Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correr na Cidade

A Corrida do Tejo, a corrida do convívio

12006206_10153781119564050_6033456375002654551_n.j

Por Bo Irik:

 

São oito da manhã num domingo. Toca o despertador. Dormi quatro horas, se tanto. Não me apetece levantar e ainda menos correr. “Bo, levanta-te, assume o teu compromisso.” Pois é, no sábado antes da Corrida do Tejo fui a uma Pool Party. Fixe, pensava eu, começa  ao meio dia e termina às 22h, assim encaixa nos meus planos para domingo – mais uma Corrida do Tejo. NOT. A festa acabou às 22h, mas a minha festa não...

 

Levanto-me, lembro-me que já não tenho aveia. Vou apanhar o metro, estou no cais errado. Vou a sair do comboio, esqueço-me do passe. Não estava com cabeça (nem pernas depois de tantas horas de dança) para correr. Chego ao ponto de encontro marcado para o encontro da crew do Correr na Cidade e amigos em Algés e começo a acordar. Gente simpática, boa energia. Na linha da partida esqueço-me completamente da ressaca e rodeada de gente desportista e bem disposta e com a música a bombar, decido fazer a prova na companhia da Natália Costa e da Inês Machado.

 

O objetivo da Inês era fazer a prova abaixo dos 60 minutos. Ela consegue, e já o fez, mas o joelho chato, era esse o nosso objetivo. A Natália e eu a puxar por ela. Que belo trio. Depois de passar a partida, alguns minutos depois de ter sido dado o tiro da partida devido à imensidão de pessoas, começamos o nosso ziguezague por caminhantes e pessoas com um ritmo mais baixo. A partir do primeiro km já temos mais espaço e conseguimos manter o ritmo pretendido.

12002860_10153781120709050_5128523146601936439_n.j

Adoro esta prova. Encontro sempre (foi a minha 3ª participação, podem ler o relato da segundo aqui) muitas caras conhecidas e como ia a um ritmo confortável deu para conversar e meter-me com o pessoal. Para além de puxar pela Inês e de me divertir, claro, tinha outro objetivo. Cada pessoa que vinha a caminhar, puxar por ela (graças aos dorsais com nome, podemos usar o respetivo nome que ajuda muito) e fazer com que voltasse a correr, nem que fosse devagarinho. Adoro. Adoro fazer isso, é mega gratificante.

 

Durante a primeira parte da prova estava muito calor mas felizmente havia dois pontos de água e até uma passagem por um chuveiro e durante a segunda parte arrefeceu bastante. A Corrida do Tejo é uma prova muito bem organizada tendo em conta o enorme número de participantes que tem. Normalmente gosto de provas mais pequeninas, mais caseiras e menos comerciais, mas esta prova tem algo especial. Tanta gente a correr junto ao Rio é mágico.

 

Havia poucas pessoas a apoiar ao longo do percurso, mas a organização teve a excelente ideia de contratar duas claques para apoiar os atletas. A primeira tinha imensas bandeiras e placas e gente a fazer barulho dos dois lados da marginal. A segunda também era engraçada; tinha uma claque feminina do lado direito, a puxar pelas meninas, e outra do lado esquerdo da marginal, a puxar pelos homens. Para além disso, ainda encontrámos duas bandas a caminho da meta. Muita animação, portanto. Desta forma, e também graças à paisagem envolvente, esta prova não é nada monótona e muito agradável.

 

Também sou fã desta prova pelo seu grau de dificuldade “médio”, tendo algumas subiditas (e descidas, claro) pelo meio. Outra coisa que gosto muito é correr de um ponto a outro, de Algés a Carcavelos neste caso e de sentir que estamos de facto a correr determinada distância. Logisticamente, nada a apontar. Havia autocarros na meta para nos transportar à estação de comboios, mas nós viemos a pé. Soube bem porque o solinho tinha voltado.

12009729_880563408691658_6247365582891576176_n.jpg

Estou muito orgunhosa na Inês, pois, conseguimos atingir o nosso objetivo de sub60 enquanto nos divertimos e também estou particularmente orgulha nos nossos meninos João, Tiago e Luís que correram a prova abaixo dos 45min! Wow!

 

Em suma, mais uma vez os meus parabéns à organização. Tudo fluído, animado, limpo e pontual. T-shirt linda!!! Tudo o que se quer numa prova. O ano passado comentei que achava pena não ter havido nada para comer na meta. Este ano, para além da água e bebida isotónica já tínhamos uma maçã! Para o ano lá estarei a celebrar três anos de provas! E tu, também foste? O que achaste?

 

PS. Para a semana há mais corrida na marginal. Este domingo foi de Algés a Carcavelos e no próximo domingo, na Corrida da Linha, continuarei de Carcavelos a Cascais. As inscrições ainda estão abertas, em www.corridadalinhamedis.pt até dia 16 de setembro, ou dia 17 setembro nas instalações da Cofina em Lisboa, ou nos dias 18 e 19 de setembro na loja Decathlon em Cascais. ‘Bora?

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D