Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correr na Cidade

Trail das Bruxas - Bucelas: Trilhos "assustadoramente" assustadores!

12195768_901141029967229_8029081201967104025_n.jpg

 

Por Natália Costa:

 

No passado sábado realizou-se a primeira edição do Trail Noturno das Bruxas em Bucelas. Quando me inscrevi, fascinou-me a ideia de correr por montes e estradões de terra durante a noite, mas ao mesmo tempo tinha algum receio que o percurso não estivesse devidamente sinalizado, que me pudesse perder ou mesmo magoar devido à fraca visibilidade.


Sábado, lá me encontrei com a Bo Irik e com o João Campos e seguimos para Bucelas. Na conversa falámos do tempo que íamos levar a fazer os 15 km. O João sugeriu que talvez os fizéssemos em duas horas. Eu, competitiva como sou, disse que queria fazer abaixo desse tempo, mas logo se veria...


Estava devidamente caracterizada de bruxa, já que o evento apelava a isso. Vá, metade bruxa, metade corredora. Chegamos uns 45 minutos antes da partida para levantar os dorsais e encontrar-me com o meu irmão mais velho que se ia estrear nestas andanças do trail, e logo de noite! 12112033_901145883300077_8269111121816301792_n.jpg

Perto da hora marcada, colocamo-nos na linha de partida, a afinar os frontais, a tirar as fotos da praxe e a aquecer as articulações, pois a noite estava assustadoramente fria!  Partimos os quatro e durante os dois primeiros kms íamos em amena cavaqueira e a pisar poças de água para ver quem molhava quem, resumindo, íamos muito animados! Na primeira subida o meu irmão avançou e nunca mais o vi! Raça do Homem, está mesmo em forma, só nos voltamos a encontrar já na meta.


A primeira parte do percurso foi mais penosa, são aproximadamente 7 km sempre a subir. Valeu-me as palavras dos companheiros de corrida mais habituados às subidas, principalmente o João Campos, que com tanta escada que sobe e desce nos seus treinos, lá me ia dando alento e mandava continuar.


O medo foi-se perdendo, havia estacas com LED's de 50 em 50 metros, assim como membros da organização (desfarçados de zombies e famtasmas) em alguns pontos críticos. Os frontais iam dando a luz suficiente, e a animação entre os três era grande. Eu e a Bo aproveitamos, ora para uivar, ora para dizer que a bruxa estava a chegar, que era assustador.... e o João aos poucos lá foi entrando no espírito. Resumindo, estava a ser um programa de Halloween super animado.


Ao longo do trajeto íamos encontrando alguns bonecos assustadores pendurados nas arvores, abóboras no chão, membros da organização vestidos de fantasma, tudo para nos lembrar que era o trail das bruxas. Às tantas o João olha para o relógio e diz, bem se continuarmos neste ritmo, somos capazes de acabar com 1h45. Sempre era menos que 2 horas, pensei eu.


Aproximadamente ao Km 8 encontramos o abastecimento. Parei, bebi água, comi laranja, banana, tudo nas calmas... E o João e a Bo a gritarem, "Vamos embora, não nos podemos demorar". Eu pensava, “Oh pá, mas que chatos, nem me deixam comer”, mas a verdade é que aprendi uma lição! Ali é para despachar porque íamos com uma ótima média e corríamos o risco de ser ultrapassados, o que acabou por acontecer... Sou mesmo verdinha nisto do trail.


A partir daqui foi prego a fundo serra abaixo, sempre a descer! A 4  quilómetros do final, começamos a encontrar os participantes da caminhada e vínhamos tão lançados que só gritávamos, “encostem à esquerda, deixem passar, obrigada”, parecíamos aquele cartoon do coiote, o pássaro que faz “bip, bip”. Lá ultrapassamos mais uns quantos participantes e de repente estávamos outra vez na Vila, a correr no alcatrão a dar tudo por tudo, a subir e a descer mais umas quantas escadas ao pé da igreja (disse tantas asneiras para mim própria), e assim como partimos juntos dentro do pavilhão, chegámos desta vez de mãos dadas, com um sorriso de orelha a orelha e com o sentimento de dever cumprido, de ter dado o máximo! Foi em 1h39m!


Foi de tal maneira que as duas meninas do CNC chegaram em 8º e 9º lugar da geral feminina e 5º e 6º lugar do escalão. UAU! Quero mais, ficou qualquer coisa a borbulhar cá por dentro…Quero dar os parabéns à organização, estava tudo muito bem assinalado durante o percurso, bem organizado e aquele caldo verde e a bifana no final caíram que nem ginjas.


E claro está, ao meu super marido, que apesar de não ter participado por ainda não estar a 100%, me acompanhou para dar aquele apoio!

IMG_3983.JPG

Preview : Salomon S-LAB Wings SoftGround

Wings_logo

Por Luis Moura :

 

Na pagina principal da Salomon tem um slogan :

"SALOMON WAS BORN IN THE FRENCH ALPS IN 1947. OUR PASSION FOR MOUNTAIN SPORT PROGRESSION, PRODUCT DEVELOPMENT, QUALITY, AND CRAFTSMANSHIP DRIVES US TO CREATE PROGRESSIVE GEAR TO ENABLE FREEDOM AND HELP YOU CHALLENGE YOURSELF IN THE MOUNTAINS."

 

Annecy_Design_Center_Salomon

 


Introdução Salomon
A Salomon é uma empresa com provas dadas na elaboração e apresentação de sapatilhas de montanha e trail.
No entanto, nos ultimos 3 anos a concorrencia apercebeu-se deste gigantesco mercado e tentou rapidamente chegar-se ao lider indiscutivel do mercado e colocaram imensa pressão nos criadores da marca Filandesa.


A marca todos os anos tem lançado novos modelos para novos nichos de mercado e tem aperfeiçoado alguns modelos de maneira a acompanhar as cada vez maiores exigencias dos atletas, seja de topo ou os do pelotão. Algumas vezes tem conseguido e noutros não tem tido tanto sucesso.

Wings01

Nesse contexto, temos a sorte de ir testar as novissimas S-LAB Wings FW15 no modelo SoftGround, que é neste momento consideradas as topo de gama da Salomon. Isto porque muitos dizem que as sapatilhas de corrida SENSE são damasiado frageis para o comum dos mortais. São debates paralelos, mas interessantes. Em breve vou fazer a review das minhas SENSE 3.

Wings02

 


S-LAB Wings SG
No ano passado as XT wings deram o salto para as então novas WINGS PRO e para 2015 existe uma nova (r)evolução. E gigante no conceito. Existe uma convergencia entre os conceitos das gamas SLAB Wings, WINGS PRO e SENSE, e passa a existir as SLAB Wings.
As Wings perdem o esqueleto mais pesado e central que já vinha sendo apanágio deste modelo desde o seu inicio e adquire influencias das SENSE ULTRA, ficando a meio caminho entre as Wings PRO e as SENSE.

O que acarreta essas mudanças ? Temos uma sapatilha robusta, com uma enorme aderencia em quase todos os pisos, durabilidade maior ( para os standards da SALOMON ) e uma leveza superior face ás anteriores.

 

 

Wings03

 

Wings04

Wings05

Wings06

 

O que é que isto quer dizer na pratica ?
É o que vou tentar descobrir nas proximas semanas. Para já deixo-vos aqui algumas fotos dela antes e depois do treino de Sexta-feira de manha na hora dos esquilos e um video introdutorio da propria Salomon.

Do treino de hoje de manha de 7km, onde corremos em lama, estradão e pedra molhada, só posso dizer que corresponderam às minhas ( elevadas) expectativas.

Wings08

 

Não percam os proximos capitulos :)

 

Bons treinos

 

Wings07

 

Aceitam o nosso desafio?

thepack.jpg

 

Por Tiago Portugal e Filipe Gil:

 
Gostamos de nos desafiar! Não só a nós mas também aos nossos leitores. Por isso, desta vez, lançamo-nos num desafio e queremos estendê-los a vós. Especialmente aos homens que tem uma vida sedentária. Vejam o que é o THE PACK OF SIX, e juntem-se a nós! 

 

Tiago: 

 

Tirando um período quando era adolescente, entre os 15 e os 19 anos, e agora sempre tive alguns problemas com excesso de peso. Nada de extraordinário, como alguns jovens obesos que vimos hoje em dia, mas sempre fui mais pesado do que a maioria dos meus colegas, o chamado "gordinho" da turma. Em adolescente nunca pratiquei desportos que implicassem um grande esforço físico, tirando os pontuais jogos de futebol e ténis entre amigos. Sempre fui mais adepto de jogos de computador e passar muita horas no vício do PES e Football Manager, antigo CM.    

 

Graças a esta falta de atividade nunca fui propriamente detentor de um físico invejável. Já em adulto e numa fase mais sedentária da minha vida cheguei a pesar mais de 90kg. Tendo em conta a minha altura, 1m72cm e a minha estrutura, mais parecia uma bola.

 

Há cerca de 4 anos decidi tentar emagrecer mais a sério e comecei com as minhas irmãs a seguir o Shaun T e comprometemos-nos a fazer o programa dele durante dois meses, o Insanity Workout, uma loucura. Entre muito esforço, suor, lágrimas, mau-estar e alguns vómitos o meu peso diminuia gradulamente e ganhei alguma auto-estima e forma física. 

 

Nessa mesma altura comecei a correr, ainda que pouco de cada vez. Mas apesar de todo este esforço e de ter atingido os 70kg o ano passado nunca consegui vislumbrar 1 abdominal sequer. Verdade que estou melhor, passei de ter uma bola gigante na barriga para 3/4 pregas abdominais. A suster a respiração ao máximo, a luz certa e alguma imaginação acho que vejo pelo menos 2 abdominais já marcados.

 

Pode ser algo supérfluo e aceito as críticas que me possam fazer mas para quem sempre foi gordinho alcançar o 6 pack era, ainda é, um sonho. Nem que seja por pouco tempo. O objetivo é fortalecer o core, se entretanto conseguir ficar mais definido na região abdominal melhor.

Não me pretendo exibir nem por fotos em todo o lado, simplesmente quero saber que sou capaz ou pelo menos que tentei e que se quisesse fazia capa de qualquer revista de desporto.  

 

Em conversa com o Filipe descobri que partilhávamos em segredo este desejo e decidimos que seria agora a altura certa para abraçarmos este desafio. Porque esperar mais? 

 

Tenho à partida alguns handicaps. Não sei se a genética está do meu lado e sou extramente guloso. Com aquilo que corro já devia estar mais magro, mas o meu regime alimentar não é o melhor. Não há dia em que não coma um doce, ou dois. Salgados não é comigo, mas metam-me uma mousse de chocolate ou um bolinho e eu não resisto. Tão bom como os doces só mesmo o pão. 

 

Sou persistente e quando abraço um novo desafio não desisto tão facilmente. Assim a partir de hoje vou "tentar" comer menos bolos e pão, continuar a correr, apostar no Cross Fit, reforço muscular em casa (não sou fã de ginásios) e conto com a vossa ajuda para se juntarem a mim ou algumas dicas do que devo fazer.   

 

Quem se junta a nós? Até dia 1 de junho vamos acabar com a barriguinha.  

 

barriga.jpg

Foto esquerda: A respirar normal.Lado Direito: A posar para a foto e com a luz certa. 

 

 Filipe:

 

A não ser quando estava nos início dos meus 20 anos e fazia surf, ou pelo menos tentava, os meus abdominais sempre foram uma miragem. Desde essa altura que, fofinho e preocupado, arranjei-lhes uma bela camada adiposa que os tem protegido desde então. Uma vezes mais volumosa, e hoje em dia nem tanto, graças à corrida. Mas a memória de alguma espécie de abdominais ou o "famosos" six pack desvanesceram-se nas brumas da memória.

 
Ora, qual crise dos 40, e em conversa com o Tiago Portugal, e apesar de ele ser mais novo, decidimos trabalhar para o six pack, nem que seja só para os ter durante uma semana nas nossas vidas.Assim, aceitei o desafio de trabalhar para o tal six pack, que é estensível aos nossos leitores que nos quiserem acompanhar. Irei usar as mais variadas técnicas: corrida, treinos do CNC, apps para abdominais, boa nutrição, etc.
 
Começamos o desafio ontem, 1 de novemebro, e o objetivo é chegar a 1 de junho com abs de fazer inveja aos senhores que aparecem nas capas da Men's Health!
 
O meu desconhecimento sobre como será o processo é total. Não faço ideia de qualquer outro exercício para além das pranchas (aguento 2:30 minutos. E tu Tiago?). Por isso, aí desse lado, quem quiser ajudar, todas a ajuda  é bem-vinda.
 
É mais um desafio público aqui no blogue. Se há quase três anos eu e o Bruno Andrade contamos como perdemos, com sucesso, 6 a 8kgs numa dieta equilibrada. No ano passado, estava por esta altura a inscrever-me nos 50km do Piódão, que apesar de terem sido feitos levaram-me a uma lesão com 8 meses, e por isso o sucesso foi relativo. Agora este desafio com o Tiago. Espero seja um sucesso, apesar se saber que será o mais difícil até ao momento.
 
Deixo aqui uma foto do meu estado (lastimável) atual. MAs esta barriga "fofinha" tem os dias contados!!! Conto com a vossa ajuda? Vamos a isso? Juntos?

image1.JPG

 

November Run...

November Run

  ... podia ser o nome de um dos êxitos dos Guns n' Roses, mas não. Vai ser mesmo o nosso e o vosso mês de Novembro... uma autêntica chuva de treinos! Portanto aproveitem as temperaturas mais frescas para se porem em forma ou até mesmo melhorar a vossa performance. 

Resta frisar que os nossos treinos são abertos e gratuitos a todos os que queiram participar! Relembramos apenas que os mesmos são guiados e não organizados, sem seguro colectivo, pelo que cada participante é responsável por si próprio.

 


PIMP YOUR MUSCLES

Data: 3 de Novembro, terça-feira
Ponto de Encontro: Jardim do Campo Grande (junto aos campos de Padel)
Hora de encontro / partida: 19:15 / 19:30
Distância / Duração (aprox.): 60 min
Tipologia de treino: funcional para corredores
Não esquecer: Hidratação
Guias Correr na Cidade: João Gonçalves e Bo Irik

Confirma a tua presença no Facebook!

 

--

 


LET’S MEET AT THE PARK 

Data: 9 de Novembro, segunda-feira
Ponto de Encontro: Parque Eduardo VII, junto aos autocarros turísticos
Hora de encontro/partida: 19h15 / 19h30
Distância / Duração (aprox.): 10km
Tipo de treino: misto - estrada e trilhos
Não esquecer: frontal (obrigatório), roupa clara ou reflectora e hidratação
Guias Correr na Cidade: Bo Irik e Tiago Portugal

Confirma a tua presença no Facebook!

 

--

 


CORRIDA DE A a Z

Data: 14 de Novembro, sábado
Ponto de Encontro: Cais Fluvial de Belém
Hora de Encontro / Partida: das 09h00 às 12h30
Distância / Duração (aprox): 5/6km
Tipologia de treino: Encontro informal em que poderás aparecer em qualquer momento no horário definido. Tem como objectivo a troca de conhecimentos, partilha de truques e dicas e sobre tudo o que é necessário para começar a correr ou evoluir na sua corrida. Contem connosco para retirar dúvidas que tenham sobre treinos, material, provas, alimentação ou suplementação. E porque conversar não aquece, a cada 30min sairá um grupo para correr cerca de 5 a 6km.
Guias Correr na Cidade: Tiago Portugal, João Gonçalves e restante Crew

Confirma a tua presença no Facebook!

 

--

 

 

INTO THE WILD - The Return

Data: 17 de Novembro, terça-feira
Ponto de encontro: Parque de estacionamento do Bairro da Serafina
Hora de Encontro / Partida: 19h30 / 19h45
Distância / Duração (aprox): 10kms
Tipologia de treino: Trail com 300 de D+
Não esquecer: sapatilhas de trail (obrigatório), frontal (obrigatório), roupa reflectora, hidratação e telemóvel
Guias Correr na Cidade: Filipe Gil e Nuno Malcata

Confirma a tua presença no Facebook!

 

--

 

PISCO DA MATINHA

Data: 22 de Novembro, domingo
Ponto de Encontro: Palácio de Queluz
Hora de Encontro / Partida: 8h45 / 9h00
Distância / Duração (aprox): 8km / 1hora
Tipologia de treino: Trail (soft)
Não esquecer: hidratação
Guias: Liliana Moreira e Miguel Pinho

Confirma a tua presença no Facebook!

 

--

 


GET BACK ON TRACK
Data: 24 de Novembro, terça-feira
Ponto de Encontro: INATEL - Parque Jogos 1º de Maio (Av. Rio de Janeiro)
Hora de encontro / partida: 19:15 / 19:30
Distância / Duração (aprox.): 1 hora
Tipologia de treino: técnica de corrida em pista
Não esquecer: hidratação e sapatilhas de estrada
Guias Correr na Cidade: Pedro Tomás Luiz e Liliana Moreira

Confirma a tua presença no Facebook!

 

--

 

 

SEXY SLOW TRAIL @ JAMOR

Data: 29 de Novembro, domingo
Ponto de Encontro: Jamor -  frente ao café da canoagem
Hora de Encontro / Partida: 9h00 / 9h15
Distância / Duração (aprox): 8K / 1h15
Tipologia de treino: iniciação ao trail running
Não esquecer: sapatilhas de trail, hidratação e boa disposição!
Guias Correr na Cidade: Ana Sofia Guerra

Confirma a tua presença no Facebook!

 

 

 

Então, vais ficar em casa com "medinho" da chuva?! Anda daí!

Pág. 5/5

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D