meu trilho sozinha com os meus pensamentos… passei a ter um gosto especial por Monsanto de manhã cedo e no ritmo familiar passei a ser eu a indicar os dias desses treinos.

Já trato por tu o “Trepador”, houveram treinos fartos em “cozidos”, com tudo a que temos direito, e cheguei a fazer também algumas incursões a Sintra nos fins de semana, para colocar km’s e altimetria, mas que por uma razão ou outra não foram tão proveitosos como gostaria que tivessem sido. As pernas foram respondendo bem ao esforço, a cabeça manteve-se no objectivo e melhor do que isso: tirei muito gozo desta fase!

 

 

Pelo meio desta brincadeira toda, sem dedicação exclusiva para a causa e apenas com o objectivo de me familiarizar com as regras de prova, faço o meu primeiro Triatlo, em Leiria, na companhia da Sara e do João a quem “desencaminhei” para estes caminhos uns meses antes. Acreditem… a #teamhulk ainda vai dar que falar! ;) E porque parece que sou uma mulher de tudo ou nada, é também nesta fase da minha vida que me cai no colo a oportunidade de ingressar numa nova oportunidade profissional… haja fôlego!

 

 #teamhulk depois do I Triatlo da Lagoa da Ervideira - Leiria

 

Dito isto… estou a caminhar a passos largos para o meu grande desafio. Não sei quantos kg’s perdi ao certo porque não me pesei, propositadamente, mas o facto é que já vejo pequenos laivos de músculo onde antes só via gordura. Acho que foi a primeira vez que não confiei na sorte ou destino e arregacei as mangas a sério… dentro de mim tenho uma pequena chama de fé que me faz acreditar que vou conseguir e foi essa mesma chama que me fez sair tantas vezes da cama de madrugada quando seria tão mais fácil ficar no quentinho… desculpem lá se estou a ser ingénua... Uma coisa é certa, este mindset já ninguém mo tira!

 

Gostaria de terminar com um agradecimento especial ao Luís Moura, Sara Dias, João Gonçalves e Ângela Costa por todos os km’s partilhados, conselhos, apoio, motivação… enfim, pela vossa AmizadeSeja qual for o desfecho… prometo-vos que darei o meu melhor!

 

2 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D