Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correr na Cidade

Race Report: Ericeira Trail Run

IMG_0183.JPG

Por Tiago Portugal:

É preciso gostar muito e ter uma grande paixão pela corrida para num sábado gelado acordar às 06h30m, deixar o quente da cama e enfiarmo-nos num carro em direção ao ponto de partida da nossa próxima corrida. Pois, dia 20 de dezembro, foi um desses dias. Fui um entre os mais de 600 participantes que decidiram trocar o calor de suas casas pelo frio das arribas da Ericeira - no meu caso para participar nos 20+ da 1ª edição do Ericeira Trail Run.

Não o sabia na altura mas quis o destino que acabasse 2014 da mesma forma que o comecei, a correr em trilhos. Fruto de uma lesão adquirida no domingo 21, os 20+ da Ericiera Trail Run foi a minha última prova do ano e a penúltima vez que corri em 2014, e que bela maneira de terminar o ano.

 

Nunca tinha participado em nenhuma prova organizada pela Horizontes, as opiniões são divergentes, mas nada melhor do que experienciar diretamente. E esta primeira impressão foi bastante positiva. Só posso obviamente falar do percurso que percorri, os 20km.

 

Antes de tudo quero dar os meus parabéns à organização pelo design e grafismo da prova. Desde o website muito bem construído, com conteúdos e em termos gráficos muito apelativo, até ao design arrojado da t’shirt desenhada exclusivamente para esta prova, diferencia-se de todas as outras. Outra aspeto positivo e que me agradou foi o dinamismo da página do evento no facebook, com informação atualizada e que mesmo após a prova continuou a dar feedback aos participantes, além de disponibilizar as fotografias, não é o mais importante mas uma boa fotografia nossa a correr dá sempre para exibir aos nossos amigos.

 

O local de partida e de chegada foi bem escolhido, Ribeira D’Ilhas tinhas as condições ideias para nos receber a todos, o bar mesmo ao lado da partida deu muito jeito.

 

A prova

Relativamente à prova, a conjugação dos fatores localização, perto de Lisboa, distância, desnível (665 anunciados) e dificuldade técnica fez com que a participação fosse muito interessante, sendo uma boa prova para quem se queria iniciar em distâncias superiores a 10-12km em trail.

Dias antes da prova foi anunciado que por questões de segurança o percurso tinha sofrido umas alterações e iria ter um pouco mais de estrada e alcatrão, e para se ter em atenção a lama, elementos a considerar na altura de escolher as sapatilhas mais indicadas.

As características específicas desta prova faziam prever que fosse uma prova muito rápida.

 

Cheguei a Ribeira D’Ilhas por volta das 07h40m, tempo suficiente para ir levantar o dorsal e ainda ir ver a partida da prova de 60km. A organização ia avisando que às 8h em ponto a prova começava e assim foi. Apesar de ainda estarem uns 15 corredores no posto de controlo o horário foi rigorosamente cumprido e na hora prevista foi dado início à prova. Se podiam ter esperado 5 minutos? Talvez. Mas também acho que os horários são para serem cumpridos e que foram dadas as condições necessárias para que à hora marcada estivessem todos a postos.

De forma a não se repetir o sucedido o speaker ia alertando para que os corredores dos 20km não se atrasassem e se dirigissem ao posto de controlo. Com o frio que se fazia sentir não era tarefa fácil.

Apesar de só há um ano andas nestas andanças gosto de reconhecer muitas das caras, e conforta-me saber que não sou o único maluco que anda nisto e que existem muitos como eu. Apesar de algumas caras novas os "suspeitos do costume" estão sempre presentes.

 

Umas corridas para aquecer, a organização a dizer que os primeiros classificados iriam terminar a prova abaixo das 2h e a confirmação de que ia ser uma prova rápida, que não são as minhas preferidas porque demoro sensivelmente 45m a encontrar o meu ritmo e a sentir-me confortável.

IMG_0178.JPG

 

Às nove em ponto deu-se início à prova, sendo que os 4 primeiros quilómetros foram feitos ao longo da costa, percurso que achei interessante.

 

Depois fletiu-se para o interior onde o percurso começou a percorrer mais estradões, apesar disso acho que a prova estava equilibrada. Existiu muito alcatrão, certo, mas disso fomos sendo avisados pela organização, e dentro das possibilidades acho que se tentou equilibrar e alternar os trilhos com a estrada.

 

A boa disposição entre os atletas imperava, da minha parte ia em anema cavaqueira com os meus dois companheiros. Ao 9ºkm, o primeiro abastecimento, só de líquidos, que também marcava o início da subida mis ingréme da prova, foi o momento mais duro da prova.

 

Ao 14º km o verdadeiro abastecimento e havia de tudo um pouco e em abundância. De barriga cheia e com as reservas de água recarregadas continuei o percurso, agora em direção ao centro da Ericeira. Ao 17km resolvi apertar mais um bocado e aumentei o ritmo, já me estava a começar a sentir melhor, contudo, a prova já estava no último terço. Os últimos 4a 5km com muita estrada e a parte final já na Ericeira onde no fim descemos as escadas rumo à meta.

Terminei com 2h15m10s, em 101.º lugar da classificação final. Gostei particularmente do papel dado no final com o tempo e a classificação provisória.  

Relativamente às marcações não tenho nada a apontar, percurso bem sinalizado, só fiquei desorientado uma vez, já a chegar à Ericeira numa descida longa de estrada onde não vi a marcação, ela estava lá eu é que não a consegui ver. No final, o merecido recovery. E também a medalha de finisher, uma recordação sempre gira de se ter.

 

IMG_0181.JPG

Concluindo, gostei da prova, fui sendo informado pela organização ao que ia, pelo que não esperava grandes trilhos ao longo do percurso. Em termos de abastecimento e sinalização nada a apontar à Horizontes, faço intenções de estar em mais provas deles.

 

Foi uma boa prova para terminar 2014 e dar continuação ao trabalho que tenho feito e que 2015 seja a continuação desta paixão que descobri aos 33 anos.

 

Bom Ano Novo!

Hoje é dia de acordar tarde de ressaca, ou só de acordar tarde e quem sabe de uma corrida ao final do dia - ou não. Mas é dia de estar com a família ou amigos e de fazer algumas resoluções para o ano que hoje começou. Para este dia "calmo" publicamos um vídeo de um dos nossos trail runners preferidos, o Ginger Runner. Vale a pena ver. Bom Ano Novo!

Pág. 8/8

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D