Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correr na Cidade

Unboxing : Puma no Wings for Life World Race 2015

puma-logo.png

 

Por Luís Moura: 

 

Fomos convidados por um dos patrocinadores oficiais do evento a participar com uma equipa de elementos da Crew. Se a Bo, o Tiago e o Nuno Malcata estão no proximo dia 3 de Maio a finalizar a prova Geres Trail Adventure, eu, a Liliana e a Joana vamos representar a crew no evento da Wings for Life, desta vez decorrendo a edição portuguesa no Porto.

 

A Puma gentilmente enviou-nos 3 equipamentos diferentes e de seguida colocamos aqui algumas fotos do seu unboxing. Nos proximos dias vamos escrever sobre o evento e como decorreu na sempre Nobre cidade do Porto.

 

20150427_170506.jpg

( Equipamento da Liliana )

 

unbox_Puma_Joana.jpg

( Equipamento da Joana )

 

DSC00481.JPG

( Equipamento do Luis )

Review: La Sportiva Bushido

10985283_347407338798903_1794303674790022286_o.jpg

 Por Nuno Malcata 

 

A aposta que fiz nos La Sportiva Bushido na 1ª Impressão foi ganha! Após mais de 200Km de treinos com os Bushido foram os ténis que utilizei nos 53Km do Piodão Ultra Trail e passaram neste último teste com louvor.

 

Quando terminamos uma prova longa, e ao fim de mais de 9h nunca nos lembrámos dos ténis, é dos melhores elogios que lhes podemos fazer.


Com já cerca de 300Km feitos com os Bushido, nunca antes tinha testado tanto uns ténis antes da review final, apresento aqui as minhas conclusões finais acerca destes ténis.


A La Sportiva tem se afirmado como uma das marcas de referência em ténis para Trail, e nesta minha primeira experiência com um modelo da marca italiana posso comprovar alguns dos bons atributos normalmente atribuídos.


Os La Sportiva Bushido são uns ténis desenvolvidos a pensar na corrida em trilhos (Trail) com menos de 300g, drop de 6mm e sola FriXion para optimizar a aderência. Construidos para garantir máxima estabilidade em todos os tipos de terreno, com sistema de controlo STB, um novo conceito no controlo de estabiidade.


Gostei de muitos aspectos nestes ténis, existindo outros que podem afinados em próximas versões do modelo.

 

DESIGN & CONSTRUÇÃO

 

Como já referi no passado, gosto de ténis com um look agressivo, mais do que "bonitinhos".

 
Os Bushido enquadram-se nesse perfil, a começar logo pela conjugação de cores e padrões. O modelo que recebi em azul, vermelho, e pormenores em amarelo e preto é uma conjugação de cores fora do vulgar mas funciona muito bem. Claro que com os primeiros treinos todas as cores ficam esbatidas com o pó/lama, mas enquanto novos na montra da loja conquistam. 

 

Em termos de contrução, os Bushido tem nota alta, bons materiais, resistentes, com bons acabamentos, sendo reforçado nos pontos onde é mais normal os ténis de trail "cederem".

 

Bem pensados ao nível de protecção do pé, tanto na parte frontal, como na utilização de placa de protecção e outras protecções.

 

A meio do pé a malha que envolve o pé e a componente de controlo fazem com que o pé fique bem alocado no ténis e funcionem como um todo.

 

A zona do calcanhar embora com bom material acolchoado é muito estruturada e firme, o que pode trazer algum desconforto inicial, como foi o meu caso.

IMG_4551.JPG

 

CONFORTO

 

Os La Sportiva Bushido são uns ténis feitos para atletas relativamente leves e ágeis, não sendo na primeira abordagem os ténis ideiais para mim que sou mais pesado e com uma técnica menor. A adaptação aos Bushido foi feita progressivamente no meu caso, inicialmente, como indiquei na primeira impressão, fizeram-me bolha no calcanhar nas primeiras utilizações, mas ao fim de cerca de 100km esse problema foi ultrapassado.

 

À parte deste desconforto inicial no calcanhar, que acontece com alguma pessoas, mas outras não têm qualquer problema, os La Sportiva Bushido são uns ténis bastante confortáveis tanto para treinos mais curtos e agressivos como para treinos mais longos ou mesmo para provas tanto de média como longa distância.

 

Para o bom conforto contribui muito a forma ajustada como o pé fica preso dentro do ténis, sendo envolvido pela meia interior, pela estrutura rigida ao centro e pela língua que sendo fina é muito confortável e suficientemente comprida para atar bem os atacadores utilizando todos os furos não ficando com os mesmos acima da língua. Gostei muito da altura do calcanhar, envolve bem o calcanhar quase como uma bota ao contrario de outros ténis mais baixos onde sinto que o pé pode quase saltar se não tiver bem apertado.

 

Toda a componente de protecção já falada contribui para um bom conforto ao longo dos percursos, não sendo o pé massacrado em terrenos mais duros ou empedrados.

 

Como também já indiquei, o melhor elogio que posso fazer ao conforto deste modelo é indicar que depois de mais de 9h a correr em terrenos complicados no Piodão, os pés não ficaram com qualquer bolha ou assadura ou maleita estranha provocada por fricção ou mau comportamento dos ténis nesse tempo.

 

AMORTECIMENTO

 

Ao contrário de mim, os La Sportiva Bushido são uns ténis bastante leves. Tendo em conta que é um modelo para trail e com o nível de protecção que têm, o peso que têm é surpreendente.

 

Poderiam por este aspecto estar apenas preparados para atletas leves, sendo o nível de amortecimento menor, mas não senti qualquer problema com falta de amortecimento.

 

Não são uns sofás almofadados, mas não é isso que procuro nuns ténis de trail, com 19mm no calcanhar e 13mm na parte frontal são reactivos aos terrenos que pisamos proporcionando confiança e conforto com um bom nível de amortecimento em terrenos mais duros, exactamente como acho que deviam ser, e são.

 

IMG_4406.JPG

 

ESTABILIDADE E ADERÊNCIA 

 

Os Bushido têm uma estrututa bastante definida de posicionamento do pé.

 

À excepção da parte dos dedos dos pés que é mais larga, o que é excelente, tanto a parte média como o calcanhar são bastante estruturados, fixando o pé dentro do ténis e contribuindo desta forma para uma boa estabilidade. Sendo uns ténis para atletas com passada neutra, penso que se adaptam tanto no meu caso que tenho normalmente passada neutra, como penso que sejam igualmente adequados a quem tenha passada notoriamente pronadora ou supinadora, utizando palmilha apropriada. 

 

A sola é feita de uma borracha com muita aderência e de muito boa qualidade, com tacos agressivos no meio para aderência em trilhos técnicos. A aderência é muito boa tanto na parte da frente para subir como na parte de trás para travagem nas descidas, como em terrenos molhados. Os tacos menos agressivos em amarelo nas bordas do ténis que se prolongam até ás laterais são adequados a terrenos menos técnicos e provas de resistência onde se rola mais e para aderência extra quando a passada for mais lateral consoante o terreno.

 

Nos cerca de 300Km que fiz com os Bushido corri em muitos tipos de terreno, desde gravilha, terra seca, lama, pedra seca e molhada, folhas, ramos e raizes, calçada, etc sendo a aderência sempre muito boa, e quanto mais corremos com eles, mais confiamos neles. Ao inicio ainda escorreguei algumas vezes em folhas ou raizes molhadas, mas ao fim de pouco tempo o controlo até dos momentos menos aderentes se torna fácil, permitindo atacar terrenos mais tecnicos cada vez com mais confiança.

 

Apesar de ter notado alguma degradação dos tacos interiores ao longo dos Kms, a aderência nunca foi comprometida até ao momento.

 

PREÇO

Preço de venda ao publico: 140 €

 

Sendo um valor elevado, não são uma opção para quem quer dar os primeiros passos em Trail e não quer investir tanto logo de inicio, mas justificam o alto valor por serem desde já uns ténis de referência no segmento mais alto, tanto pela elevada performance que permitem como pela boa construção e materiais em que são fabricados.

 

A nível nacional podemos encontrar algumas campanhas promocionais e adquirir a um valor um pouco inferior, como por exemplo online na loja Trail Run

 

10475622_347407542132216_5453753346931952899_o.jpg

 

CONCLUSÃO

 
- Procuram uns bons ténis para Trail?
- Querem ter uns ténis para trail leves, com óptima aderência a vários tipos de terreno, bom amortecimento e estabilidade?
- Querem acima de tudo qualidade de materiais e construção e não uma pechincha?
 
Se responderam SIM às ultimas 3 perguntas, os La Sportiva Bushido são uma escolha acertada.
 
Da minha análise são um dos modelos mais equilibrados que já testei, com boa qualidade em todos os aspectos.
 
A La Sportiva fez um excelente trabalho com este modelo, a melhorar em modelos futuros só a relação qualidade/preço, manter a qualidade, baixar o preço :)

 

 

AVALIAÇÃO FINAL

 

Design/Construção: 19 / 20

Conforto: 18 / 20

Amortecimento: 18 /20

Estabilidade/Aderência: 19 /20

Preço: 16 /20

TOTAL: 90 /100

A caminho do Gerês Trail Adventure

 

20150426_182512998_iOS.jpg

Começa hoje a aventura no Gêres, melhor, a pré-aventura visto que as provas do GTA só começam amanhã.

Gostamos de um bom desafio e não podíamos recusar o convite que Carlos Sá nos fez, de juntar uma equipa do Correr na Cidade para participar nesta grande festa do trail nacional, o Geres Trail Adventure. Além dos 3 corredores, Bo Irik, Nuno Malcata e Tiago Portugal, irão estar presentes a Liliana Moreira e o Luís Moura, que não vão correr mas para apoiar a equipa no local. O GTA é uma festa e quantos mais melhor, não é verdade?

 

A Carmo Moser tambem irá participar, mas em versão mais "soft" (como se fosse possivel no Gerês!), no GTA Starter. 

 

Para uma prova desta natureza, 4 etapas e por equipas, todo o processo logístico é complexo, e temos que agradecer todo o apoio que recebemos nomeadamente da Girassol em termos de alimentação e hidratação para a prova, da Adidas que nos cedeu as t'shirts para a prova, aos nossos colegas do Correr na Cidade e à nossa familia e amigos. 

  

20150426_182512998_iOS.jpg

20150429_121252624_iOS.jpg

20150429_121351566_iOS.jpg 

Acompanhem-nos nesta aventura, vamos partilhar convosco cada etapa!

Correr por aqueles que não podem

 

WingsForLife

No próximo Domingo, às 12h, o Correr na Cidade terá o privilégio de se fazer representar na segunda edição de uma prova realizada à escala mundial, em que a partida será dada simultaneamente em 33 países.

Apesar de relativamente elevado, face à nossa economia atual, é de referir que 100% do valor de inscrição reverte para a pesquisa da cura das lesões da espinal-medula. Estamos a falar da a Wings For Life World Run  que este ano, em território nacional, irá decorrer na zona costeira do Porto.

No ano passado em Portugal, o vencedor foi António Sousa com 46,82km, ficando num honroso 123º lugar à escala mundial, tendo sido 78,58km o máximo de distância percorrida, feito realizado pelo atleta etíope Lemawork Ketema na Áustria

Por todo o mundo homens e mulheres, novos ou velhos, com ou sem cadeira de rodas vão partir ao mesmo tempo com o intuito de fazer o máximo número de quilometros possível até serem apanhados pelo carro-meta, num percurso máximo de 100km. Sim… a meta é móvel e inicia a sua tarefa 30 minutos depois da partida, num ritmo de 15 km/h até ao km 5, aumentando a sua velocidade progressivamente a partir dai. O desafio é: ritmo, o objectivo máximo: angariar fundos para a Fundação Wings for Life e participar nesta enorme festa da corrida.

A Liliana, o Luís e a Joana vão lá estar a dar o seu melhor!
E vocês?

Gel Energético com Cafeína Myprotein

 

 

20150426_181032921_iOS.jpg 

Por Ana Sofia Guerra:

 

Em Novembro do ano passado tive a oportunidade de experimentar o gel Ener:gel da Myprotein. Como a apreciação global foi positiva, fiquei com alguma curiosidade em experimentar outra variante deste gel: com cafeína.

 

Apesar de muitos corredores não gostarem de ingerir géis durante a corrida, pessoalmente, gosto! Mas confesso que já estou um pouco mais exigente nas escolhas que faço em relação à suplementação que levo para as provas de trail.

 

Escolhi experimentar o Ener:gel Plus Caffeine durante o trail de 27k em Bucelas, mais propriamente nos últimos 7k da prova. Nesta fase, o nosso corpo já não tem a força que tinha no início da corrida e não só precisa de energia rápida (açúcares simples), como de sais minerais, água e algo mais que dê uma espécie de “boost” para terminar a prova. E, neste caso, o Ener:gel Plus Caffeine deu! As 50mg de cafeína presentes na saqueta de 70ml de gel (praticamente a mesma quantidade de cafeína que ingerimos quando bebemos um café expresso) foram suficientes para sentir um impulso extra.

 

Tal como escrevi no artigo anterior, uma das características que mais gostei neste gel foi o facto de ser pouco espesso, permitindo uma melhor digestibilidade e disponibilidade na absorção dos nutrientes presentes no gel. Volto a referir que, mesmo sendo este um gel mais líquido, deve ser ingerido devagar e sempre acompanhado com água.

 

No que respeita à sua composição, tal como a versão sem cafeína, a quantidade de calorias e hidratos de carbono é semelhante (101 Kcal e 25g de hidratos de carbono por saqueta de 70ml), mas tem um pouco mais de sódio (80mg). Em relação ao sabor, esta versão do gel só tem disponível o sabor a groselha, o que achei agradável e nada enjoativo.

 

Quanto ao preço, está de acordo com o preço de mercado de outros géis, mas tem a vantagem de ter mais quantidade por saqueta (70g em vez de 40g em géis de outras marcas).

 

Em relação à adição de cafeína nos géis, é importante referir que este consumo tem de ser moderado. Não se deve levar só géis com cafeína para uma prova de trail. A cafeína dá (por vezes) o impulso que precisamos numa prova mas, também, pode causar alterações na frequência cardíaca e aumentar o grau de desidratação (a adição de maior quantidade de sódio neste gel pode ajudar a contrariar este efeito). Por isso, estes géis devem ser consumidos moderadamente.

20150426_181057431_iOS.jpg

Como nota final volto a referir que o site da marca precisa e tem tudo a ganhar com uma tradução mais correta (melhor informação para o consumidor), mas gosto do facto de terem feito referência às contraindicações: alerta para a presença e quantidade de cafeína no gel e o facto de não ser recomendado a crianças, grávidas ou mulheres a amamentar.  

 
Boas corridas!

1ª impressão: Saucony Hurricane

 

IMG_2356[1].JPG

Por Nuno Espadinha:
 
Depois de alguns quilómetros efectuados, cerca de 50, estou em condições de formar uma primeira impressão sobre estes Saucony.
 
As minhas expectativas iniciais não estão a sair defraudadas, são umas sapatilhas com uma qualidade de construção acima da média (não há "pontas" soltas) e claramente para provas longas e durarem muitos, muitos kms.
 
Estes 50 Kms foram efectuados em diferentes pisos, estrada, calçada portuguesa, paralelepípedo, tanto com piso molhado como seco e portaram-se muito bem, a aderência muito boa em qualquer piso que transmite muita segurança na altura de atacar a estrada. 
 
Quando as calcei a primeira vez senti de imediato o sistema de amortecimento e sola PWRGRID+ bem como o sistema ISOFIT que aconchega o pé ao calçar, tipo luva, sem no entanto ter uma sensação de aperto que podia ser incómoda
 
Estranhei a altura, coisa a que já não estou habituado, porque apesar de terem só 8mm de drop são sapatilhas altas e com muito amortecimento, o sistema IBR+ trata disso na perfeição.
 

IMG_2459[1].JPG

São sapatilhas para pronadores, o que é bem patente na sola, e eu como sou pronador ligeiro beneficiarei disso especialmente em distâncias mais longas. 

 
O suporte e conforto que estas proporcionam são também irrepreensíveis para já, fruto dos vários sistemas aqui empregues, vamos ver se aguentam bem o desgaste com o meu peso e passada! Para já a primeira impressão é muito positiva.
 
Para além disso acho-as bonitas! Em breve farei a review final.
 
Boas corridas!

Pág. 1/9

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D