Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correr na Cidade

Quando a corrida se torna um vício

Quatro dias sem correr nem exercício. Bem, na prática, dançar quase doze horas non-stop num festival bem pode ser considerado exercício! Já estava a sentir os sintomas da falta de corrida. Sou uma verdadeira viciada, de acordo com o meu pai. Talvez tenha razão...


Estes dias sem correr tiveram nota vinte no que toca a quality time com amigos não corredores, é verdade. E também é verdade que já recusei convites a amigos porque “tinha que ir correr” e já fui para casa mais cedo porque teria prova no dia seguinte. A minha vida social sofre pelo meu fanatismo na corrida. No facebook só aparecem fotos de corrida, só falo de corrida, tenho cuidado com a alimentação e hidratação por causa da corrida e tenho mais ténis do que saltos altos. E gosto. Gosto, mas há que saber estabelecer limites, há que saber priorizar de forma a salvaguardar a vida social.


Gerir o tempo não é fácil e para uma pessoa que gosta de tudo e tem dificuldades em dizer “não” como eu, ainda menos! Para além do meu trabalho a tempo inteiro enquanto consultora de gestão, no pós laboral dedico-me à SeaBookings.com, uma start-up que lancei com a minha irmã e está numa fase que requer bastante atenção. Por outro lado, adoro ser saudável, adoro comida saudável e adoro cozinhar. É como se fosse uma terapia para mim mas acaba por também consumir tempo valioso. Assim, é escasso o tempo que sobra para dividir entre a vida social e a vida de corredora.


Decidi escrever este post na sequência de o meu pai me ter chamado “viciada”, embora sem sentido pejorativo, esta afirmação fez me refletir. Tudo bem que inscrevermo-nos em grandes provas é muito motivador mas há que ter em atenção que corremos porque gostamos e quando a corrida se torna uma obrigação e prejudica a nossa vida social (e ou familiar), há que travar um pouco. Espero que gostem tanto de correr quanto eu e que o façam por gosto e que, acima de tudo, não se esqueçam dos nossos próximos não-corredores.

UTAX 2014: Ultra Trail e muito mais...

Certamente que já se aperceberam que o Correr na Cidade adora correr, não só na cidade, mas também no campo, em trilhos. Os trilhos puxam por mais e mais quilómetros, mais a mais D+. Assim, enquanto o Tiago Portugal está em modo de preparação para o dia 13 de Setembro de 2014, data em que irá participar na sua maior aventura desportiva até à data, a ascensão ao teto da Península Ibérica no Ultra Trail Sierra Nevada (83km), o Nuno Malcata e a Bo Irik inscreveram-se no K42 do AX Trail na Serra da Lousã. Para o Nuno, embora já seja maratonista de estrada, será a maior distância em trilhos e para a Bo, a sua maior distância até hoje. Partilhamos convosco um pouco sobre o que será o UTAX, ou melhor, as AX Series:

 

No fim-de-semana de 17, 18 e 19 de Outubro, Castanheira de Pêra irá receber pela segunda vez consecutiva o UTAX (Ultra Trail Aldeias do Xisto). Mais do que uma prova de Ultra trail, esta será a oportunidade para atletas nacionais e internacionais voltarem à Serra da Lousã e juntos percorrerem trilhos mágicos onde o encontro entre o desporto e a natureza; o passado e o presente; o homem e a fauna local culminam numa agradável sensação de superação dos limites de cada um.

 

A edição deste ano será composta por 3 provas de trail running, uma caminhada, um evento de trail running para crianças e ainda uma corrida de joelettes. Ao longo dos três dias do evento decorrerá ainda uma Feira de Equipamento Técnico, Artesanato e Produtos Regionais. Pretende-se assim promover um ambiente de convívio, de partilha e de encontro, onde não só o "pro", mas também o amante da corrida e da natureza, as crianças e os idosos e até mesmo aqueles que por algum motivo se vêm forçados a levar uma vida condicionada, têm um lugar muito especial.

 

A prova principal e que dá nome ao evento totalizará 100 km de percurso, estendendo-se por toda a Serra da Lousã e integrando os municípios de Castanheira de Pêra, Lousã, Miranda do Corvo, Góis e Penela. O percurso inclui ainda 9 Aldeias do Xisto e 4 Praias Fluviais. Esta prova terá partida pelas 00:00 horas do dia 18 de Outubro. Na manhã seguinte será dada a partida do Trail Serra da Lousã na distância de 42 km, e percorrendo parcialmente o percurso da prova maior. Há mesmo a possibilidade de os atletas de ambas as provas se juntarem na fase final e lado a lado cruzarem a meta. Haverá ainda uma prova de trail e uma Caminhada, ambas com cerca de 20 km.

 

O domingo, dia 19 de Outubro, será dedicado às crianças e pessoas com mobilidade reduzida, através do lançamento de dois eventos inovadores: o primeiro AXtrail Kids e AXtrail da Inclusão. Dada a forte componente social destes dois eventos, as inscrições serão gratuitas e obrigatórias. O AXtrail Kids estará vocacionado para crianças dos 6 aos 16 anos, sendo que a prova será dividida em quatro escalões / distâncias, de acordo com as idades. O AXtrail da Inclusão será disputado por equipas compostas por uma pessoa com mobilidade reduzida (que será transportada na joelette) e 2 a 4 acompanhantes (atletas, familiares ou amigos). A joelette é uma cadeira todo-o-terreno mono-roda, que permite a prática do pedestrianismo e o acesso a áreas montanhosas ou com pisos irregulares, a todas as pessoas com mobilidade reduzida. Do ponto de vista desportivo, a joelette permite a qualquer pessoa com deficiência motora, sensorial ou mental participar numa competição desportiva, assumindo o papel principal, e percorrendo trilhos de outra forma inacessíveis.

 

O UTAX 2014 é uma organização da Go Outdoor que completará este ano a 7ª edição do AXtrail®series, e a 3ª edição do UTAX. As inscrições serão já estão abertas!

 

Saiba mais em www.axtrail.com.

 

E tu, qual o teu próximo desafio desportivo? Também vens ao AX Trail?

Porque gosto tanto de correr

Por Tiago Portugal:

 

Hoje (quarta-feira) saí do trabalho e só pensava em ir correr. Cheguei a casa, troquei rapidamente de roupa, meti o mp3 no braço, que hoje era treino lento, e parti em direção ao paredão de Cascais, a cerca de 1km de minha casa. 

Corri cerca de 25 minutos e não me apeteceu mais continuar, não me estava a sentir bem. Comecei a andar, a ver o mar, sentei-me a comer um gelado e a ouvir a minha música. 
Percebi então que não era de correr que tinha vontade mas sim de passear pelo paredão, meu companheiro durante 2 anos e que por agora abandonei. 
Aproveitei aqueles pequenos prazeres, que concentrado nos treinos não reparo, o cheiro a maresia, o barulho das ondas, as pessoas a passar e o azul do mar, tinha saudades disto. 

Nos últimos 2 meses tenho treinado e exigido muito de mim para atingir o objetivo a que me propus e conhecer os meus limites. Mas correr não é só isso e acho que hoje foi o dia de relembrar o porquê de gostar tanto de correr...

A caminho do Ultra da Sierra Nevada


É verdade, um dos ultra maratonistas do Correr na Cidade Running Crew, o Tiago Portugal, que já fez provas como o Trilho dos Abutres, entre outras, vai correr a Ultra da Sierra Nevada, no dia 13 de setembro, numa distância de 83K.

 

O Tiago vai partir da cidade de Granada e vai subir até ao Pico Valeta a 3300 metros de altitude. A meta encontra-se instalada na estância de Esqui de Pradollano, a 2200 metros de altitude. Esta super prova tem um desnível positivo de 5682 metros – e um desnível negativo de 4356 metros.

 

O Tiago já há algumas semanas que começou a sua preparação. Mas a boa nova é que vai contar com o apoio da Adidas que o está a equipar para a sua preparação e para o dia da prova. 

 

A marca alemã irá calçar e vestir o Tiago para este fazer a sua preparação, mas também para enfrentar as diferentes condições atmosféricas dos duros 83K do Ultra da Sierra Nevada.

 

E, ainda melhor, é saber que o Tiago, semanalmente vai contar-nos a sua preparação. Os treinos que tem feito, como se tem sentido, os seus medos, vitórias, desejos, as metas a atingir. 

 

Depois iremos seguir as horas antes da prova e o depois, passado uns dias o race report desta aventura de uma vida 83K onde irá subir até aos 3300 metros de altitude. Não é para todos! Força Tiago.

Meia Maratona de Coimbra: Entrevista ao Diretor de Prova

 

Enquanto as fotografias do passatempo para oferecer dois convites duplos para a Meia Maratona de Coimbra estão em votação no Facebook, aproveitamos e fizémos uma entrevista ao Diretor da Prova, Paulo Costa. A Meia Maratona de Coimbra, realiza-se no domingo, dia 28 de Setembro.

 

1. A Primeira Meia Maratona de Coimbra é organizada pela Globalsport. Quem é a Globalsport e quem é o Diretor de Prova, Paulo Costa?

A GlobalSport é uma empresa criada em 2005 com três vertentes que se complementam: Organização de Eventos, Processos de Marketing e Planos de Comunicação, que tem efetivamente uma enorme paixão pelos projetos em que se envolve. Paulo Costa, além de fundador do projeto, é apenas um elemento mais de uma equipa heterogénea e unida.

 

2. A prova integra-se na Running Wonders, o que é a Running Wonders?

Running Wonders é um circuito internacional de meias maratonas em Patrimónios Mundiais, que em Portugal apenas passa pelo Douro, Guimarães e Évora. Coimbra é prova oficial deste circuito porque cumpre todos os requisitos de sitio Património Mundial com elevados patamares de sustentabilidade e beleza.

 

3. Como é a prova? O que tem de especial?

Coimbra é o berço do conhecimento em Portugal, sendo sinónimo de prestígio não só na Europa como em todo o planeta. Além de ter uma das universidades mais prestigiadas do planeta, Coimbra é na realidade um espaço de magia, onde a história da nossa nacionalidade se confunde com toda a emotividade que a Cidade dos Estudantes recria a cada novo momento. Uma cidade onde em cada rua se encontram mil estórias da nossa história e onde a beleza da Região Centro se multiplica para oferecer ao mundo uma oferta turística ímpar, do Portugal dos Pequenitos à Quinta das Lágrimas, do Mosteiro de Santa Clara à Universidade, da Alta à Baixa, do Mondego às Aldeias de Xisto.

 

4. O que podem os atletas esperar desta prova? Como é o percurso (altimetria, locais emblemáticos, etc.) e quais são os abastecimentos?

Os atletas poderão esperar uma prova singular e inesquecível, com Partida frente à Entrada Principal da Universidade de Coimbra, Património Mundial, com passagem pela Alta, Património Mundial, passando junto ao Jardim Botânico e ao Estádio Municipal, descendo até à Rua de Sofia (Baixa), Património Mundial, terminando na margem sul do Rio Mondego com uma vista soberba sobre a cidade. Os abastecimentos estarão disponíveis ao longo de todo o percurso, de 5 em 5 kms, e um acompanhamento permanente por diversas equipas da organização.

 

5. Esta é a primeira edição desta prova. Quais as expetativas?

Acreditamos que esta será a primeira edição de uma prova que será uma referência dos eventos de estrada em Portugal, e quem serão milhares os portugueses que vão sentir a beleza desta maravilhosa prova. Conjuntamente com a Agência Abreu, a mais antiga agência de viagens do mundo e a maior de Portugal, estamos a desenvolver um plano de promoção internacional que permitirá atrair a Coimbra participantes de todo o mundo, e acreditamos que esta será uma realidade breve.

 

Nós ficamos com vontade de participar nesta primeira edição da Prova e conhecer a Cidade do Conhecimento. E vocês?

Unboxing: Saucony Kinvara 5


Por Nuno Ferreira:

 

Há tanto tempo que esperava por esta oportunidade de experimentar os novíssimos e ainda por lançar (em Portugal) Saucony Kinvara 5. Já usei vários modelos da Saucony, mas esta é a primeira vez que experimento os Kinvara e, pelo que tenho lido em várias reviews internacionais, estes são os melhores Kinvara de sempre. Foram corrigidos muitos problemas das versões anteriores e foram introduzidas melhorias e inovações, como é o caso do sistema PRO-LOCK®. Para já, posso afirmar com toda a certeza que estes são os sapatos mais confortáveis, leves (236g, tamanho 46) e coloridos que já calcei. Até nem sou adepto de calçado com cores muito vibrantes, mas gosto bastante da cor deste modelo.

 

Já treinei com os Kinvara 5 e as primeiras impressões serão conhecidas dentro de alguns dias, depois de correr mais um pouco com eles. Por enquanto, aqui fica o unboxing.  

 

 

 

Pág. 1/13

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Actividade no Strava

Somos Parceiros



Os nossos treinos têm o apoio:



Logo_Vimeiro

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D